Início Cultura Procure evitar estes 6 erros de português

Procure evitar estes 6 erros de português

Palavras da língua portuguesa começadas com a letra “F” que originam com frequência erros. Confira estes 6 erros de português que deve evitar.

6 erros de português
Procure evitar estes 6 erros de português

Palavras da língua portuguesa começadas com a letra “F” que originam com frequência erros. Confira estes 6 erros de português que deve evitar.

Ao longo últimas semanas, introduzimos uma série de artigos que visam dar a conhecer os erros mais comuns da língua portuguesa.

Tratam-se de publicações do NCultura que se intitulam “Erros de português com palavras começadas pela letra…” (erros que vão de A a Z). Hoje, os erros comuns em 6 palavras que apresentamos visam palavras começadas pela letra “F”.

Vamos conhecê-las:

língua portuguesa
Procure evitar estes 6 erros de português

Facciosismo

Atitude sectária ou parcial. Qualidade do que é faccioso. Por exemplo, pessoa facciosa (do latim factiösu) é aquela que promove um motim ou toma parte nele; um revolucionário, sedicioso.

  • “Faxciosismo”, “faxsiosismo”, “faxiosismo”, “facsiosismo”, “facciozismo” são algumas das formas erradas de escrever esta palavra.
língua portuguesa
Procure evitar estes 6 erros de português

Fluorescência

Na física, é a emissão de luz por um corpo, que cessa mal a causa da excitação é removida.

  • Os erros mais comuns de escrita desta palavra são: “fluorescênsia”, “flurescência”. Existe ainda a confusão com a palavra florescência (ato ou efeito de florescer, florescimento).
estes 6 erros de português
Procure evitar estes 6 erros de português

Flagrante

Quando algo é realizado e está a ser observado em pleno ato. Por exemplo, é comum falar-se que alguém foi preso em flagrante delito (ou seja, o infrator foi surpreendido no momento em que praticava uma infração ou crime). Quando algo foi realizado de forma clara e evidente, é, então, incontestável que foi em flagrante.

  • Por vezes, a palavra flagrante é escrita erradamente como “fragrante”. No Brasil, fragante refere-se a um bom cheiro ou aroma, por influência da palavra fragância.
estes 6 erros de português
Procure evitar estes 6 erros de português

Fraternizar

Fraternizar é entender-se bem com os outros; viver em plena harmonia, seja com irmãos seja como irmãos. Travar amizades, harmonizar-se com alguém, simpatizar, partilhar bons momentos.

  • “Fratrenizar” é o erro mais comum para esta palavra, embora também surja o erro “fraternisar”.
estes 6 erros de português
Procure evitar estes 6 erros de português

Fotogénico

Ser fotogénico significa ficar bem representado na fotografia.

  • Um erro comum é a troca do “g” pelo “j”, surgindo por vezes “Ele é muito fotojénico”.
estes 6 erros de português
Erros de português

Framboesa

Esta palavra refere-se ao pequeno fruto proveniente do framboeseiro. É doce, vermelho (quando maduro) e muito saboroso.

  • Erros comuns para framboesa são: “franbuesa”, “franbueza” e “frambueza”.

9 COMENTÁRIOS

  1. Não entendo bem a insistência em explicar a Palavra “Obrigado” apenas a partir da etimologia do léxico (obrigado). Parecem esquecer-se que a Linguística nos permite e ajuda a contextualizar o Uso e o Contexto. Como é possível dizer, só porque não há registros escritos, (esquecendo igualmente que a Linguística nos ajuda a perceber que a Língua é em primeira instância a Língua Falada, a Oralidade. Os doutos eruditos académicos tendem a desqualificar os faltantes, como se não fossem eles os “donos” da sua Fala e do seu/s Contexto/s. Já só essa estratégia de referenciar apenas os erros, impede de que os Faltantes – neste caso os Portugueses – se apercebam das riquezas e limites da nossa Língua, instrumento de Comunicação e de Pensamento.
    Dizendo ironicamente, bem sequer saberíamos “provar” que não foi através do Japonês que uma certa élite se apoderou da Palavra “Obrigado” de significado tão poderoso nas dinâmicas transacionais (da interacção). Apesar de alguma proximidade lexical, o “Obrigado” é tão único no âmbito das Línguas Ocidentais, que certamente haverá um “evento” igualmente único na nossa História de Povo que seria historicamente a “explicação/justificação” desse nosso Costume / Uso tão ‘estranho’ da expressão da Gratidão interpessoal.
    Em todo no Caso, isto é, apesar destes reparos discordantes da Perspectiva aparentemente “Científica” da Hermenêutica do vosso raciocinar linguístico, aprecio sobejamente este empreendimento de elucidação do significado e correcta grafia de algumas Palavras da Língua Portuguesa falada em Portugal.
    Respeitosamente,
    Jorge Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.