Início Cultura Dúvidas de português: sabe o que é a truncação?

Dúvidas de português: sabe o que é a truncação?

Se tivermos em conta a definição de truncar, certamente ficamos mais preparados para perceber o que é a truncação.

o que é a truncação
Dúvidas de português: sabe o que é a truncação?

A língua portuguesa é um enorme tesouro. É importante explorar a sua riqueza. A nossa curiosidade é sempre alimentada, pois há sempre muito para aprender. A truncação é um dos modos de formação de palavras mais fascinante. Se tivermos em conta a definição de truncar, certamente ficamos mais preparados para perceber o que é a truncação.

Truncar é um verbo que significa cortar ou separar (uma parte do tronco). Cortar ou separar uma parte de algo, por exemplo, uma foto para encaixar perfeitamente na moldura. Pode ainda significar mutilar. Truncar pode ainda omitir parte importante de um texto ou de uma obra literária (por exemplo, a censura truncou o capítulo do livro que critica determinado governo).


Leia também: Dúvidas de português: o que são acrónimos?


Dúvidas de português: sabe o que é a truncação?

Exercício

Antes de aprofundarmos a definição de truncação, façamos um simples exercício: qual das seguintes alíneas possui uma truncação?

01 – Rato

02 – PME

03 – Biónica

04 – PIB

05 – Árvore

06 – Informática

07 – Bit

08 – Tlim

09 – FENPROF

10 – Sida

11 – OCDE

12 – Tique-taque

13 – Metro

14 – Leixar

15 – Físico

16 – ONU

17 – UGT

18 – Soer

19 – PME

20 – Zumzum

Truncação

Este é um processo irregular de formação de palavras, algo que possibilita a construção de uma nova palavra, a partir do desaparecimento de parte da palavra de que deriva. Normalmente, permanece o início da palavra e a parte que se segue é apagada. As palavras truncadas são utilizadas, frequentemente, na forma oral. No entanto, também podem ser usadas na escrita. Diz-se, igualmente, da palavra resultante dessa abreviação vocabular. Estas abreviações sofrem influências, nomeadamente da língua francesa.

Os franceses têm mais tendência para recorrer ao fenómeno da truncação. Com o uso da palavra “manif”, que foi adotada rapidamente pelo povo português, podemos constatar a influência desta língua.


Leia também: Dúvidas de português: O que é a família de palavras?


No processo de truncação, há assim uma redução de uma determinada palavra, conservando-se as primeiras sílabas, suprimindo-se geralmente as sílabas finais. Ora, este processo que reduz uma palavra, não altera o seu sentido. O significado, tal como a sua categoria, permanece o mesmo. É um processo relativamente comum que gera o efeito de tornar a palavra estilisticamente menos formal. Este processo pode levar à criação de novos termos. Um bom exemplo de uma truncação é prof (de professor ou professora).

Exemplos

01 – Bora de embora.

02 – Cusco de coscuvilheiro.

03 – Expo de exposição.

04 – Foto de fotografia.

05 – Héli de helicóptero.

06 – Manif de manifestação.

07 – Metro de metropolitano.

08 – Micro de microfone.

09 – Moto de motocicleta.

10 – Nega de negativa.

11 – Otorrino de Otorrinolaringologista.

12 – Polio de poliomielite.

13 – Porno de pornográfico.

14 – Prof de professor ou professora.

15 – Quilo de quilograma.

16 – Quimio de quimioterapia.

17 – Rádio de radioterapia.

Nomes

Os nomes são frequentemente abreviados. Tal como numa truncação, muitas vezes as pessoas são chamadas pelas primeiras sílabas do seu nome, desaparecendo (ou sendo omitidas) as últimas sílabas. Por exemplo, Dani (de Daniela ou de Daniel), Lu (de Luísa), Mar (de Marisa ou de Margarida), entre muitos outros exemplos.

Resposta ao exercício

Só a alínea 8 possui um exemplo de uma truncação (metro de metropolitano).

Então, só neste tipo de exercício podemos encontrar palavras que foram formadas de diferentes formas, mas só uma por truncação. Podemos ver que aqui estão palavras que representam uma amálgama (como informática, bit ou biónica); estão também aqui exemplares de acrónimos (tais como: PIB, FENPROF, ONU; mas também estão presentes siglas (mais especificamente as siglas PME, OCDE, UGT, PME).

Aqui estão ainda alguns exemplos de empréstimos (nomeadamente: rato, árvore); neste exercício, estão ainda presentes exemplares de arcaísmos (nomeadamente leixar e soer). Ao longo do exercício, também colocamos alguns casos de origem onomatopaica (como tique-taque, zumzum ou tlim).

Esperemos que tenha achado interessante o nosso artigo e devidamente esclarecedor. Aproveite para ver mais artigos de língua portuguesa no site do N Cultura.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.