Início Cultura 8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa

8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa

A língua é como um organismo vivo que se altera e evolui. Conheça 8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa.

8 palavras que mudaram de significado
8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa

A língua é como um organismo vivo que se altera e evolui. Conheça 8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa.

O que é uma língua? Além da parte física que se localiza na boca, há a língua que permite a comunicação. Há línguas distintas em diferentes povos como, por exemplo, a língua portuguesa e a língua francesa. Há diferentes povos que partilham a mesma língua, como o povo português e o povo brasileiro.

Há um mundo que é partilhado por todos nós: diferentes povos e diferentes línguas, entre encontros e desencontros, entre confrontos e partilhas, as diferentes línguas vão subsistindo e evoluem acompanhando a evolução humana. Há assim na língua uma particularidade inesperada.

A língua é como uma espécie de organismo vivo que se altera e evolui. Quer conhecer algumas das palavras que mudaram de significado ao longo do tempo?

8 palavras que mudaram de significado na língua portuguesa

Anedota

Este termo é um nome feminino que significa narração breve e geralmente jocosa de um determinado facto histórico ou imaginário. É chiste. No sentido figurado, é pessoa que provoca o riso.

Este termo vem do grego anékdotos, com o sentido «inédito», pelo francês anecdote, «anedota». Originalmente o termo significava inédito, não publicado, algo não conhecido.


Leia também: O poder da língua portuguesa: 10 das palavras mais poderosas


Armário

Este termo, tal como é conhecido na atualidade, é móvel de madeira, de metal ou de outro material que possui prateleiras e/ou portas e /ou gavetas. Este móvel é usado para arrumação, seja de livros, louça, roupa, peças decorativas ou outros produtos.

No sentido coloquial, armário pode significar pessoa muito forte e grande. Também pode significar assumir publicamente a condição de homossexual.

Armário é termo que vem do latim armarĭu-, «armário; móvel onde se guardam armas». Portanto, originalmente, este termo referia-se ao móvel onde se guardam armas.

Assassino

Assassino é forma do verbo assassinar (1ª pessoa do singular do presente do indicativo de assassinar). Assassino é ainda adjetivo que significa aquele que assassina; aquele que é mortífero. No sentido figurado, assassino é aquele que destrói.

Assassino é nome masculino. É a pessoa que mata outra(s) premeditadamente ou na sequência de uma ação violenta. Pode ainda ser usado no sentido figurado como destruidor. Há ainda assassino em série que é pessoa que, num dado intervalo temporal, comete diversos assassinatos, crimes cometidos em separado e em locais distintos, geralmente usando métodos semelhantes e visando vítimas com um perfil idêntico.

Contudo, a palavra assassino vem do árabe hassasî, que significa «consumidor de haxixe», pelo italiano assassino, com o mesmo significado. Os “hachachi” eram consumidores de uma bebida alcoólica que é extraída das folhas de cânhamo (canabis sativa). Um assassino era um bebedor. Os assassinos fizeram parte de uma seita xiita do século XI, liderada por Hassan Al-Shabbah, e teriam o hábito de consumir esta bebida, antes de realizarem os seus ataques.

Autópsia

A palavra autópsia é um nome feminino que significa exame médico realizado a um cadáver, com o objetivo de determinar as causas da sua morte. No sentido figurado, significa inspeção a si mesmo. Ainda no sentido figurado, autópsia significa análise crítica minuciosa.

Há ainda a autópsia psicológica que se refere a investigação com que se pretende avaliar retrospetivamente o perfil quer psicológico, quer emocional, da vítima de uma morte de causa suspeita ou indeterminada.

Este termo vem grego autopsía, que significa «ato de ver com os próprios olhos». Assim, originalmente, a palavra autópsia significava “exame de si mesmo”. Hoje em dia, a palavra refere-se, sobretudo, à análise realizada aos cadáveres. Como, seguramente, nenhuma autópsia é feita pela própria pessoa, então este termo, tal como era usado originalmente, não é adequado para o ato de examinar um cadáver. Para essa função, pode usar-se antes o termo necropsia.

Carregador

O carregador é um nome masculino que significa indivíduo que se encarrega do transporte de bagagens e outros volumes pesados ou que faz frete. Um carregador é um bagageiro; um moço de fretes. Um carregador é uma pessoa que entrega (ou em nome da qual se entregam) as mercadorias para transportar em navio; afretador.

Um carregador é também um militar que carrega as bocas de fogo. Atualmente, é mais usado para identificar o dispositivo que contém cartuchos e se adapta a uma arma para a carregar. Também se refere ao dispositivo que é ligado à corrente e é usado para carregar baterias ou pilhas usadas em diversos aparelhos (telemóveis, por exemplo).

Assim, o termo que se destinava originalmente ao homem que carregava coisas pesadas tornou-se nos nossos dias uma palavra bem mais frequente, mas noutro sentido, sendo uma referência atual ligar o termo ao equipamento que permite dar carga elétrica a aparelhos tecnológicos.

Emboscada

Particípio passado feminino substantivado de emboscar. Este termo é adjetivo feminino singular de emboscado. Uma emboscada é um nome feminino que significa esperar uma pessoa às escondidas com o objetivo de a agredir ou ofender. É uma espera realizada para surgir perante a pessoa de surpresa. É assim usado como ardil, cilada ou traição.

No sentido militar, emboscada é uma pequena operação ofensiva contra elementos inimigos em movimento, realizada de surpresa por uma força instalada. Este termo, que vem do italiano imboscata e que deriva de imboscare, significava originalmente esconder animais ou pessoas num bosque (bosque em italiano é bosco).


Leia também: 15 palavras da língua portuguesa que muitos escrevem mal


Restaurante

Este nome masculino é referente à casa onde se preparam e servem refeições ao público. Termo que vem do francês restaurant, com o mesmo significado. Este termo, que também significa que restaura, do latim restaurante, é frequentemente usado no sentido de identificar o estabelecimento onde se preparam e servem refeições.

Porém, no século XVI, tinha o significado de alimento revigorador das forças e os locais onde esta refeição revitalizante era servida passaram a ter o mesmo nome que o prato. Tratava-se de um caldo de carne concentrado que era um alimento que restaurava o ânimo de quem o consumia, criando impacto quer físico, quer moral.

Preservativo

Este termo é adjetivo que significa que tem a propriedade de preservar. É ainda nome masculino com o significado de aquilo que preserva. É ainda o invólucro de borracha flexível e extensível que deve ser colocado ao longo das relações sexuais. É o invólucro que envolve o pénis durante o ato sexual, sendo usado por pessoas responsáveis, como meio contracetivo e como forma de proteção contra as doenças sexualmente transmissíveis.

É ainda a substância que se adiciona a um produto, destinada a evitar o aparecimento de microrganismos. Há também o preservativo feminino que é um tubo de borracha fina, que é parcialmente inserido na vagina, de modo a tapar o colo do útero, evitando a conceção e a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

O termo vem de preservar+-tivo, mais precisamente do francês préservatif, com o mesmo significado. Originalmente significava “aquilo que preserva”. Hoje, é sobretudo um termo usado no sentido de método contracetivo, que permite ter relações sexuais sem deixar de garantir a sua própria segurança.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.