Início Notícias Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

Azeite brasileiro foi eleito o melhor blend do mundo nos Estados Unidos da América: azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro.

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

Um azeite brasileiro foi eleito o melhor blend do mundo, num concurso nos Estados Unidos da América: azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro.

O azeite é produzido e usado pelo homem há cerca de 4 mil anos. A palavra “azeite” é de origem árabe e tem origem no termo “az-zait”, que significa “sumo de azeitona”. Atualmente, este ouro líquido é produzido em mais de 60 países, gerando muito emprego e receitas.

Além dos produtores mais tradicionais, como Espanha, Grécia, Itália e Portugal, a estes têm-se juntados outros países como África do Sul, China, Croácia, Nova Zelândia, Uruguai e Brasil.

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

Apesar de “novato”, o azeite brasileiro já tem dado cartas além-fronteiras. “O azeite brasileiro tem características muito típicas, com notas que surpreendem os grandes especialistas – como florais e frutas tropicais – e alta complexidade”, disse o azeitólogo Sandro Marques. “Hoje, produzimos azeites tão bons quanto os melhores do mundo”.

Afinal, quem acha que o azeite brasileiro não é suficiente bom engana-se, sobretudo depois de conhecer todos os prémios e reconhecimentos internacionais que o azeite brasileiro já recebeu em relativamente poucos anos de produção.

Leia também:

Alguns desses azeites já obtiveram reconhecimento até nos melhores concursos e eventos internacionais, já para não falar de alguns certificados que atestam a enorme qualidade do azeite produzido no Brasil. Conheça, agora, 3 azeites que merecem especial destaque pelos prémios que já receberam e, claro, pela sua excecional qualidade.

Três melhores blends de extravirgem produzidos no Brasil

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

IRAREMA (Medalha Ouro)

Este azeite é produzido por Moacir Carvalho Dias, na Fazenda Irarema, em São Sebastião da Grama, São Paulo.

A sua primeira extração foi feita em 2018 e, desde aí, já venceu um dos prémios mais importantes do setor. Ele foi eleito o melhor azeite do mundo, na categoria Blend Suave, no New York Olive Oil Contest, nos Estados Unidos da América. O júri era composto por 40 especialistas de várias nacionalidades. Foi o primeiro azeite brasileiro a conquistar este prémio.

A produtora também já possui o Irarema frutado, o defumado e quatro aromatizados: alecrim, alho, limão siciliano e manjericão.

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

VIENZO (Medalha de Prata)

Foi há dois anos que teve lugar a primeira extração deste azeite da Quinta do Vienzo, situada no município catarinense de Rancho Queimado.

O produtor explica: “Coleto as azeitonas um pouco antes de estarem maduras. Com isso, elas têm mais intensidade, aroma e sabor (…) Isso reduz a quantidade de azeite produzido, mas eu prefiro priorizar a qualidade à quantidade.” O blend frutado do azeite Vienzo destaca-se pelas notas florais no nariz e de amêndoa e baunilha na boca.

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

VERDE OLIVA (Medalha de Bronze)

Em 2017, o azeite Verde Oliva recebeu o selo Demeter, o maior e mais importante certificado de agricultura biodinâmica do mundo. Este azeite é produzido em Maria da Fé, em Minas Gerais. O seu produtor explica: “Ficamos muito orgulhosos. Mas ainda estamos aprendendo.”

Este rótulo estreou comercialmente há três anos, com a produção de 2 mil litros de azeite. Para este azeite, são usadas azeitonas de diversas variedades, como arbequina, grappolo e koroneiki.

“O azeite Verde Oliva tem notas elegantes, como banana verde, amêndoa e canela”, disse o especialista Sandro Marques. A juntar a este azeite, a produtora comercializa azeites aromatizados, como os de alho, limão siciliano e pimenta.

Azeite brasileiro conquista medalha de ouro
Azeite brasileiro conquista medalha de ouro e brilha no estrangeiro

NCultura

Se gostou deste artigo reaja a ele e faça um comentário! Se gostou deste tema pode procurar outros artigos sobre vinhos no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões.

Se é apaixonado pelo mundo dos vinhos, saiba que há mais artigos no NCultura.

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, saúde, língua portuguesa, cultura, histórias, entre outras…

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.