Início Viagem Destinos Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

Faça uma viagem no tempo e entre a bordo do Comboio Histórico do Douro para percorrer uma paisagem que é Património Mundial da UNESCO.

_
Os passageiros, excitados com a viagem, dividem as atenções entre os simpáticos cantores e as vistas incríveis que vão surgindo à medida que o comboio avança pela linha que acompanha o Douro.

Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro
Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

Muita história carregam aqueles carris. A Linha do Douro é considerada “uma das obras-primas da engenharia ferroviária portuguesa do século XIX”, fazendo com que o comboio — e, com ele, o progresso — chegasse a várias regiões até então isoladas do resto do mundo.

Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro
Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

Os bancos das carruagens não primam pelo conforto, tal como não o faziam quando aquele meio de transporte estava em plena atividade.

Mas, a verdade é que os passageiros do Comboio Histórico do Douro não param sossegados nos seus lugares, espreitando por diferentes janelas e metendo conversa aqui e ali. Sempre de máquina fotográfica em punho.

E porque estamos a atravessar uma das regiões mais afamadas de vinho em Portugal, eis que surgem membros da equipa que acompanha a viagem a servir um cálice de Vinho do Porto.

Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro
Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

Não se dá pelo tempo a passar quando o comboio começa a abrandar a marcha para parar na estação do Pinhão. O intervalo na viagem é curto, de apenas 15 minutos para abastecimento. É que a “velhinha” máquina necessita de água e algum óleo nas peças para continuar a viagem.

Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro
Uma Viagem de Charme no Comboio Histórico do Douro

A estação é por si só um local que vale a pena apreciar no pouco tempo de paragem. Lá pode ser visto um dos mais belos conjuntos de azulejos ferroviários de Portugal. Datados de 1937, são da autoria de J. Oliveira e foram produzidos na Fábrica Aleluia, em Aveiro.

(cont.)

1
2
3

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.