Início Histórias D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

Era uma obsessão para D. Sancho I assegurar a sua sucessão. Portanto, para a posteridade deixou muitos filhos… D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com... 19 filhos!

D. Sancho I
D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com... 19 filhos!

Era uma obsessão para D. Sancho I assegurar a sua sucessão. Portanto, para a posteridade deixou muitos filhos… D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

O universo dos reis e das rainhas é repleto de curiosidades. Seja em Portugal ou no mundo, seja atualmente ou no passado, a vida dos reis interessa aos comuns mortais. Eles são tidos como humanos diferentes, com uma educação distinta. Contudo, em muitos episódios da sua vida, demonstram ser seres humanos comuns, com virtudes e defeitos.

São de carne e osso, rendem-se aos pecados da carne, caem em tentações. Amam e são amados. Traem e são traídos. Portugal, ao longo da sua história (com quase 900 anos!), teve mais de 30 reis, distribuídos por 4 dinastias.

No presente artigo, focamos a nossa atenção num rei que queria povoar o seu reino, mas empenhou-se em demasia nessa tarefa…

D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

Início da Dinastia

D. Afonso Henriques, filho de D. Henrique de Borgonha e de D. Teresa, ficou para a história do país. D. Afonso Henriques, “O Conquistador”, foi o primeiro rei de Portugal, dando início à 1ª Dinastia que ficou conhecida como Afonsina ou de Borgonha.

D. Afonso reinou entre 1143 e 1185. Da sua união com D. Mafalda de Sabóia nasceu o seu sucessor, D. Sancho I. “O Povoador”, como D. Sancho I ficou conhecido, nasceu em Coimbra, no dia 11 de novembro de 1154. Os seus pais D. Afonso Henriques e D. Mafalda de Sabóia, prepararam-no bem para assumir o reinado.

D. Sancho I reinou entre 1185 e 1211, ano em que morreu, mais precisamente no dia 27 de março, também em Coimbra. Através da sua união com D. Dulce de Aragão preparou a sua sucessão, pois foi rei D. Afonso II, “O Gordo”, que reinou entre 1211 e 1223.

Leia também:

D. Sancho I
D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

D. Sancho I

“O Povoador” foi o segundo Rei de Portugal, D. Sancho. Foi Rei de Portugal e dos Algarves, pois conquistou Silves e Albufeira (que, posteriormente, veio a perder). O seu projeto de expandir o reino era claro e foi algo que conseguiu. A sua política de expansão do reino foi bem sucedida, por isso tornou-se no primeiro monarca a intitular-se Rei de Portugal e dos Algarves.

Não teve um reinado fácil, pois chegou a guerrear com os muçulmanos e ainda chegou a estar em conflito com o reino cristão de Leão.

D. Sancho tinha assim características beligerantes, mas essas eram indispensáveis para expandir o reino. Ele também era um rei interessado na cultura e demonstrou ser ainda um rei poeta.

“O Povoador”

O segundo Rei de Portugal tinha o projeto de expandir o reino, mas também a preocupação interna de reorganizar o território. Por isso, visava criar condições para o seu povoamento e fê-lo em várias partes do reino.

Outra ideia clara era tornar o seu poder enquanto rei o mais coeso possível. Tendo esse objetivo em mente, lutou contra o forte poder do clero.

D. Sancho I
D. Sancho I «O Povoador», povoou o país com… 19 filhos!

“O Povoador” teve 19 filhos!

O filho de D. Afonso Henriques povoou o País, por isso ficou conhecido pelo cognome de “O Povoador”. Mas o segundo rei de Portugal, D. Sancho, podia ter ficado conhecido da mesma forma por algo inusitado.

Ao longo da história, muitos foram os reis, em Portugal e no estrangeiro, que viveram o drama de assegurar a sua própria sucessão. Mas “O Povoador” teve uma obsessão por isso. Assim, ele foi pai de 19 filhos (pelo menos!…). Logo, D. Sancho foi o “O Povoador” do reino, da sua casa e de outras casas…

É que os seus 19 filhos foram em parte legítimos, com D. Dulce de Aragão, mas ele também teve filhos ilegítimos, sendo conhecidos os filhos que teve com duas amantes, como a “Ribeirinha”, como era conhecida a fidalga de cabelos cor de sol.

A “Ribeirinha” tinha imensos encantos. Seria aquele tipo de mulher capaz de fazer enlouquecer qualquer homem. Pelo menos, é o que se pode depreender do acontecimento que ocorreu logo após a morte de Sancho. “Ribeirinha” foi raptada, tendo sido levada por um admirador para o reino de Leão.

Contudo, a rápida intervenção do filho de Sancho I, Afonso II, “O Gordo”, que reinou entre 1211 e 1223, levou à sua libertação. Outra amante com quem D. Sancho I teve filhos foi Maria Aires de Fornelos.

NCultura

Se gostou deste artigo reaja a ele e faça um comentário! Se gostou deste tema pode procurar outros artigos sobre Língua Portuguesa no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões.

Se é apaixonado pelo mundo, saiba que há muitos mais artigos para ler no NCultura.

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, saúde, gastronomia, cultura, histórias, entre outras…

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.