Início Histórias São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

Das aldeias que desapareceram, dez ficavam em Portugal. Submersas, destruídas para construir cidades ou dominadas pela força da natureza. (c/ Vídeos)

2557
São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa
São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

Das aldeias que desapareceram, dez ficavam em Portugal. São 17 aldeias que desapareceram (quase) de um dia para outro. Foram submersas pela água das barragens, destruídas para construir cidades ou dominadas pela força da natureza.

Estas aldeias foram morada de milhares de pessoas, as únicas da freguesia que tinham igreja e as primeiras obras de empreendimento urbanístico em Portugal. Mas não tardaram em ser apagadas do mapa. Em cima delas foram erguidas barragens ou construídas cidades maiores. Algumas ficaram debaixo de cinzas ou areia, por causa da força da natureza. E depois caíram no esquecimento.

Só em Portugal existem dez aldeias — e centenas de ruas, vielas ou praças que ficaram debaixo de água ou foram demolidas em nome de infraestruturas mais ambiciosas. Aquelas que ficaram submersas pelas barragens reaparecem de tempos a tempos, quando o nível da água baixa e as ruínas ficam à vista. Outras foram transformadas em pó.

Veja a seguir dez aldeias portuguesas e sete internacionais que desapareceram do mapa.

Monforte de Rio Livre

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
Monforte de Rio Livre – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

Monforte de Rio Livre era uma vila que ficava onde agora é a freguesia de Águas Frias, Chaves. O concelho foi extinto a 6 de novembro de 1853.

O sítio dos Laranjais e Campo das Hortas

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
O sítio dos Laranjais e Campo das Hortas – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

O sítio dos Laranjais e Campo das Hortas (planta do bairro) foi o primeiro grande empreendimento urbanístico de Portugal. Foi erguido no século XVIII, mas começou a ser demolido em 1916.

Bairro de lata do Morro do Seminário

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
Bairro de lata do Morro do Seminário – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

O bairro de lata do Morro do Seminário, no Porto, ficava perto do Colégio dos Salesianos. Esta imagem data de 1947, mas o bairro já foi demolido.

Vilar da Amoreira

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
Vilar da Amoreira – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

Vilar da Amoreira era uma localidade de Portela do Fojo, na Pampilhosa da Serra. Em 1954 ficou submersa pela barragem do Cabril.

(não deixe de ver o vídeo)
_

Barca do Bispo

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
Barca do Bispo – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

A aldeia de Barca do Bispo também ficou debaixo de água por causa da barragem da Bouçã. Esta imagem foi tirada quando as comportas da barragem foram abertas e as ruínas ficaram à mostra.

Aldeia da Luz

17 aldeias que desapareceram do mapa e 10 são portuguesas
Aldeia da Luz – skyscrapercity – São portuguesas dez das 17 aldeias que desapareceram do mapa

A Aldeia da Luz ficava a apenas 2 km da atual freguesia da Luz, em Mourão. Grande parte do território ficou debaixo da água da barragem do Alqueva, em 2002.

(não deixe de ver o vídeo)
_

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.