Início Uncategorized Dúvidas de Português: os 4 tipos de frases

Dúvidas de Português: os 4 tipos de frases

Os pontos de interesse da língua portuguesa são muitos e há sempre mais conhecimento para se obter. Fique a conhecer os 4 diferentes tipos de frases.

4 tipos de frases
Dúvidas de Português: os 4 tipos de frases

Os pontos de interesse da língua portuguesa são muitos e há sempre mais conhecimento para se obter. Fique a conhecer os 4 diferentes tipos de frases.

Certamente que já conhece parte da diversidade e riqueza da língua portuguesa. A gramática, por exemplo, possui um vasto universo que se revela muito interessante de explorar. Os pontos de interesse são muitos e há sempre mais conhecimento para se obter.

Mas haverá algo melhor que obter conhecimento? Esta é uma questão interessante e que, simultaneamente, remete para o tema deste artigo – tipos de frases. A que inicia este parágrafo é interrogativa, mas há mais para conhecer.

Dúvidas de Português: os 4 tipos de frases

1 – Frase declarativa

A frase declarativa é aquela em que é realizada uma asserção e que se pode caraterizar também pela não presença de traços que são específicos dos restantes tipos de frases (tal como as frases imperativas, interrogativas e exclamativas).

A frase declarativa termina com um ponto final, enquanto nas anteriormente mencionadas a frase termina com ponto de exclamação ou ponto de interrogação.

As frases declarativas classificam-se também de acordo com a ordem dos seus constituintes:

  • Declarativa não marcada (O Manuel comeu a banana).
  • Declarativa marcada (A banana, o Manuel comeu[-a].)

Leia também: 23 dos melhores trava-línguas


2 – Frase interrogativa

A frase interrogativa corresponde naturalmente à frase na qual há a formulação de uma questão, tendo diversas funções pragmáticas, tais como:

  • As interrogativas como um pedido de informação (exemplo: Que dia é hoje?)
  • As interrogativas de ação (exemplo: Fechas a porta?)
  • As interrogativas diretas (exemplo: Comeste o almoço?)
  • As interrogativas podem ser frases simples, enquanto as interrogativas indiretas são subordinadas substantivas completivas. (exemplo: O João perguntou [se comeste o almoço]).

As frases interrogativas podem ser classificadas de acordo com o tipo de resposta que se espera ter.

Assim, são interrogativas totais as que são passíveis de obter uma resposta afirmativa ou negativa (exemplo: O Mário viu a Joana ontem? A resposta pode ser sim ou pode ser não).

As que são interrogativas parciais, a interrogação recai sobre um dos constituintes, conforme os seguintes casos:

  • A) Quem é que o Mário viu ontem?
  • B) Quando é que o Mário viu a Joana?

As interrogativas parciais caraterizam-se pela presença de um elemento interrogativo, mas este pode não se encontrar em posição inicial. (exemplo: O Mário viu quem?)

3 – Frase exclamativa

A frase exclamativa corresponde à expressão de uma avaliação de quem fala, face a um contexto específico.

As exclamativas caraterizam-se por processos sintáticos:

  1. Tal como a inversão do sujeito (exemplo: Que maravilhosa é essa história!)
  2. Por marcas prosódicas, pronúncia correta das palavras como o acento de intensidade a destacar um determinado constituinte. (exemplo: Essa estória é HORRÍVEL!)

As frases exclamativas podem ser classificadas de acordo com o intuito da exclamação.

Logo, a exclamativa é total quando a exclamação recai sobre toda a frase (exemplo: A criança comeu a sobremesa!).

Se a exclamação recai sobre um dos constituintes da frase, a exclamativa é parcial.

  1. O grupo nominal sujeito (exemplo: Que deliciosa é esta sobremesa!).
  2. Ou o grupo verbal (exemplo: Como comeste!).

Leia também: 27 insultos da língua portuguesa inconvenientes e pouco conhecidos


4 – Frase imperativa

A frase imperativa diz respeito à expressão de pedido do falante ou de uma ordem. E pode ter o verbo…

  1. No modo imperativo (exemplo: Fecha a janela!).
  2. No modo conjuntivo (exemplo: Fechem a janela!).
  3. No modo indicativo (exemplo: Calou!)
  4. Ou em formas do gerúndio (exemplo: Andando!)
  5. Ou infinitivo (exemplo: Sentar!)

Uma frase imperativa só pode ser enunciada na forma ativa (exemplo: Come a sobremesa!), sendo, assim, impossível a formulação de uma imperativa passiva (exemplo: É comida a sobremesa!).

Frases ativas e passivas

Ativa

Exemplo: “Os famosos ladrões assaltaram três instituições bancárias”.

Esta frase ativa corresponde à frase passiva: “Foram assaltadas três instituições bancárias pelos famosos ladrões.”

Na construção de uma frase ativa participam alguns verbos transitivos diretos, indirectos ou predicativos, que se opõem às frases passivas, na medida em que os constituintes compreendidos como sujeito e complemento de uma relação de predicação são realizados como sujeito e complemento direto.

Passiva

Exemplo: “Foram assaltadas três instituições bancárias”.

Esta é uma frase passiva. Na construção de uma frase passiva participam alguns verbos transitivos diretos, indiretos ou predicativos, na qual o constituinte interpretado como complemento de uma relação de predicação é realizado como sujeito, sendo o verbo conjugado numa forma composta com o auxiliar “ser”.

3 COMENTÁRIOS

  1. Amo o conteúdo desta página,muito enriquecedor.
    Uma pena,que aqui no Brasil , dá-se tão pouco valor a educação.
    Obrigado
    Eliel Jacareí São Paulo Brasil

    • Aqui no Brasil, damos muito valor à Educação.
      Pois sabemos que fomos colonizados por portugueses analfabetos, negros fujões e índios selvagens e muitas muitas outras raças de analfabetos e produzimos uma literatura de alto nìvel, com escritores de maravilhosos textos, como M.Assis, M.Andrade, G.Ramos e uma infinidade de outros.
      Colega, não fale besteira, pois assim você empobrece nossa língua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.