Início Saúde Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Estes são problemas com graves consequências para o bem-estar quotidiano de muitas pessoas. Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade? Estes são problemas com graves consequências para o bem-estar quotidiano de muitas pessoas. Recentemente, foi publicado numa reputada revista um estudo científico que revela que o vinho tinto pode contribuir para travar a ansiedade e a depressão. Fique a saber como e qual a base científica desta pesquisa.

Tabela nutricional do vinho tinto (1 copo 147,0 ml)

Informações nutricionais por porção % VD
Valor Calórico 125 kcal 6,2 %
523 kJ
Gordura 0,0 g 0,0 %
Gorduras saturadas 0,0 g 0,0 %
Gorduras monoinsaturadas 0,0 g 0,0 %
Gorduras poliinsaturadas 0,0 g 0,0 %
Carboidratos 3,8 g 1,4 %
Açúcares 0,9 g 1,8 %
Proteína 0,1 g 0,1 %
Fibra alimentar 0,0 g 0,0 %
Colesterol 0,0 mg 0,0 %
Sódio < 0,1 g < 0,1 %
Água 127,1 g 6,4 %

(*) O percentual do valor diário (VD) é baseado numa dieta de 2.000 calorias.

Vinho tinto combate a depressão e ansiedade

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

A revista

Nature Communications é um periódico científico reputado e onde foi, recentemente, publicada uma pesquisa que revela que o vinho pode desempenhar um papel importante no combate à depressão e à ansiedade.

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

A tese

O álcool é considerado uma substância depressiva. No entanto, de acordo com uma equipa de investigadores, o vinho tinto pode contribuir para o alívio da depressão ou ansiedade.


Leia também: Descubra se o vinho tinto funciona como os antidepressivos


Determinados compostos derivados da uva podem funcionar como agentes terapêuticos e fazer parte do tratamento da depressão.

Fique a conhecer os resultados deste estudo que defendem que esses compostos naturais podem mesmo atenuar e travar a depressão.

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Testes

Foram realizados testes em roedores (camundongos ou ratos-domésticos) que comprovaram que os compostos que estão em sementes de uvas aumentam substancialmente a resiliência de animais que foram sujeitos a altos níveis de stress.

Os 12 compostos encontrados em sementes de uva (os chamados polifenois) foram dados a roedores com oito semanas de idade. Além disso, estes animais receberam um suplemento (trans-resveratrol), que foi adicionado na sua água potável.


Leia também: Descubra o que acontece se beber vinho tinto todas as noites


As situações de stress (partilha de espaço com camundongos agressivos, por exemplo) ocorreram por 10 dias consecutivos, durante 10 minutos por dia. Os animais foram também suspensos pela cauda e forçados a nadar.

O Daily Mail revelou parte do estudo, onde é defendido que cerca 70% dos roedores testados apresentaram efetivas melhorias na inflamação presente nos seus organismos, além de terem revelado uma melhor transmissão de sinais no cérebro.

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Curiosidade

Sabia que o segundo país mais deprimido do mundo é Portugal? O nosso país só é ultrapassado pelos Estados Unidos da América, onde anualmente são 16 milhões as pessoas afetadas por este transtorno.

Por isso, os investigadores que desenvolveram a sua pesquisa ao serviço do Mount Sinai Hospital (Nova Iorque, EUA) defendem a necessidade e urgência de serem criadas terapias mais eficazes para tratar a depressão.

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Investigadores

Giulio Maria Pasinetti, que liderou uma equipa de investigadores e é o principal autor do estudo, revelou a sua principal conclusão:

“A descoberta desses novos compostos naturais de polifenois derivados da uva, benéficos no combate da inflamação do organismo, podem ser uma maneira eficaz de tratar um subconjunto de doentes com depressão e ansiedade”.

depressão e ansiedade
Afinal o vinho tinto ajuda ou não na depressão e ansiedade?

Importante

Deve sempre falar com um especialista (pode ser um nutricionista, um médico, ou ambos), antes de proceder a qualquer tratamento recomendado no NCultura, de forma a ter o devido acompanhamento de alguém que tem mais informações sobre si.

Apesar das recomendações serem baseadas em estudos científicos, um especialista tem acesso a muita informação pessoal sobre si que pode ser relevante, seja para avançar com o tratamento, seja para o impedir ou interromper.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.