Início Cultura Língua portuguesa: 10 palavras para conhecer e aplicar

Língua portuguesa: 10 palavras para conhecer e aplicar

Aprenda uma palavra por dia e estabeleça para si um plano de progresso. Descubra ou relembre estas 10 palavras para conhecer e aplicar.

palavras para conhecer e aplicar
Língua portuguesa: 10 palavras para conhecer e aplicar

Aprenda uma palavra por dia e estabeleça para si um plano de progresso. Descubra ou relembre estas 10 palavras para conhecer e aplicar.

A língua portuguesa é um património riquíssimo, repleto de curiosidades e pontos de interesse. É impossível dominá-la por completo. É como um organismo que se adapta aos novos tempos, sofrendo mutações. Há palavras que são integradas e palavras que são perdidas.

Na língua portuguesa, há inúmeras palavras, sendo praticamente impossível dominar todas. Mas esse também não deve ser um objetivo nosso. Podemos sim tentar aprender o máximo, todos os dias. E isso pode ser feito, facilmente. Podemos, por exemplo, aprender uma palavra por dia, o que representa 30 palavras novas por mês. Já percebeu o que isso representa num ano?

Temos uma lista com algumas palavras interessantes que deve conhecer. Mas não basta apenas aprender as palavras, elas devem ser aplicadas ao longo da semana, depois da leitura de artigo. Preparado para esse desafio? Então, veja a lista de palavras que escolhemos para si e use-as ao longo da semana.

Língua portuguesa: 10 palavras para conhecer e aplicar

Sagaz

Termo que vem do latim sagāce, com o mesmo significado. Sagaz é adjetivo que identifica alguém que possui sagacidade e perspicácia. Identifica alguém perspicaz. É alguém que não se consegue enganar ou não pode ser enganado; indivíduo esperto.

Por extensão, é também um termo que identifica animais que são astutos e espertos. Na gramática, sagacíssimo é superlativo absoluto sintético de sagaz.


Leia também: Erros de português que muitos dizem e nem se apercebem


Pez

Termo que vem do latim pice-, com o mesmo significado. Pez é nome masculino que identifica substância resinosa, extraída do pinheiro e de outras plantas coníferas. É ainda substância viscosa, escura, pegajosa e combustível, que se torna mais dura quando arrefece, mas que, quando quente, é líquida.

Pez é algo que se obtém como resíduo da destilação do petróleo, da hulha e de outras matérias e se utiliza para diversos fins (como aglomerante, para isolamento, para impermeabilização, por exemplo), sendo ainda conhecida por breu ou piche.

Pimpão

Termo que vem do francês pimpant, com o mesmo significado. Pimpão é adjetivo que significa fanfarrão, altivo, arrogante. Também pode ser usado como valentão. Pimpão é frequentemente aplicado no sentido de janota, elegante, garboso. É nome masculino de pessoa fanfarrona; alguém que se arma em valente; indivíduo presunçoso; pessoa janota.

Pimpão é ainda, na ictiologia, uma designação comum, extensiva a diversos peixes de água doce do género Carassius, da família dos Ciprinídeos, de origem asiática, mas que integra espécies aclimatadas em alguns rios portugueses, algumas das quais muito pretendidas para aquariofilia. Ainda na ictiologia é peixe (Carassius carassius) encontrado geralmente em ambientes lênticos, que pode superar os 40 centímetros de comprimento, e apresenta coloração variável, mas geralmente de tons oliváceos com brilhos bronzeados ou prateados.

Bugiar

Termo que vem de bugio+-ar. É verbo intransitivo que significa fazer bugiarias. No sentido popular, diz-se mandar bugiar. É despedir alguém com desprezo. Bugiar pode ser encarado como sinónimo de trambicar, trombicar.

Iminente

Termo que vem do latim imminente, com o mesmo significado. É adjetivo que significa que pode acontecer num momento muito próximo. Iminente significa que está prestes a ocorrer, algo que se pode realizar a qualquer instante. Uma tragédia iminente.

Húbris

Termo que vem do grego húbris, «excesso, impetuosidade». Húbris é nome feminino de dois números que significa orgulho ou excessiva autoconfiança. Húbris é ainda arrogância, insolência.

Para os antigos gregos, húbris era conduta desmedida que era considerada um desafio aos deuses e que acarretava a ruína de quem assim atuava.

Apanágio

Termo que vem do francês apanage, «pensão anual; privilégio». Este nome masculino significa característica, atributo. No sentido figurado, é privilégio. Apanágio é também condição.

Como termo antiquado, apanágio era pensão que se dava a filhos segundos e viúvas nobres. No Direito, há apanágio do cônjuge, que consiste no cônjuge viúvo ser alimentado pelos rendimentos dos bens deixados pelo falecido.

Apanágio é sinónimo de privilégio, regalia, característica, prerrogativa.

Arrufo

Termo que vem de uma derivação regressiva de arrufar. Arrufo é nome masculino referente ao ato de arrufar ou arrufar-se. Arrufo é ainda agastamento entre pessoas amigas, amuo. Arrufo é despeito leve.


Leia também: Erros de português: evite 6 gaffes humilhantes


Viés

Termo que vem do francês biais, “linha oblíqua”. É nome masculino que significa linha oblíqua, obliquamente, esguelha. Algo viés é algo que tende a seguir determinado caminho ou a agir de certa forma; algo que revela tendência. Viés é ainda tira de pano que é usada como adorno para acabamentos e é cortada na diagonal e separada da peça inteira; enviés.

No sentido figurado, viés é atributo ou qualidade particular de alguma coisa. Ainda no sentido figurado, é forma enviesada ou retorcida de finalizar, fazer ou conseguir alguma coisa. Caminho ou direção que segue pela diagonal; de direção oblíqua.

Detrimento

Termo que vem do latim detrimentu. É substantivo masculino que significa prejuízo, perda, dano, estrago material ou moral. Usa-se “em detrimento de”, quando há oposição ao interesse de; alguém escolhe algo mas perde algo diferente, que resulta em prejuízo para alguém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.