Início Cultura 10 das línguas mais difíceis do mundo

10 das línguas mais difíceis do mundo

Para os falantes nativos da língua portuguesa poderem aprender, apresentamos um seleção de 10 das línguas mais difíceis do mundo.

10 das línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo
1.5
(2)

10 das línguas mais difíceis do mundo

Para os falantes nativos da língua portuguesa poderem aprender, apresentamos um seleção de 10 das línguas mais difíceis do mundo.

Quantas vezes já pensou em aprender uma língua estrangeira? E quantas vezes desistiu antes mesmo de começar? Será que estava a escolher uma língua mais fácil para aprender ou já tentou começar pelas mais difíceis?

Quando se trata de “fácil ou difícil” é preciso ter em consideração que somos falantes nativos da língua portuguesa. A partir desse pressuposto podemos dizer se teremos mais facilidade ou dificuldade na tentativa de ser fluente numa língua estrangeira.

O tempo de aprendizagem de uma língua estrangeira depende de uma série de fatores, como por exemplo: quão próxima a língua estrangeira é da sua língua nativa ou outras línguas que você conhece; a complexidade gramatical da língua a ser aprendida; quantas horas por semana vai dedicar ao estudo dessa língua; os recursos de pesquisas disponíveis; a sua motivação.

Por exemplo, para nós nativos da língua portuguesa, podemos considerar “fácil” a aprendizagem de línguas como o espanhol, francês, italiano… sendo necessárias entre 575 a 600 horas de aulas para obter resultados nestas línguas.

Quando se trata de línguas como russo, hebraico, grego… a quantidade de horas aumenta para, mais ou menos, 1.110. Enquanto línguas consideradas mais distantes e complexas, como coreano, mandarim ou japonês, necessitam 2.200 horas.

É preciso não esquecer que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. O nosso objetivo é o de informar e entreter. Por isso, o conteúdo deste artigo destina-se aqueles que se interessam e/ou identifiquem.

Sendo assim, selecionamos 10 das línguas mais difíceis do mundo, para falantes nativos da língua portuguesa aprenderem.

1 – Coreano

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

As maiores dificuldades em aprender coreano está na diferença de estrutura de sentenças, sintaxe e conjugações. No mundo são 66.3 milhões de falantes nativos, sendo a Coreia do Sul o país com o maior número de falantes.

2 – Mandarim

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

O Mandarim é uma língua tonal, isto quer dizer que o significado de uma única palavra muda de acordo com a entoação que é dita. Além disso, possui milhares de carateres e um complexo sistema de escrita. Esta língua possui 1,2 bilhões de falantes nativos, sendo a China o país com o maior número de falantes nativos.

3 – Japonês

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Assim como o Mandarim, para se aprender Japonês é preciso decorar milhares de carateres. Possui 3 diferentes sistemas de escrita e 2 sistemas silábicos. No mundo são 122 milhões de falantes nativos, sendo que no Japão reside a sua maior concentração.

4 – Árabe

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

O Árabe tem muito poucas palavras que se assemelham às das línguas europeias. A escrita também usa poucas vogais, o que é uma das grandes dificuldades daqueles que tentam aprender a língua. O país com maior concentração de falantes nativos é o Egito, e o número total no mundo são 221 milhões.

5 – Polaco

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Pelo seu complexo sistema de consoantes – “apenas” 35 – esta língua não possui artigos, existe o género neutro e o plural dos substantivos depende de género e se é humano ou animal.

6 – Húngaro

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Trata-se de uma língua aglutinante, isso quer dizer que as palavras são formadas através da união de partículas independentes, não existe preposição ou sufixo. É muito difícil aprender a escrever as palavras, bem como diferenciar as vogais longas das breves.

7 – Finlandês

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Assim como o Húngaro, é uma língua aglutinante. Além disso, a sua gramática baseia-se na variação de cada palavra, a posição em que elas estão dentro da frase também determina a mensagem a ser passada.

