Início Tradições Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Chama-se Gabriela Oliveira, a vencedora da competição que envolveu pasteleiros profissionais e amadores. Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual.

Delícia do Porto
Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Chama-se Gabriela Oliveira, a vencedora da competição que envolveu pasteleiros profissionais e amadores. Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual.

A iniciativa nasceu do facto da cidade do Porto não ter, propriamente, um doce que lhe seja caraterístico. Porque quando falamos em Aveiro, pensamos imediatamente em ovos moles; ou, quando nos referimos a Lisboa, associamos imediatamente aos Pastéis de Belém. Tal não acontecia com a Invicta, mais ligada a pratos típicos como a francesinha ou as tripas à moda do Porto.

Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

A partir de agora, a cidade portuense vai também passa a ter o seu doce tradicional, brevemente disponível nas pastelarias locais. Inspirada na doçaria conventual, esta é, sem dúvida, uma delícia bem doce e capaz de fazer crescer água na boca a qualquer um.

Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

A 20 de junho, foi conhecida na Alfândega do Porto a “delícia do Porto”. Uma competição que teve lugar entre abril e junho e foi organizada pela sociedade Lezíria das Delícias, com o apoio da Escola de Hotelaria e Turismo, da Associação dos Industriais de Panificação, Santa Casa da Misericórdia do Porto, entre outras entidades.

Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Os chefes de cozinha Ljubomir Stanisic e Hélio Loureiro fizeram parte do painel de jurados (também composto por Ana Soeiro e Luís Maia da Qualifica / oriGIn Portugal; Jorge Braga, da Direcção da AIPAN – Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte; Flávio Ferreira, presidente da Escola Superior de Hotelaria e Turismo; Confraria das Tripas, Confraria dos Sabores Poveiros; elementos da Confraria dos Velhotes e da Real Confraria Gastronómica das Cebolas; e um elemento da organização do concurso, mas a votação do público também teve o seu peso (30%).

delícia do Porto
Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

O doce vencedor deste concurso deveria cumprir algumas premissas, tais como:

– ser uma receita genuína e inovadora;

– ter origem local;

– não possuir aditivos, nem conservantes ou ingredientes como óleos alimentares, margarinas ou xaropes de glucose;

– espelhar a alma e espírito da região;

– ter até três dias de durabilidade;

– ser fácil de transportar;

– ser apresentado em doses individuais que não ultrapassem os 100grs.

delícia do Porto
Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

A Delícia do Porto

O doce vencedor é da autoria de Gabriela Oliveira, é inspirado na doçaria conventual da cidade e apresenta a forma de um coração.

Para encontrar inspiração, Gabriela recordou os ingredientes de algumas das receitas do extinto Convento de São Bento da Avé Maria do Porto, como o milho, o pão e as trouxas de ovos. São estes os principais ingredientes da delícia do Porto, à qual se soma ainda o feijão branco.

Já o formato do doce – em forma de coração – remete para a doação que D. Pedro IV fez à cidade Invicta, legando-lhe o seu próprio coração.

Além de Gabriela, foram finalistas Rui Pereira, do restaurante “Forninho da Granja”; Joana Sousa, mentora do projeto “The Pastry Lab”; e Sandro Silva, da pastelaria “Natas D’Ouro”.

delícia do Porto
Conheça a «Delícia do Porto» inspirada na doçaria conventual

Prémio

A vencedora arrecadou um prémio de 10.000€ e poderá participar em todas iniciativas em que a sua receita seja promovida. Esta delícia estará, brevemente, disponível nos locais habituais, como pastelarias, hotelaria, caves de vinho do Porto e cruzeiros no Douro.

Se gostou deste artigo também poderá gostar de:


Ovos moles de Aveiro, um doce com história (receita original)

Salame de chocolate: o doce italiano que os portugueses adoram

Receita. Bolas de Berlim à portuguesa, história e receita
_


OUTROS ARTIGOS QUE LHE PODEM INTERESSAR

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.