Início Cultura Dúvidas de português: o que são acrónimos?

Dúvidas de português: o que são acrónimos?

A nossa língua é um património ímpar que deve ser encarado como um tesouro de enorme valor. Sabe o que são acrónimos? E o que os distingue das siglas?

acrónimos
Dúvidas de português: o que são acrónimos?

A nossa língua é um património ímpar que deve ser encarado como um tesouro de enorme valor. Sabe o que são acrónimos? E o que os distingue das siglas?

Portugal tem em Fernando Pessoa um dos seus maiores símbolos. No Livro do Desassossego, pela mão do seu semi-heterónimo Bernardo Soares, expressa: “Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa“.

A nossa língua é um património ímpar que deve ser encarado como um tesouro de enorme valor. Tem particularidades e curiosidades próprias, o que é natural num património tão vasto e complexo. Desta forma, é natural surgirem em nós algumas dúvidas, pois há muito para entender e muito para explorar nesta pátria que é a nossa língua.

Uma das dúvidas que pode surgir é a definição de alguns conceitos, pois alguns revelam semelhanças com outros. Vejamos, por exemplo, o conceito de acrónimo. Dúvidas de português: sabe o que são acrónimos?


Leia também: Dúvidas de Português: o que é uma tautologia?


Dúvidas de português: o que são acrónimos?

O que é um acrónimo?

O termo acrónimo vem do grego ákron, “extremidade” + ónyma, “nome”. Na linguística, é o nome da palavra formada a partir de uma combinação de letras ou sílabas ou de um grupo de palavras, que não se pronuncia letra a letra (como uma sigla), mas sim como uma só palavra, tal como acontece com FENPROF, ONU ou SIDA.

Letras iniciais

Assim, um acrónimo consiste no processo morfológico (ou conjunto de processos) que permite a formação de unidades lexicais a partir de combinações de letras iniciais (como, por exemplo, Produto Interno Bruto, cujo acrónimo é PIB, ou com Organização das Nações Unidas, cujo acrónimo é ONU). Tal como ocorre com as siglas, embora estas sejam pronunciadas letra a letra (a sigla de União Geral de Trabalhadores é UGT).

Combinação de letras

Um acrónimo também pode ser referente ao processo morfológico (ou conjunto de processos) que permitem a formação de unidades lexicais a partir de combinações de letras ou sílabas de várias palavras. Tal como acontece, por exemplo, com a Federação Nacional de Professores.

Pronunciação

Um acrónimo pronuncia-se tal e qual uma palavra comum é pronunciada. Ao respeitar a estrutura silábica própria da nossa língua, um acrónimo é pronunciado como uma palavra corrente. Assim, um acrónimo pode apresentar-se sob formas distintas, quer sob a forma de amálgamas, quer sob a forma de siglas ou sob novas unidades lexicais.

Acrónimo v.s. sigla

A sigla é ainda um acrónimo, mas mais restrito, pois, como vimos, um acrónimo não se limita às letras iniciais. Uma sigla é referente ao processo morfológico que consiste na redução de uma palavra ou grupo de palavras até às suas iniciais. Uma sigla é ainda a letra inicial ou grupo de letras que entram na composição da abreviatura de determinadas palavras. Exemplos de siglas são: UE (União Europeia); PME (Pequenas e Médias Empresas); CGTP (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses).

De acrónimo a palavra

Existem alguns acrónimos que depois se tornam autênticas palavras, sendo integradas progressivamente na nossa língua portuguesa. Entre os acrónimos que foram integrados na língua portuguesa estão:

Sindrome de Imunodeficiência Adquirida cujo acrónimo é S.I.D.A. (ou sida).


Leia também: Dúvidas de Português: o que é uma alegoria?


Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation cujo acrónimo é L.A.S.E.R. (ou laser), que significa em português Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação.

Diferente de uma abreviatura

A abreviatura consiste na omissão de determinadas letras, como acontece com Dr., que é a abreviatura de doutor (outro exemplo é página, cuja abreviatura é pág.). Isto é algo bem distinto de um acrónimo.

Diferente de uma amálgama

A amálgama (que por vezes surge definida como palavra entrecruzada) consiste num processo morfológico que é referente à fusão de duas (ou mais) unidades lexicais, sendo que estas são truncadas e desencadeiam uma nova unidade lexical.

Da junção de duas ou mais palavras nasce uma nova palavra. Tal como aconteceu com as palavras: informática (junção entre informação + automática); biónica (junção entre biologia + eletrónica). Também é algo bem distinto de um acrónimo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.