Início Lugares Destinos As 12 grutas mais bonitas de Portugal

As 12 grutas mais bonitas de Portugal

Visitar as grutas mais bonitas de Portugal é desvendar os mais belos mistérios do mundo subterrâneo construído pela natureza, ao longo de milhares de anos.

4901
As 12 grutas mais bonitas de Portugal
As 12 grutas mais bonitas de Portugal

As 12 grutas mais bonitas de Portugal

As 12 grutas mais bonitas de Portugal e o que de mais interessante existe em cada uma delas.

Há 12 grutas turísticas em Portugal. A conclusão é do brasileiro Hugo Araújo, que está a desenvolver um doutoramento sobre o tema na Universidade de Lisboa. Depois de ganhar a bolsa promovida pelo governo brasileiro, o jovem de 31 anos chegou a Portugal em setembro de 2015 e começou a trabalhar na investigação. O doutorando revela os primeiros dados do levantamento que já fez no País.

Ainda há muito para descobrir: até ao final de 2018, Hugo Araújo vai analisar todas as grutas turísticas em Portugal, fazer uma comparação com outras que existem no Brasil e em Espanha e perceber quais são os conceitos certos para desenvolver o turismo nestes locais. Entretanto, Hugo Araújo já identificou todas as grutas turísticas que podem ser visitadas em Portugal — e revela, em primeira mão, o que de mais interessante existe em cada uma delas.

É importante perceber o que é afinal uma gruta turística. “Uma gruta turística é uma cavidade natural que sofreu alguma adaptação para facilitar o acesso de pessoas”, conta Hugo Araújo. Para além disso, a visita a essas grutas é monitorizada por uma instituição.

“Há uma concentração de grutas em dois sítios em Portugal: nas Serras de Aire e Candeeiros (três), que são de formação calcária, e na região dos Açores (cinco), que são tubos lávicos. Estas últimas são muito interessantes para mim, uma vez que no Brasil não há vulcões”, acrescenta. A sua maior expectativa está nas grutas açorianas.

Grutas de São Vicente, Madeira

As 12 grutas mais bonitas de Portugal
Grutas de São Vicente, Madeira – As 12 grutas mais bonitas de Portugal

Durante 30 minutos, os visitantes podem explorar as Grutas de São Vicente, na ilha da Madeira, com a ajuda de um guia. “A visita permite compreender não só o processo de formação de cavidades de origem vulcânica, mas de toda Ilha da Madeira”, explica Hugo Araújo.

Há pequenos lagos de água transparente, amplas câmaras, música ambiente e uma iluminação pensada para dar um ar mais místico ao percurso — que tem mais de mil metros de comprimento.

Formadas há 890 mil anos a partir de uma erupção vulcânica, foram as primeiras grutas de génese vulcânica a abrir ao público em Portugal — estávamos no ano de 1996. Atualmente, as Grutas de São Vicente recebem cerca de 110 mil visitantes por ano.

Preço: 8€
Horário: 10h-19h

Grutas da Moeda, São Mamede

As 12 grutas mais bonitas de Portugal
Grutas da Moeda, São Mamede – As 12 grutas mais bonitas de Portugal

A apenas três minutos de Fátima, as Grutas da Moeda foram descobertas em 1971, quando dois caçadores perseguiam uma raposa. Durante vários meses, os homens exploraram as grutas e foram descobrindo várias galerias.

Com uma extensão de 350 metros e uma profundidade de 45 metros, a visita guiada percorre as várias galerias naturais que foram batizadas de acordo com aquilo que sugerem: há a Lago da Felicidade, Sala do Presépio, Algar d’Água, Pastor, Cascata, Cúpula Vermelha, Marítima, Capela Imperfeita, Abóbada Vermelha e a Fonte das Lágrimas. “A visita é fascinante e o percurso visitável está iluminado, o que enfatiza as belezas das galerias.”

As Grutas da Moeda recebem todos os anos cerca de 100 mil visitantes.

Preço: 6€
Horário: 9h-17h (outubro a março), 9h-18h (abril a junho), 9h-19h (julho a setembro)

Grutas de Mira de Aire, Porto de Mós

As 12 grutas mais bonitas de Portugal
Grutas de Mira de Aire, Porto de Mós – As 12 grutas mais bonitas de Portugal

Consideradas uma das 7 Maravilhas de Portugal, as Grutas de Mira de Aire têm 11 quilómetros, mas apenas 600 metros do percurso pode ser feito pelos visitantes. Descobertas em 1947, abriram pela primeira vez ao público a 11 de agosto de 1974.

O percurso começa com um desnível de 110 metros a partir da entrada — a descida é feita através das escadas, mas na subida já pode apanhar o elevador. “É lugar maravilhoso e muito bem estruturado para receber visitantes. Imperdível.”

Preço: 6,60€
Horário: 9h30-17h30 (outubro a março), 9h30-18h (abril e maio), 9h30-19h (julho e setembro), 9h30-20h (julho e agosto)
As 12 grutas mais bonitas de Portugal
(cont.)

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.