Início Cultura 10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa

10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa

Quantas palavras de português aprendeu no dia de hoje? 10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa. Aplique estas palavras hoje mesmo.

palavras populares e interessantes
10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa

Quantas palavras de português aprendeu no dia de hoje? 10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa. Aplique estas palavras hoje mesmo.

E se lhe apresentássemos um conjunto de palavras da língua portuguesa que estão entre as mais populares? São palavras que geram interesse e estão entre as que são mais procuradas em dicionários digitais, por vários motivos: ou estão na moda, ou fazem parte de algum momento em que uma figura pública lhe deu maior mediatismo, ou por estarem envolvidas de alguma “confusão” com outras palavras parecidas; ou por outra qualquer razão.

Temos um desafio para si! Ler o conjunto de palavras que reunimos e aplicá-las ao longo desta semana. Ao abraçar este desafio e ao ler este artigo, perceberá que este conjunto de palavras que juntamos é o mote para a valorização da aprendizagem diária. Se numa semana aprendeu X palavras, quantas palavras poderá aprender num mês? E num ano?

O verdadeiro desafio não está em perceber o significado do conceito, mas está em consolidar o conhecimento obtido e conseguir aplicar as palavras corretamente! E regularmente!

Ao aplicar as palavras ao longo da semana e do mês, conseguirá certamente consolidar o conhecimento obtido, tornando essa palavra parte do seu vocabulário mais comum.

10 palavras populares e interessantes da língua portuguesa

Presunção

Termo que vem do latim praesumptiōne, com o mesmo significado. Este substantivo feminino significa ato ou efeito de presumir. Vaidade ou afetação. Opinião demasiado boa acerca de si próprio; demonstração pública dessa opinião infundada. Segurança ou confiança excessiva em si mesmo. Julgamento realizado a partir de meros indícios, hipóteses ou aparências. Hipótese considerada verdadeira, até que se apresente prova contrária.

No ramo jurídico, é o resultado que a lei é capaz de depreender a partir de determinadas situações ou factos, sendo considerado verídico, embora o contrário pode ser comprovado mais tarde.


Leia também: 20 das palavras mais feias da língua portuguesa


Arar

Termo que vem do latim arāre, com o mesmo significado. Verbo transitivo que significa lavrar com arado ou charrua. É preparar a terra para o cultivo com o arado, lavrar, arar o terreno. É abrir sulcos, sulcar.

No sentido figurado, pode ser navegar. Pode ainda significar magoar-se, ferir, arar o corpo, arar a alma (em sentido figurado).

Sublime

Termo que vem do latim sublīme, “alto”. É um adjetivo de dois géneros. Sublime significa algo muito grande, grandioso. Elevado ponto de vista (seja ele espiritual ou moral), algo transcendente. Alguém que fez um trabalho sublime, é alguém que demonstrou qualidades que ultrapassam o comum. O mais elevado grau de perfeição, algo magnífico, divino.

Sublime expressa um elevado grau de excelência ou de distinção; é algo extraordinário. Sublime tanto pode ser característica moral e intelectual admirável, como criação de algo sublime (arte, música).

Néscio

Termo que vem do latim nescĭu, com o mesmo significado. É um adjetivo que descreve quem não sabe ou não é muito inteligente. Que não é sensato ou prudente; irresponsável.

É nome masculino que identifica pessoa ignorante, que não possui conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. É um sujeito ignorante, estúpido, incompetente, incoerente.

Parcimónia

Termo que vem do latim parcimonĭa, com o mesmo significado. Este substantivo feminino

significa moderação, sobriedade, simplicidade. Modo de se comportar comedido, calmo, sóbrio.

Parcimónia é ainda frugalidade. Ato de poupar é ato de parcimónia; gasto com moderação, que evita exagero. Qualidade do que é parco, poupado, económico.

Complacência

Termo que vem do latim complacentĭa, pelo francês complaisance que significa agrado.

Este substantivo feminino é disposição ou ato de comprazer. Benignidade. Benevolência; condescendência. Apreciação lisonjeira.

Tendência usual para concordar com outra pessoa, procurando agradá-la ou tentando ser agradável. Ato ou comportamento baseado nessa tendência; gentileza. Ação baseada na condescendência ou realizada por certa submissão censurável.

Corolário

Termo que vem do latim corollarĭu, “pequena coroa, corolário”. Este substantivo masculino significa consequência.

Na lógica e na matemática, é proposição deduzida de uma outra proposição já demonstrada, permitindo o progresso no conhecimento. É ainda situação que ocorre a partir de outras situações; resultado de algo. O que resulta de determinada ação; o efeito; a consequência. Uma verdade que é consequência ou efeito de outra. Ação de prosseguir um pensamento. Ato de dar continuidade a um determinado raciocínio.

Prerrogativa

Termo que vem do latim praerogatīva. Este substantivo feminino significa regalia, privilégio, direito, apanágio. É uma vantagem concedida a algumas pessoas, por fazerem parte de uma determinada classe, que as diferencia dos demais.

Direito próprio de um determinado ofício, cargo ou profissão.

Vicissitude

Termo que vem do latim vicessitudĭne, com o mesmo significado.

Mudança que se dá nas coisas que sucedem. Este substantivo feminino significa ainda variação, alternativa. Diversidade de coisas. Eventualidade, acaso. Mudança de circunstâncias ou condições (geralmente desfavorável). Acontecimento de um revés, contrariedade.


Leia também: 5 asneiras da língua portuguesa


Equidade

Termo que vem do latim aequitāte, com o mesmo significado. Equidade é qualidade do que é justo, imparcial e respeitador da igualdade dos direitos de cada um. Princípio moral que anima a atribuição do que é devido a cada um.

Este substantivo feminino caracteriza algo ou alguém que revela com sentido de justiça. Equidade é imparcialidade, isenção e neutralidade (“Ele duvidou da equidade das eleições.”).

Correção no modo de agir, de julgar ou de opinar, demonstrando integridade e retidão. Quando há equidade, há lisura, honestidade, igualdade.

No direito, é a disposição para aplicar a justiça, tendo em conta as particularidade do caso concreto a julgar, moderando a lei nas suas prescrições mais abstratas ou formais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.