Início Cultura Língua Portuguesa: “senão” ou “se não”?

Língua Portuguesa: “senão” ou “se não”?

As dúvidas sobre a língua portuguesa surgem com frequência, não é? Dúvidas como: devemos escrever senão ou se não?

se não
Língua Portuguesa: “senão” ou “se não”?

As dúvidas sobre a língua portuguesa surgem com frequência, não é? Dúvidas como: devemos escrever senão ou se não?

A língua portuguesa é uma ferramenta extremamente preciosa. Independentemente dos nossos objetivos de vida, falar português corretamente permite-nos evidenciar a pessoa que somos, expor adequadamente os nossos argumentos, fazer valer a nossa verdade.

Isso pode fazer toda a diferença, seja nas relações que criamos (amores, amizades e, até, inimizades que podem ser fruto de má comunicação), seja no percurso académico, seja no percurso profissional.

Devemos fazer um esforço constante para melhorarmos o nosso conhecimento sobre a língua portuguesa. Por isso, devemos partir para o esclarecimento imediato de uma dúvida, mal esta surja. Há dúvidas comuns que surgem e a falta de proatividade no seu esclarecimento leva ao aparecimento de erros que facilmente poderiam ser evitados.

Língua Portuguesa: “senão” ou “se não”?

Dúvida comum: escreve-se “senão” ou “se não”?

Não é incomum hesitar na resposta a esta questão. Quando se pretende distinguir o momento para usar “senão” ou “se não”, convém ter conhecimento na matéria.

Se não sabe quando deve usar “senão” ou quando deve usar “se não”, terá a oportunidade de o aprender neste artigo. Fique atento(a) às nossas explicações de língua portuguesa e esclareça todas as suas dúvidas sobre este conteúdo.

Leia também:

Melhoramento constante

A nossa língua está cheia de particularidades. É algo que torna a língua portuguesa única e fascinante. O estudo da língua portuguesa, nomeadamente no que diz respeito a estas questões, permite que seja possível perceber e dominar algumas das suas subtilezas.

Todos devemos ser honrosos defensores do idioma de Camões, pois ao sê-lo somos defensores de uma melhor versão da nossa pessoa. Fazê-lo torna-nos mais conhecedores, mais sábios, mais competentes, mais credíveis perante alguém ou perante um auditório.

O artigo de hoje centra-se na junção ou separação de dois vocábulos. Descubra que diferença existe entre “senão” e “se não” e saiba como usar e quando aplicar cada uma destas formas.

Ao apreender as regras gramaticais que o explicam, seguramente que estará com conhecimento para superar qualquer teste que coloque à prova os seus conhecimentos nesta matéria.

Esclareça dúvidas de português: quando devemos escrever “senão” ou “se não”?

Se não

Trata-se de dois termos distintos (“se” é conjunção condicional, pronome ou partícula apassivante + “não” que é um advérbio negativo) que em conjunto expressam sempre uma condição. Tal pode ser constatado nos seguintes exemplos:

“Se não te portares bem, ficas de castigo!”

“Se não comeres, não há futebol para ninguém.”

Senão

É termo que vem do latim si, «se» + non, «não». Senão é advérbio que significa exceto, salvo, a não ser, menos. É conjunção que significa quando não, de outro modo, ao contrário. É nome masculino que pode significar defeito; problema; falha; mácula.

Senão trata-se de uma só palavra, podendo ser substantivo, conjunção, advérbio ou preposição.

O termo senão é sinónimo de: caso contrário, de outro modo,…

Exemplo: “Apressa-te, senão perdemos o autocarro.”;

O termo senão é sinónimo de: mas, porém,…

Exemplo: “Não na cidade, senão no campo.”;

O termo senão é sinónimo de: exceto, a não ser,…

Exemplo: “Ninguém disse nada senão o pai.”;

O termo senão é sinónimo de: defeito

Exemplo: “Não há bela sem senão.”.

Conclusão

Um modo bastante prático e simples de perceber quando se deve usar cada uma destas formas é substituir a palavra em questão por uma outra expressão como “caso não”.

Caso a substituição não seja possível, não faça qualquer sentido, então essa realidade permite concluir que é melhor optar por usar a palavra “senão”.

Sempre que essa substituição por “caso não” for possível e funcionar, significa que a forma que deve usar é “se não”, em separado.

Teste as suas capacidades!

Agora, depois de aprender a distinguir “senão” de “se não”, teste o que aprendeu!

– Senão/Se não sabe, deve informar-se antes de falar no assunto

– Não era nem dois, nem três, senão/se não quatro.

– Feche a porta, senão/se não entra frio.

– Senão/Se não trouxer os documentos, não será aceite.

– Quem poderia ser o autor deste feito, senão/se não tu?

– Julgas que haveria milhares de pessoas em frente à televisão senão/se não tivesses uma boa imagem?

– Ninguém, senão/se não tu, sabe o que aconteceu.

– Já acabei o trabalho, pois não existiu nenhum senão/se não neste projeto.

– Desliga o botão, senão/se não o aparelho consome bastante energia.

– A vida não é senão/se não uma mera ilusão.

– Apresse-se, senão/se não chegaremos tarde ao trabalho.

– Senão/Se não chover, vamos à piscina exterior.

– Anota o meu número de telemóvel, senão/se não esqueces.

– As crianças não querem outra coisa, senão/se não brincar.

– Senão/Se não fizer sol, ficaremos em casa.

NCultura

Se gostou deste artigo reaja a ele e faça um comentário!

Se gostou deste tema pode procurar outros artigos sobre Língua Portuguesa no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões. Se é apaixonado pela língua portuguesa, saiba que há muitos mais artigos para ler no NCultura.

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, saúde, gastronomia, cultura, histórias, entre outras…

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.