Início Lugares Destinos A História da Heroica Pesca do Bacalhau

A História da Heroica Pesca do Bacalhau

A historia daqueles destemidos lobos do mar que sulcavam o oceano, nos seus veleiros, para encontrarem essa iguaria tão apreciada por nós ... O BACALHAU!

1188
COMPARTILHE
Creoula - A História da Heroica Pesca do Bacalhau

A História da Heroica Pesca do Bacalhau

A historia da heroica pesca do bacalhau e daqueles destemidos lobos do mar que sulcavam o oceano, nos seus veleiros, para encontrarem essa iguaria tão apreciada por nós … O BACALHAU!

Na terceira década do séc. XIX, Portugal achou que tinha chegado o momento de deixar de depender, na totalidade, do bacalhau importado e depois de um interregno de cerca de 2,5 séculos, apetrechou-se de novo e iniciou a pesca do “fiel amigo”.

Mas quando falamos em bacalhau, pensamos num único tipo de peixe, só que isso não é verdade. Há 5 tipos de peixes chamados bacalhau:

O Cod Gadus Morhua é o legítimo bacalhau. É pescado no Atlântico Norte e considerado o bacalhau mais nobre. Tem coloração palha e uniforme quando é salgado e seco. Quando cozido, desfaz-se em lascas claras e tenras, de sabor inconfundível.

Já o Cod Gadus Macrocephalus (bacalhau do Pacífico), por se parecer com o Cod Gadus Morhua, também é vendido como bacalhau nobre. As diferenças estão no rabo e barbatanas (com extremidades brancas) e na sua coloração mais clara (quase branco).

O Ling tem carne bem clara e é mais estreito que os demais. Tem um bom corte e é muito bom para grelhar.

O Zarbo é um peixe pequeno e claro, que se adapta bem ao corte transversal e tem muito boa rentabilidade.

O Saithe, mais escuro, tem um sabor mais forte. É o mais importado e excelente para bolinhos, saladas e ensopados de bacalhau.

E antigamente, como era?

Todos os anos, no inicio da primavera, reunia-se junto à Torre de Belém uma frota de diversos veleiros dos portos de Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Figueira da Foz e Lisboa, que rumava aos mares da Terra Nova e Gronelândia, onde procuravam carregar os seus porões de bacalhau.

A pesca do bacalhau, mais do que um trabalho, era um ato de heroísmo! Até 1974, navios portugueses partiam em abril para uma missão heroica até outubro nas águas frias da costa da Noruega e da Gronelândia.

Cada navio levava entre 40 a 60 pequenas embarcações de 5 metros, chamadas Dori. Eles podiam transportar quase 1 tonelada de peixe cada e como se encaixavam uns nos outros, tornavam mais fácil a arrumação no navio.

1
2
3
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here