Início Cultura Língua Portuguesa: a, à, á, há ou ah

Língua Portuguesa: a, à, á, há ou ah

Por vezes, surgem-nos questões de difícil resolução. Saber quando usar “a”, “à”, “á”, “há”, “ah”, “hã” pode não ser tarefa fácil...

há
Língua Portuguesa: a, à, á, há ou ah

Por vezes, surgem-nos questões de difícil resolução. Saber quando usar “a”, “à”, “á”, “há”, “ah”, “hã” pode não ser tarefa fácil…

Por vezes, surgem-nos questões de difícil resolução. Nem sempre nos damos ao trabalho de esclarecer as questões que nos surgem, pois muitas vezes elas aparecem em momentos em que não temos disponibilidade para esclarecer logo as nossas dúvidas e mais tarde esquecemos.

Contudo, é importante registar essas questões que nos surgem para posteriormente ficarmos esclarecidos. Independentemente do momento em que surjam as dúvidas (surjam estas em conversas com amigos ou família, na leitura matinal de um jornal, no prazer habitual de ler um livro), elas são um convite para o conhecimento. Devemos, por isso, dar-nos ao trabalho de percorrer esse percurso. Esclareça sempre as suas dúvidas de português: será a, à, á, há ou ah?… Hã?


Leia também: Língua Portuguesa: 12 Palavras que todos falam mas poucos sabem escrever


Língua Portuguesa: a, à, á, há ou ah

Exemplos

Antes de partirmos para as definições das palavras que nos ajudam a perceber como e quando usar cada uma, vejamos as seguintes frases que servem de exemplo como sons semelhantes podem ter significados bem distintos.

– Há vários livros na estante do teu quarto.

– A casa é bonita.

– Hoje à noite, o jantar será bacalhau.

– Ah! Que notícia maravilhosa!… Vais mesmo ser pai?

– Hã? Desculpa, não percebi. Podes repetir?

– É um erro escrever “á” isoladamente?

A

A palavra “a” pode ter diversos significados, dependendo do contexto. O seu uso é muito versátil e costuma estar presente em várias locuções. É a primeira letra e primeira vogal do alfabeto. Letra que representa a vogal central aberta (por exemplo: ela usa a pá, todos os dias).

É ainda a vogal anterior semi aberta (por exemplo: cada um de nós merece). Primeiro lugar de uma série indicada pelas letras do alfabeto. Artigo definido feminino no singular, antecede um nome, indicando uma referência precisa e determinada (por exemplo: a professora).

É ainda pronome pessoal, designa a terceira pessoa do singular feminino com a função de complemento direto (por exemplo: eu vi-a). Um exemplo de uma frase com esta palavra é: A equipa que conquistar mais pontos será campeã.

À

Contração a (preposição) + a (artigo definido ou pronome demonstrativo).

Esta palavra “à” implica um sentido ou ação como, por exemplo, quando dizemos algo como: Se lermos este artigo à pressa, permanecerão dúvidas.

A letra “à”, com esta acentuação, surge em palavras como àquele, àquela, àqueles, àquelas, àquilo, às.

Á

“Á” não é usado isoladamente, integra palavras para acentuar a sílaba tónica.

Assim, usa-se isoladamente se fizermos questões como: Será um erro escrever “á” isoladamente?

Além de ser um nome masculino que significa letra do alfabeto arábico. Há é também uma forma do verbo haver, nomeadamente a 3ª pessoa do singular do presente do indicativo de haver; mas também 2ª pessoa do singular do imperativo de haver.

Num uso impessoal, haver significa existir, acontecer, passar-se, decorrer, ter decorrido (período de tempo). Haver é também um verbo transitivo que significa ter, possuir, obter conseguir. Também significa considerar, julgar, sentir, reaver. Por exemplo: Já viu o filme “Há lodo no cais”?


Leia também: Língua Portuguesa: regras para usar a vírgula corretamente


Palavra de origem onomatopaica que é uma interjeição que se faz para interrogar ou exprimir dúvida em relação a determinado assunto que surpreende ou não se ouviu ou não se percebeu bem. Também é usado como resposta a um chamamento.

Esta palavra de origem onomatopaica pode ser usada em frases como: A mulher precisa de um aparelho. Ouve muito mal. Está sempre a dizer “hã?”.

Ah

Do latim ah, com o mesmo significado. Interjeição, ah, exprime admiração, alegria, espanto ou lamento. Ah, indica ainda que alguém se lembrou de algo repentinamente. Há ainda a interjeição imitativa de gargalhadas, de riso “ah! ah! ah!”.

Esta interjeição pode ser usada de diferentes formas, nomeadamente no seguinte exemplo: “Encontrei a minha carteira, finalmente! Ah, que sorte, estava a ver que tinha de ir à polícia.”

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.