Início Viagem Destinos 5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

As igrejas são alvo de grande interesse turístico devido à sua beleza, história e arte únicas, admiráveis. Conheça 5 igrejas em Lisboa imperdíveis.

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

As igrejas são alvo de grande interesse turístico devido à sua beleza, história e arte únicas, admiráveis. Conheça 5 igrejas em Lisboa imperdíveis.

Portugal possui inúmeras riquezas. Apesar de termos um país de pequena dimensão, ele possui um património vastíssimo e uma beleza natural encantadora. Temos pequenos tesouros de Norte a Sul, sem esquecer as sublimes ilhas da Madeira e dos Açores.

Contudo, a nossa fortuna não se esgota na Natureza esplêndida que temos à nossa disposição, mas também nos atrativos culturais: uma História repleta de episódios marcantes; uma literatura com diversos escritores reconhecidos internacionalmente; e, entre muitas outras coisas, uma arte cheia de talentosos pintores, escultores, arquitetos.

Uma forma de conhecer um pouco do que de melhor foi feito na arte em Portugal, é conhecer as suas igrejas. Por isso, não causa espanto que este seja um dos grandes atrativos turísticos do nosso país. Fique, agora, a conhecer algumas das igrejas da capital portuguesa que não pode mesmo perder.

Sé Catedral de Lisboa

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

A Sé Catedral de Lisboa, Igreja de Santa Maria Maior, ou simplesmente Sé de Lisboa é um dos ex-libris da cidade. A sua construção teve início no longínquo ano de 1150, três anos após a vitória sobre os mouros.

Tendo uma longevidade tão extensa, é compreensível que tenham sido realizadas várias mudanças nela, ao longo da sua existência. Entre as principais características/atrativos desta construção dedicada à Mãe de Deus estão: a incorporação de diferentes estilos que foram adicionados ao longo dos tempos; na quase totalidade do seu perímetro superior é possível observar-se um falso trifório; é possível visitar o tesouro da catedral, presente na parte superior da catedral, em quatro salas, onde se encontram vestimentas, joias e relíquias que foram recolhidas ao longo da história e são referentes a diferentes épocas, servindo como testemunhos da passagem do tempo.

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

Pelo seu valor religioso, artístico e histórico, este é um dos mais importantes monumentos de todo o país.

Basílica da Estrela

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

O antigo convento de freiras carmelitas é referenciado de formas distintas, como Convento do Santíssimo Coração de Jesus, Real Basílica ou, simplesmente, Basílica da Estrela. Este Monumento Nacional foi inaugurado em finais do século XVIII e demorou pouco mais de uma década a ser construído.

A construção desta Basílica teve por base o cumprimento de uma promessa. A princesa D. Maria Francisca (futura rainha D.Maria I) prometeu a construção de um convento, no caso de ter um filho varão. O filho nasceu em 1761, no ano seguinte à promessa.

5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

A criança, que teve o nome de José, acabou por falecer vítima de varíola, antes da conclusão deste património que acabou por tornar-se numa das mais brilhantes realizações do barroco tardio, em Portugal, tendo inclusive já presentes na sua estrutura alguns elementos neoclássicos.

Panteão Nacional

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

A Igreja de Santa Engrácia, localizada na freguesia de São Vicente de Fora, é um exemplar ímpar do barroco em Portugal. Um edifício fundado ainda na segunda metade do século XVI, tendo sido totalmente reconstruído pelo arquiteto João Antunes, já em finais de seiscentos.

Entre as suas principais características estão: a decoração em mármore policromo (sendo o mármore colorido uma particularidade comum da arquitetura barroca nacional); as originais paredes onduladas da sua nave central; a configuração octogonal, centrada por uma cruz grega com topos arredondados.

O Panteão Nacional acolhe nas suas três salas tumulares diversas personalidades de relevo, desde Presidentes da República, a escritores ou a figuras que conquistaram grande interesse popular, como uma notável fadista e um afamado futebolista.

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

Estes são os túmulos de alguns dos grandes vultos da história portuguesa aqui presentes: Aquilino Ribeiro; Almeida Garrett; Amália Rodrigues; Eusébio da Silva Ferreira; Guerra Junqueiro; Humberto Delgado; João de Deus; Manuel de Arriaga; Óscar Carmona; Sidónio Pais; Sophia de Mello Breyner Andresen; Teófilo Braga.

Aqui, pode aceder a toda a informação oficial sobre o Panteão Nacional, que passou a assumir esta função a 29 de abril de 1916, com a lei n.º 520.

Igreja de Santa Maria de Belém

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

O Mosteiro dos Jerónimos, um mosteiro manuelino, possui grande importância no nosso país. Aqui, poderá aceder a informação relevante sobre o este património arquitetónico, situado em Belém. No interior da Igreja de Santa Maria de Belém, estão túmulos de personalidades de relevo como o rei D. Sebastião, Vasco da Gama e Luís de Camões.

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

Entre as suas principais características estão: a planta em cruz latina, numa composição com três naves à mesma altura, reunidas por uma singular abóbada polinervada assente em pilares de base circular (seis no total); os janelões que estão decorados com vitrais da autoria de Abel Manta; os dois portais que devem ser lidos em conjunto, destacando-se o seu valor artístico e iconográfico.

Igreja de Nossa Senhora de Fátima

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

Localizada na freguesia de Avenidas Novas, está esta igreja, projetada por Porfírio Pardal Monteiro. Trata-se da única igreja do século XX desta lista. Tornou-se numa obra emblemática do modernismo em Portugal. Este belo edifício, de grandes proporções, foi construída em betão com uma linguagem modernista. As formas geométricas, as linhas direitas e o interior espaçoso destacam-se nesta construção de Pardal Monteiro.

Esta obra contou, ainda, com o contributo de grandes artistas plásticos portugueses da época. Entre eles, o do pintor Almada Negreiros – vitrais e mosaicos – e de Lino António e Henrique Freitas – responsáveis pelas pinturas murais – e de Anjos Teixeira, Francisco Franco e Leopoldo de Almeida – esculturas.

igrejas em Lisboa
5 igrejas em Lisboa que tem mesmo de visitar

Sendo esta obra tão irreverente e incomum para a época, a sua construção suscitou grande polémica na época. A visão dos católicos mais conservadores foi contrária às opções estéticas que deram corpo ao edifício. Contudo, foi importante a defesa do bispo de Lisboa que apoiou a construção de uma igreja moderna e bela.

Se gostou deste artigo também poderá gostar de:


Língua Portuguesa: a livraria mais antiga do mundo fica em Lisboa

30 fantásticas curiosidades da cidade de Lisboa

Língua Portuguesa: existe um sotaque de Lisboa?

_

Márcio Magalhães
Um Mestrado em Ensino não fazia prever o percurso consolidado e bem sucedido no marketing digital e na produção de conteúdos, com publicação regular de artigos em diversas plataformas. (exclusivamente responsável pelo conteúdo textual)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.