Início Cultura Dúvidas de Português: regras para palavras com S

Dúvidas de Português: regras para palavras com S

Evite cometer erros graves e saiba que palavras se escrevem com a letra S. Tire todas as dúvidas conhecendo as regras para palavras com S.

palavras com S
Dúvidas de Português: regras para palavras com S

Evite cometer erros graves e saiba que palavras se escrevem com a letra S. Tire todas as dúvidas conhecendo as regras para palavras com S.

O Português é uma língua apaixonante, mas bastante complexa. Existem muitas regras que contribuem para um razoável domínio da língua portuguesa, mas a realidade é que também são muitas as exceções que tornam complicado evitar cometer erros embaraçosos.

A melhor forma é conhecer regras e exceções e fazer da leitura um hábito quotidiano. Um dos problemas que gera muitos erros é a constante confusão em relação a que letras usar em determinadas palavras, pois existem letras que possuem uma sonoridade parecida.

Por exemplo, a sonoridade de letras como “m” e “n” é muito idêntica, em algumas palavras. As letras “g” e “j” também estão na origem de algumas confusões. Também há o caso das letras “ss” “s”, “c”e “ç” que muitas pessoas trocam ao escrever algumas palavras, cometendo erros verdadeiramente vergonhosos.

A letra “s” produz um som semelhante ao de “z”, em determinadas situações, por isso é importante saber algumas regras relativas ao uso da letra “s”.

Regras para o uso de palavras com S

01 Substantivos e adjetivos

  • Tanto em grande parte dos substantivos comuns (atraso, confusão, dose, frase, peso, tesoura), como na generalidade dos adjetivos (confuso, impreciso, tísico).

02 O sufixo “-esa”

  • Usa-se “s” nas palavras com o sufixo “-esa” quando os femininos têm por base termos masculinos que se escrevem com “s” (tal como luxemburguesa, portuguesa) e no feminino de títulos ou cargos (tal como baronesa, duquesa, marquesa, princesa).

 03 O sufixo “-eiro/a”

Normalmente, usa-se “s” antes dos sufixos “-eiro/a”. Vejamos alguns exemplos: baboseira, braseiro, caseiro, louseiro, raposeira, roseiro, traseira.

NOTA: Existem exceções, como os casos de arcabuzeiro (termo que vem de arcabuz), banzeira (termo que vem de banzé), cruzeiro (termo que vem de cruz).

04 Consoantes

  • Em alguns contextos, a consoante “s” apresenta um som semelhante ao proporcionado pela consoante “z”. Tal acontece com a consoante “s” quando esta se encontra entre duas vogais. Essa realidade surge em diferentes contextos:

Em palavras terminadas nos sufixos -oso, -osa, -esa, -isa, -ose, -ise, -ase, -ese:

Vejamos alguns exemplos: pavoroso, preguiçosa, francesa; poetisa; lactose; crise; frase; catequese.


Leia também: Dúvidas de Português: procrastinar ou procastinar?


Diminutivos

  • Usa-se “s” nos diminutivos que são formados a partir de palavras que possuem a letra “s” no radical*.

Vejamos alguns exemplos: asa (asinha); casa (casinha); mesinha (mesa).

*Radical: Na gramática, refere-se à parte invariável de uma palavra, que não pode ser dividida em constituintes menores e que contém o sentido básico da palavra.

Verbos

  • Usa-se “s” nos verbos terminados no sufixo verbal -isar, derivados de palavras escritas com “s”: alisar (liso); analisar (análise); avisar (aviso); improvisar (improviso); paralisar (paralisia); pesquisar (pesquisa); pisar (piso), precisar (preciso), visar (visão).
  • Também nas formas dos verbos que não têm a letra “z”, quando no infinitivo: quiseram-quiseste (verbo querer), puseram-puseste (verbo pôr), coseram-coseste (verbo coser, de coser a roupa, do lat. consuere).

Substantivos

  • Usa-se “s” nos substantivos que são formados a partir de verbos, cuja conclusão assume a forma de “-nder” ou “-ndir”:

Vejamos alguns exemplos: defesa (defender); despesa (despender); presa (prender); surpresa (surpreender); confusão (confundir).

Verbos querer e pôr.

  • Usa-se “s” em algumas formas conjugadas dos verbos pôr (e derivados de pôr) e querer.

Vejamos alguns exemplos: puseram; pusessem; propuser; dispuseram; quiseram; quiser; quisemos.

Ditongos.

  • Usa-se “s” após ditongos.

Vejamos alguns exemplos: pausa; coisa; náusea; ausência.


Leia também: 23 palavras que todos dizem, mas poucos sabem escrever


Prefixo “des”

  • Usa-se “s” em palavras com início composto por vogais, mas que são formadas por derivação prefixal com o prefixo “des” (conotando o termo com o seu oposto, ação contrária, negação ou separação).

Vejamos alguns exemplos: desapertar; desatento; deselegante; desiludir, desimpedir; desobedecer; desobedecer; desusado.

NOTA: É necessário ter consciência de que existem palavras com “z” que são formadas a partir do numeral “dez”. Deve evitar-se cair no erro de os confundir.

Substantivos próprios

Usa-se “s” em alguns substantivos próprios.

Vejamos alguns exemplos: Isabel; Marisa, Neusa; Sousa; Susana.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.