Início Cultura Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?

Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?

Há uma língua muito parecida com o português perdida nas Caraíbas. E não é que os espanhóis andam de olho nela?

5057
Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?
Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?

Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?

Há uma língua muito parecida com o português perdida nas Caraíbas. E não é que os espanhóis andam de olho nela?

Marco Neves
Marco Neves

Porque é que a galiña atravessa o oceano?

O meu primo Rui Pedro esteve uns tempos em serviço nas Caraíbas — sim, há quem viaje até àquelas paragens para trabalhar.

Visitou várias ilhas, entre elas Curaçau, parte do Reino dos Países Baixos.

Uma pessoa aterra numa ilha daquelas e pensa encontrar muita coisa escrita em holandês, pois então. Talvez também em inglês ou, quem sabe, francês…

Ora, o que o meu primo não esperava era chegar a um restaurante e ver anunciado um prato de… «galiña»! Repare o leitor: o «ñ» poderá confundir-nos, mas é «galiña», não é «pollo»… E há mais…

Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?
Uma língua à portuguesa nas Caraíbas?

Na primeira frase de fundo branco, aparece um estranho «porfabor». Sim, por favor, tenha o recibo «na man»!

Como o meu primo conhece as minhas inclinações linguísticas, tirou fotos às estranhas palavras caribenhas e mandou-me para eu ver.

Fiquei curioso e fui investigar. Descobri que estava perante o papiamento, que é língua oficial em Curaçau (em conjunto com o holandês e o inglês).

Aquelas palavras são, indubitavelmente, familiares. Um website do governo da ilha afirma isto: «Gobièrnu ke stimulá nos tur pa yuda otro kuida e sentido nashonalista i di patriotismo pa ku nos bandera ku ta un símbolo sagrado di nos Pais.» Não se percebe tudo, mas ficamos a saber que aquele governo quer estimular o patriotismo — e a bandeira é um símbolo sagrado.

Galegos nas Caraíbas?

O papiamento escreve-se com duas ortografias… Em Curaçao, usa-se uma ortografia de base fonética. Já noutras ilhas (como Aruba), usa-se uma ortografia mais etimológica e próxima da ortografia espanhola. O meu primo brincou: com tanta palavra portuguesa escrita à espanhola, até parece que as ilhas foram colonizadas por galegos…

Bem, galego não é. O papiamento é um crioulo, uma língua criada através do contacto de duas ou mais línguas. Há crioulos em muitos lugares do mundo — e que ninguém insinue que estas são línguas menores ou menos genuínas. A designação «crioulo» descreve apenas o modo de criação da língua.

Há até quem diga que o inglês é um crioulo nascido do contacto entre a língua dos anglo-saxões e a dos viquingues (e, mais tarde, dos normandos).

Mas não importa: muitas línguas nascem assim e este modo de formação não tem nada de redutor. O papiamento é uma língua tão completa e genuína para os seus falantes como o português o é para nós.

(cont.)

5 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente um texto digno de atenção e de informação cultural. Parabéns, esse é o tipo de jornalismo mais apreciado por mim e tão escasso!

  2. galiña (gallina em espanhol) com certeza é muito mais espanhol do que português, ate porque a ñ não existe em português, e outra coisa que chama muito a minha atenção é que o cara que aqui escreve parece ter um ódio contra os espanhóis e a língua espanhola..relaxa cara,, tão inferior te sentes sendo portugués que te deixa feliz atacar aos espanhóis???..se vc viajar por Sul América vai ver que o Portugal é visto como a Bolivia da Europa, um país mais pobre e menos desenvolvido que o resto,,de facto ninguém conhece muito ele, a não ser so por o Cr7,,diferente da Espanha, Alemanha, Francia e Inglaterra que são visto como os maiores e mais desenvolvidos.

    • No texto não há nenhuma frase que transmita “ódio” quer pelos espanhóis quer pelas suas línguas, ao contrário, ironicamente, do seu comentário que evidência ódio pelos portugueses, quanto a Portugal ser visto como a Bolívia da Europa não duvido hahahah mas não deixa de ser mentira, Portugal não é tão rico como a Alemanha ou a França, mas mesmo assim é um país rico e desenvolvido ao contrário de qualquer país da América do Sul (onde não existe nenhum país de primeiro mundo e nenhum país se pode considerar “desenvolvido”), é o segundo país mais seguro da Europa a seguir à Islândia e o 3º mais seguro do mundo, o seu comentário para além de incoerente é ignorante, típico da síndrome de vira lata.

  3. Calabresi deixe-se de falar besteiras e pare com a ignorância. Galiña é o Galego de Galinha e a pronúncia Galega da palavra é que nem a Portuguesa. É bem conhecido, mas não por você e nem a NCultura, que publica isto demonstrando uma ignorância cultural crassa, que o Papiemento é uma língua Caribenha da ilha de Curação (do Português Coração) e que é combinação de Holandês, Espanhol e Português! Uma grande % de marujos ou tripulações espanholas eram compostas por muitos portugueses, e foi assim, junto com refugiados Judaico Portugueses fugindo à Inquisição, junto à imigração Madeirense, que o Português incorporou tambem esta língua, que contem um grande número de vocábulos portugueses. Há mais de 30 anos atrás uma minha amiga portuguesa já falecida, foi lá e o confirmou, assim como o fato de o Papiemento ser também falado em Bonaire.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.