Início Cultura Teste de Língua Portuguesa 263

Teste de Língua Portuguesa 263

Palavras parecidas que podem levar a confusões. Sabe qual a diferença entre rapar ou raspar? Depois, atreva-se no desafio do teste da língua portuguesa 263.

Teste de Língua Portuguesa 263
Teste de Língua Portuguesa 263

Palavras parecidas que podem levar a algumas confusões. Sabe qual a diferença entre rapar ou raspar? Em seguida, aceite o desafio do teste da língua portuguesa 263.

São inúmeras as palavras que existem na língua portuguesa e que possuem significados distintos, mas com aproximações em alguns contextos. Essas aproximações podem estar na origem de algumas confusões, levando a que, por vezes, não se saiba quando usar uma ou outra palavra.

Por exemplo, as palavras raspar e rapar. Em termos ortográficos, a única diferença entre estas duas palavras é a letra “s”, presente num termo e ausente no outro. Além das letras que compõem ambas as palavras, existem outras diferenças, como é o caso dos seus significados.

Vejamos alguns exemplos dos usos de ambas as palavras e conclua quais as suas principais diferenças.

Deve dizer-se rapar ou raspar?

Exemplo de frases:

– Se for preciso rapar, o cabelo rapo.

– Se for preciso raspar, o cabelo raspo.

– Desafio (perigoso) da internet leva criança de apenas cinco anos a rapar o cabelo.

– Desafio (perigoso) da internet leva criança de apenas cinco anos a raspar o cabelo.

– Lembro-me com doçura de rapar o tacho da minha avó. Uma delícia.

– Lembro-me com doçura de raspar o tacho da minha avó. Uma delícia.

– Usei a moeda, rapei e ganhei 10.000 euros na raspadinha.

– Usei a moeda, raspei e ganhei 10.000 euros na raspadinha.

Antes de analisarmos estas breves frases, que servem com exemplo de diferentes usos de ambos os conceitos, convém avançarmos com os significados dos termos em análise.

Definição de ambos os conceitos

Rapar

Do gótico *hrapon, “arrancar”. Desgastar ou tirar, raspando. Cortar rente. Cortar à navalha o pelo de, escanhoar. Roçar (o chão) com a pata. Cortar com a enxada. Desfazer em migalhas. Roubar, extorquir. Tirar de forma súbita. Matar. Conseguir, obter. No sentido coloquial, significa pegar em (algo ou alguém) ou puxar por (algo ou alguém). Como verbo pronominal, pode significar barbear-se ou cortar o cabelo.

Raspar

Do germânico hraspón, “acumular resíduos”, pelo médio-alto alemão raspen. Raspar significa desbastar (uma superfície) com instrumento próprio. Alisar. Tirar a casca de fruto ou legume, friccionando em utensílio adequado. Reduzir a pequenos pedaços, ralar. Limpar, friccionando. Tocar de raspão, passar junto de. Rasurar, apagar. Fazer rasura, passar de raspão, roçar. No sentido coloquial, significa fugir, escapulir-se.

Esclarecimento final

No Brasil, é comum usar o termo “raspar” para cortar o cabelo, de forma rente. Em Portugal, usa-se “rapar o cabelo”. Por exemplo, na tropa rapamos o cabelo, não raspamos o cabelo. Deixando de lado esta diferença (e colocando de parte as frases 1, 2, 3 e 4), podemos analisar os conceitos.

Rapar significa cortar rente, como cortar o cabelo, mas também significa (re)tirar, conseguir ou obter. Assim, em parte, o que se (re)tira pode ter valor, pode ser valioso. Por exemplo, para o tacho, é mais indicado usar o termo rapar, quando se quer obter mais comida das paredes do tacho, podendo usar-se “raspar” se o assunto for raspar o fundo do tacho que queimou e que se pretende limpar, por exemplo.

Na raspadinha, o termo indicado a usar é “raspar” – tal como o nome indica. A finalidade é apenas remover tudo o que esconde a informação que se pretende vislumbrar. Tudo o que se raspa torna-se lixo, tal como no exemplo dado sobre o fundo do tacho.

Assim, deixando as diferenças no que diz respeito a cortar o cabelo, devemos dizer: “Lembro-me com doçura de rapar o tacho da minha avó. Uma delícia!…”, em vez de: Lembro-me com doçura de raspar o tacho da minha avó. Uma delícia. Assim, também devemos dizer: “Usei a moeda, raspei e ganhei 10.000 euros na raspadinha”, em vez de: Usei a moeda, rapei e ganhei 10.000 euros na raspadinha.

O domínio da língua portuguesa é essencial para ter sucesso em qualquer carreira. Ainda assim, muitos profissionais portugueses têm dúvidas na hora de se expressarem na própria língua — sobretudo por escrito.

Você é excepção a essa regra? Aqui poderá testar os seus conhecimentos, basta aceitar os nossos próximos desafios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.