Início Cultura Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Quer testar os seus níveis de português e outras áreas do conhecimento? Aqui encontra sempre bons desafios. Atreva-se no Teste de Língua Portuguesa «169».

Teste de Língua Portuguesa «169»
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Quer testar os seus níveis de português e outras áreas do conhecimento? Aqui encontra sempre bons desafios. Atreva-se no Teste de Língua Portuguesa «169».

Antes de testar os seus conhecimentos, partilhamos consigo alguns poemas, citações, curiosidades e até receitas, para que aprenda mais sobre Portugal e o mundo.

Encare o dia como um desafio e ponha-se à prova com o nosso quiz/teste.

Quiz
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Citação do dia

“Existe apenas um único erro inato, que é o de acreditarmos que vivemos para sermos felizes.”

Arthur Schopenhauer (1788-1860).

Quiz
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Poema do silêncio

Sim, foi por mim que gritei.

Declamei,

Atirei frases em volta.

Cego de angústia e de revolta.

 

Foi em meu nome que fiz,

A carvão, a sangue, a giz,

Sátiras e epigramas nas paredes

Que não vi serem necessárias e vós vedes.

 

Foi quando compreendi

Que nada me dariam do infinito que pedi,

-Que ergui mais alto o meu grito

E pedi mais infinito!

 

Eu, o meu eu rico de baixas e grandezas,

Eis a razão das épi trági-cómicas empresas

Que, sem rumo,

Levantei com sarcasmo, sonho, fumo…

 

O que buscava

Era, como qualquer, ter o que desejava.

Febres de Mais. ânsias de Altura e Abismo,

Tinham raízes banalíssimas de egoísmo.

 

Que só por me ser vedado

Sair deste meu ser formal e condenado,

Erigi contra os céus o meu imenso Engano

De tentar o ultra-humano, eu que sou tão humano!

 

Senhor meu Deus em que não creio!

Nu a teus pés, abro o meu seio

Procurei fugir de mim,

Mas sei que sou meu exclusivo fim.

 

Sofro, assim, pelo que sou,

Sofro por este chão que aos pés se me pegou,

Sofro por não poder fugir.

Sofro por ter prazer em me acusar e me exibir!

 

Senhor meu Deus em que não creio, porque és minha criação!

(Deus, para mim, sou eu chegado à perfeição…)

Senhor dá-me o poder de estar calado,

Quieto, maniatado, iluminado.

 

Se os gestos e as palavras que sonhei,

Nunca os usei nem usarei,

Se nada do que levo a efeito vale,

Que eu me não mova! que eu não fale!

 

Ah! também sei que, trabalhando só por mim,

Era por um de nós. E assim,

Neste meu vão assalto a nem sei que felicidade,

Lutava um homem pela humanidade.

 

Mas o meu sonho megalómano é maior

Do que a própria imensa dor

De compreender como é egoísta

A minha máxima conquista…

 

Senhor! que nunca mais meus versos ávidos e impuros

Me rasguem! e meus lábios cerrarão como dois muros,

E o meu Silêncio, como incenso, atingir-te-á,

E sobre mim de novo descerá…

 

Sim, descerá da tua mão compadecida,

Meu Deus em que não creio! e porá fim à minha vida.

E uma terra sem flor e uma pedra sem nome

Saciarão a minha fome.

José Régio (1901-1969)

Teste de Língua Portuguesa «169»
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Factos do dia de hoje

Sabia que hoje é Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento? É, também, Dia Mundial da Bolota e Dia Internacional do Trava-Línguas.

Teste de Língua Portuguesa «169»
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

O dia de hoje na história

No dia 10 de novembro, ocorreram diferentes factos históricos de relevo, tais como:

– Em 1483, nasceu Martinho Lutero. Foi em Eisleben, na Alemanha, que o teólogo e reformador se deu a conhecer ao mundo.

– Getúlio Vargas instaurou o Estado Novo no Brasil, em 1937.

– Em plena Segunda Guerra Mundial, a Alemanha ocupa a França de Vichy em 1942.

– A Escola de Samba Mocidade Independente foi fundada em 1955.

– Joseph Heller publicou o livro Catch-22 em 1961. Esta tornou-se uma das melhores obras da literatura, com uma filosofia anti belicista.

– Norman Mailer morreu com 84 anos, em 2007. Foi jornalista e escritor. Escreveu em 1948 o romance “Os nus e os mortos”. Foi agraciado com o prémio mais cobiçado pelos jornalistas, o Pulitzer, com as peças “Os exércitos da noite” (1968) e a “Canção do Carrasco” (1979). Outra obra de sucesso foi uma biografia sobre Marilyn Monroe (1973).

– Bill Gates apresentou ao mundo o Windows em 1983. Dois anos depois era lançado.

– O Brasil viveu um dia inesquecível em 2009. Pouco passava das 22h quando 90 milhões ficaram sem energia elétrica devido a um apagão.

Teste de Língua Portuguesa «169»
Aceite o desafio e participe no Teste de Língua Portuguesa «169»

Receita do dia

Pão de Bolota (no Dia Mundial da Bolota)

Ingredientes

– 2 c. de sopa com azeite

– 2 c. de sopa com mel

– 1 c. de chá de sal

– 2 c. de chá de fermento seco

– 325g de farinha de centeio

– 175g de bolotas (previamente cozidas e posteriormente trituradas)

– 250ml Água tépida (sensivelmente)

Modo de preparação

Golpeie as bolotas.

Coza as bolotas numa panela com água temperada com sal.

Descasque as bolotas ainda quentes e reserve.

Já frias, triture bem as bolotas, tornando-as numa espécie de farinha.

Ponha na batedeira o misturador (em forma de pá).

Coloque numa taça os seguintes elementos: as farinhas (a de bolota e a de centeio) e o fermento.

Acrescente o azeite, o mel e o sal. Misture bem tudo.

Verta a água tépida (fria) aos poucos para ligar bem a massa. Não deixe que a massa fique compacta ou excessivamente dura.

Amasse a massa num amassador por 3 minutos.

Polvilhe com farinha. Faça-o ligeiramente para permitir descolar a massa e fazer uma bola.

Cubra a taça com película e deixe levedar por 8 horas (ou ficar do dia para a noite).

Retire a massa depois de levedada e coloque-a sobre uma bancada polvilhada com farinha.

Modele o pão, de forma a ficar bonito, sem o amassar muito.

Faça no topo do pão algumas incisões e deixe-o descansar por 30 minutos.

Polvilhe o pão com farinha.

Leve o pão a um forno pré-aquecido a 180º C, por 40 minutos. Faça o teste do palito.

Barre com um pouco de manteiga e bom proveito.


O domínio da língua portuguesa é essencial para ter sucesso em qualquer carreira. Ainda assim, muitos profissionais portugueses têm dúvidas na hora de se expressarem na própria língua — sobretudo por escrito.

Você é excepção a essa regra? Aqui poderá testar os seus conhecimentos, basta aceitar os nossos próximos desafios.

Márcio Magalhães
Um Mestrado em Ensino não fazia prever o percurso consolidado e bem sucedido no marketing digital e na produção de conteúdos, com publicação regular de artigos em diversas plataformas. (exclusivamente responsável pelo conteúdo textual)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.