8 – Lituano

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Com um léxico extremamente arcaico e de complexa conjugação de verbos, o Lituano ainda possui letras que são escritas de maneira diferente, dependendo da sua função.

9 – Russo

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Por ser um país enorme, os sotaques são os mais diversos, para além de o alfabeto ser diferente do nosso e a gramática altamente irregular.

10 – Alemão

As línguas mais difíceis do mundo
10 das línguas mais difíceis do mundo

Por apresentar uma variedade de substantivos e verbos, possui 4 tipos de declinação e género neutro.

Se deseja aprender alguma destas línguas mas prefere começar por outras menos complexas, algumas boas opções são: inglês, francês, espanhol, italiano e suaíli.

Autora: Júlia Marreto
_

A sua opinião importa, gostou deste artigo ?

Clique nas Estrelas para classificar

Classificação média 1.5 / 5. Numero de classificações: 2

17 COMENTÁRIOS

  1. Devido ao facto de viajar constantemente em trabalho e, mais que isso, de trabalhar constantemente com pessoas das mais diversas origens, estou em permanência em contacto com as outras línguas.
    Falo e escrevo inglês como segunda língua, falo e escrevo correctamente francês e castelhano (chamarem espanhol ao castelhano irrita profundamente os espanhóis) e falo bem escrevendo razoavelmente italiano. E sem dúvida que são as línguas mais fáceis de aprender. O bom de aprender línguas próximas da nossa é que à medida que vamos aprendendo uma às outras vão-se tornando mais fáceis de aprender.
    De diversas línguas, sei o mínimo. Aprendo sempre a comprimentar as pessoas, a despedir-me e a agradecer.
    Num entanto à línguas que à medida que vamos contactando com elas, vamos muito lentamente entrado na linguagem e compreendendo qualquer coisinha. Não é de facto o caso do polaco, do húngaro ou do árabe (com que contacto com frequência) e ainda menos, por exemplo, do georgiano que até aprender a dar os bons dias é complicado.
    As línguas orientais são verdadeiros quebra-cabeças mas não é difícil aprender as palavras básicas ou a pronúncia-las correctamente… É bem mais complicado com as línguas do norte da Europa. Essas sim, complicadas a pronunciar.
    No meu caso, ao contrário do que diz o artigo, não tenho má experiência com o alemão, o qual já me “desenrasco” (é tão saboroso este termo tão português, tão nosso) e não foi assim tão difícil quanto isso entrar na dinâmica da linguagem.
    Uma coisa é certa, nada melhor para ajudar a aprender uma língua que a necessidade! E quanto mais isolados estivermos no meio dos falantes, mais depressa aprendemos.
    É fácil aprender a dizer que se está com fome quando se está de estômago vazio! :))

  2. Na minha opinião o português e a língua mas difícil por que tem muita regras de sinais e verbos, tanto que nem nos mesmo que somos nativos da língua portuguesa, falamos português direito

    • Sim, eu que sou checa confirmo que o checo é mais complicado que o polaco, incluída a pronúncia. Por exemplo, strč prst skrz krk, quem sabe pronunciar? 🙂 Mas para nós, ao contrário, o português é muito difícil, porque é praticamente impossível de pronunciar corretamente as vocais

  3. Grande mentira! Coreano é muito mais fácil do que o próprio espanhol pra mim… estudo espanhol há um ano e meio na escola e coreano estudei durante 3 semanas por conta própria e aprendi muito mais coisa em relação ao espanhol que é tão parecido com o português.

  4. Por paroli al alilingvanoj oni fakte bezonas internacian neutralan facilan lingvon, tiamaniere, ke oni lernu aliajn lingvon nur por plezuro. Tiu lingvo jam ekzistas… Esperanto atendas vin…

  5. As línguas europeias mais difíceis (para um falante nativo de português) são o húngaro e o finlandês.
    A justificação está no facto de não serem línguas indo-europeias. O basco e o georgiano estão no mesmo nível de dificuldade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.