Início Tradições O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

Os portugueses são afortunados com os mais variados tipos de peixes vindos do Atlântico. Aprenda a fazer um delicioso arroz de tamboril. (c/ Vídeo)

5244
O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa
O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

Na gastronomia marítima, os portugueses são afortunados com os mais variados tipos de peixes e frutos do mar vindos das águas do Atlântico. Aprenda a fazer um delicioso arroz de tamboril. (c/ Vídeo)

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa
Tamboril – O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

O tamboril é um peixe que tem uma aparência muito singular. Ele é caracterizado pela cabeça desproporcionalmente grande, ampla e achatada, com a boca que ocupa quase toda a cabeça e dentes pontiagudos, não é nada bonito, mas muito gostoso.

Às vezes nomeado peixe-sapo, vive em águas profundas, podendo ser encontrado até 600 metros de profundidade. Este peixe está presente na gastronomia tradicional portuguesa.

O peixe tamboril recebe outros nomes conforme o idioma, sempre presente na galeria de primeira linha da gastronomia: rape (Espanha), lotte (França),  monkfish (Inglaterra e EUA) e rana pescatrice (Itália), por exemplo.

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa
Arroz de Tamboril – O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

Resolvi falar um pouco sobre o arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa. O arroz de tamboril é um prato muito gostoso e pouco conhecido pelos turistas, mas basta perguntar para um português para perceber a reação imediata de água na boca.

Sendo Portugal um país com extensa costa no qual as pescas desempenham um papel importante na economia do litoral, há inúmeros pratos da cozinha portuguesa em que o peixe é o ingrediente de referência.

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa
Arroz de Tamboril – O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

O arroz de tamboril, tradicionalíssimo em Portugal, tem o peixe cortado em cubos, salteado junto a camarões e alguns frutos do mar, adicionado ao arroz cozido, ensopado no tomate, azeite, alho, cebola e coentro que lhe dá um toque especial. Bom, foi assim que eu comi num café-restaurante conceituado, em Lisboa.

Quando eu começo a ler um pouco mais sobre a cozinha portuguesa, percebo o quanto ela é rica e diversificada, há receitas centenárias nascidas dos mais humildes fogões e povoados até a mais sofisticada receita dos palácios de outrora.

O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa
Pescado português – O arroz de tamboril e a cozinha tradicional portuguesa

Na gastronomia marítima, os portugueses são afortunados com os mais variados tipos de peixes e frutos do mar vindos das águas do Atlântico: ostras, lagostas, lagostins, polvos, lulas, mexilhões, robalos, sardinhas, polvos, por exemplo.

Em terra firme, Portugal tem sua principal fonte de abastecimento no porco (estranhei um pouco no começo), essa carne é o ponto de partida para muitas receitas e enchidos (embutidos).

Cabrito Assado no Forno

O cordeiro e o cabrito também são protagonistas de muitas iguarias portuguesas, a carne bovina, já não vejo com tanta abundância nos açougues, mas sim, há também receitas a partir da carne bovina.

Queijos de Portugal

Portugal também encanta com seus queijos, assim como os vinhos, os queijos têm denominação de origem protegida, chamada DOP, isso faz com que cada queijo fabricado leve na embalagem o nome da região onde foi produzido.

Vinho e queijo da Serra da Estrela

Onze tipos de queijos recebem denominação de origem protegida: Azeitão, Beira Baixa, Cabra Transmontano, Serra da Estrela, Évora, Nisa, Pico, Rabaçal, Serpa, São Jorge e Terrincho. O queijo Serra da Estrela é um dos mais prestigiados, produzido com leite de ovelha.

O queijo da Serra da Estrela, que pode ser servido em colheradas

O leite pode ser de vaca, de cabra ou de ovelha, todos viram queijos típicos regionais. Alguns são cremosos, chegando a se espalhar pelo prato, como é o caso do queijo da Serra da Estrela, que pode ser servido em colheradas.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.