Início Tradições São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

A cozinha tradicional duriense é uma arte. Numa região plena de tradição, conheça 13 deliciosas receitas Tradicionais do Douro.

_

Peixe

Migas de peixe do rio

13 deliciosas receitas Tradicionais do Douro
São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

Ingredientes

  • 600 g de pão caseiro
  • 1 kg de peixe do rio (barbo, boga, muge, etc.)
  • 1 raminho de poejo, também conhecido por “erva peixeira”
  • 3 tomates maduros
  • 6 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola
  • 4 ovos
  • Sal q.b.

Preparação

Corta‑se a cebola às rodelas finas e coze‑se no azeite, sem deixar alourar.

Junta‑se o tomate partido e deixa‑se cozer. Quando o tomate já estiver macio, rega‑se com 2 litros de água, tempera‑se com sal à medida e deixa‑se levantar fervura.

De seguida, introduz‑se o peixe e a erva aromática (poejo), tapa‑se e deixa‑se cozer.

Depois de cozer, retira‑se o peixe e juntam‑se ao caldo, os ovos previamente batidos para cozerem também.

Corta‑se o pão caseiro em fatias para uma terrina.

Deita‑se o caldo em cima do pão, abafa‑se durante algum tempo para que o caldo se entranhe no pão.

O peixe pode servir‑se à parte.

Carne

Ensopado de Borrego Terrincho

13 deliciosas receitas Tradicionais do Douro
São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

Ingredientes

Para 4 pessoas:

  • 1,5 kg de Borrego Terrincho – DOP
  • 1 kg de batatas
  • 2 cebolas grandes
  • 5 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 1 ramo de salsa
  • 2 tomates
  • 1 malagueta grande
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 copo de vinho branco
  • Pão saloio q.b.

Preparação

Coloca‑se tudo em cru dentro de um tacho exceto as batatas, o pão e o vinho.

Deixa‑se apurar e rega‑se com um copo de vinho branco.

Quando o borrego estiver a meio cozer, mistura‑se 1 kg de batatas aos cubos.

Depois de pronto colocam‑se fatias de pão saloio no fundo da travessa, sobre o qual se vai colocar a carne, as batatas e o caldo.

Doces

Amêndoa coberta de Moncorvo

13 deliciosas receitas Tradicionais do Douro
São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

Ingredientes

  • Água
  • Açúcar
  • Amêndoa torrada

Preparação

Num caco grande de barro colocam‑se brasas, colocando por cima a bacia de cobre, separadas por madeira natural.

Na bacia de cobre é colocada a amêndoa e regada com uma calda previamente preparada (água e açúcar), estando pronta a ser trabalhada.

No caco de barro o calor é moderado, aquecendo progressivamente a bacia de cobre, onde o produto é trabalhado.

Nos dedos das mãos colocam‑se dedais, e promovem‑se movimentos com a amêndoa de cima para baixo e de baixo para cima.

Adiciona‑se progressivamente umas colheres da calda previamente confecionada.

A amêndoa é trabalhada 7 horas por dia e ao longo de muitos dias.

Ao fim de 7 horas de trabalho já se encontra com uma carapinha, dando‑se-lhe o nome de amêndoa peladinha.

Passado um mês de trabalho ou por vezes mesmo mais tempo, fica redonda e aos biquinhos, denominando‑se então amêndoa coberta de Torre de Moncorvo.

Sabia que…

A amêndoeira e o seu fruto, originários da China ou da Ásia Central, eram já cultivados nas margens do Mediterrâneo desde a antiguidade remota. Os romanos ofereciam-nas aos noivos como símbolo do desejo de fertilidade e felicidade conjugal.

“A paisagem desta região é marcada pela presença das amendoeiras que, quando estão em flor, constituem um espetáculo de extraordinária beleza que prenuncia a primavera no Douro.”

Canelões do Peredo dos Castelhanos

13 deliciosas receitas Tradicionais do Douro
São portuguesas e deliciosas: 13 receitas tradicionais do Douro

Ingredientes

  • 6 ovos
  • 250 g de açúcar
  • 250 g de farinha
  • Canela q.b.
  • Azeite q.b.

Preparação

Misturam‑se os ingredientes, sem necessitar de bater muito.

Deixa‑se aquecer os ferros (ao lume ou no bico do fogão) e unta‑se com um pouco de azeite.

Deita‑se uma colher de sopa da massa no meio dos ferros e fecha‑se virando‑se sobre o fogo, de um lado e de outro.

A bolacha sai mole e enrola‑se de imediato numa caninha.

Depois de frios, guardam‑se em recipientes fechados onde se mantêm estaladiços.
_

1
2
3
4

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.