Início Viagem Monumentos Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

De norte a sul, conheça alguns dos mais belos santuários de Portugal mas também a sua História, lendas e festas religiosas a eles associadas.

_

Igreja e Ponte de São Gonçalo de Amarante, Amarante

Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Igreja e Ponte de São Gonçalo de Amarante, Amarante – Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

Implantado no centro histórico de Amarante, junto à ponte sobre o rio Tâmega, o Convento de São Gonçalo foi fundado em 1540. Ocupa o lugar onde anteriormente tinha sido levantada a ermida feita para abrigar o túmulo do frade dominicano Frei Gonçalo, a quem se atribui a fundação da vila.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
A sua construção abrangeu um longo período: iniciada no reinado de D. João II, prolongou-se até ao reinado de D. Filipe I e só terminou no século XVIII.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
A festa anual é a 10 de Janeiro e no primeiro domingo de Julho.

Capela de Nossa Senhora da Peninha, Colares, Sintra

Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Capela de Nossa Senhora da Peninha, Colares, Sintra – Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

Encravada num dos maciços graníticos emergentes da serra de Sintra, a 488 metros de altitude, a Capela de Nossa Senhora da Pena (da Peninha, como é conhecida) arrisca se a passar despercebida, oculta como ficou, a sul, pelo palacete mandado construir em 1918 por Antonio Carvalho Monteiro.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Mas se o palacete do Dr. Carvalho Monteiro, embora enegrecido pelos nevoeiros da serra, e obra recente, já o mesmo não pode dizer-se do conjunto de edificações religiosas da Peninha.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Este conjunto, alcandorado no extremo oeste da serra de Sintra, e constituído pela capela do século XVII (houve ali, provavelmente, uma primitiva ermida do século XII), pelas Casas dos Romeiros, construídas entre 1751 e 1761 e pela Ermida de São Saturnino, esta dos séculos XVI e XVII47.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Trata se, pois, de um conjunto arquitetónico continuado em épocas diferenciadas. O diminutivo “Peninha” ter-lhe-á sido aposto para diferenciação deste local com o Mosteiro de Nossa Senhora da Pena (1503 1511), de monges jerónimos, ereto no alto da Pena, que deu origem ao romântico Palácio da Pena.

S. Bento da Porta Aberta, Terras do Bouro, Braga

Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
S. Bento da Porta Aberta, Terras do Bouro, Braga – Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

A ermida que muito depois deu lugar ao santuário de S. Bento da Porta Aberta foi originalmente mandada erguer para que se pudesse celebrar missa no lugar da Seara da Forcadela, visto este lugar ficar muito distante da igreja paroquial e não ser possível aos fiéis o cumprimento do preceito dominical. O Santuário de São Bento da Porta Aberta é hoje meta de muitas centenas de peregrinos a pé.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Tal como acontece com outros grandes centros de peregrinação, foram traçados vários caminhos de São Bento, dos quais os mais conhecidos são os caminhos do Formigueiro, das Pontes, de Montalegre, de Vilar da Veiga e de Lobios.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Hoje em dia, as principais peregrinações realizam se nos meses de Marco, Julho e Agosto. A romaria tradicional é a 15 de Agosto, a romaria das romarias. Nessa altura concentram se no santuário milhares de peregrinos, fazendo jus à fama do santuário, que e, segundo atestam os responsáveis, o mais visitado da Arquidiocese de Braga, assim como o segundo santuário mais visitado de Portugal.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
As festas decorrem entre 10 e 15 de Agosto.

Igreja de Nossa Senhora de Aires, Viana do Alentejo

Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Igreja de Nossa Senhora de Aires, Viana do Alentejo – Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados

Refere uma lenda de origem perdida no tempo que andando Martim Vaqueiro lavrando ali, no termo de Viana, a relha do arado pôs a descoberto uma caixa contendo uma imagem da Senhora. O lavrador tratou de ali erguer uma ermida votiva, onde a imagem ficou exposta a veneração.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
É esta a lendária história daquela monumental igreja situada na planície. Do final do século XVIII, a Igreja da Senhora de Aires, é uma peca ímpar de arquitetura religiosa barroca implantada em ambiente rural. O surto moderno de devoção a Senhora de Aires vem de 1748, quando em Évora grassou uma enorme epidemia de peste.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
Aflitos, os comerciantes eborenses prometeram a famosa Senhora de Aires que, se por milagre dela a peste desaparecesse, fariam uma grande festa em sua honra. A Senhora ouviu a promessa e a peste desapareceu. Em cumprimento do prometido os comerciantes fizeram, em honra da Senhora de Aires, durante três dias, grandiosos festejos.
Santuários de Portugal: 12 Lugares Sagrados
No ano seguinte as festas foram ainda maiores. Afluíram devotos de todo o Alentejo. A festa anual ocorre no quarto domingo de Setembro e, na última semana de Abril, a Romaria da Moita do Ribatejo.

Autoria: Alberto Júlio Silva (Lugares Santos de Portugal)

Mais artigos que talvez lhe possam interessar:


É portuguesa uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo

Os 15 castelos mais bonitos da Europa (o 1º é português)

5 vestígios arqueológicos em Lisboa de visita obrigatória_

_

1
2
3

6 COMENTÁRIOS

  1. Santuário do Senhor Jesus dos Milagres
    Em Milagres, Leiria.

    A Festa/Peregrinação/Romaria ao Senhor Jesus dos Milagres realiza-se no dia 14 de setembro, se este caí à segunda-feira ou na primeira imediata àquele dia, caso este não caia à segunda-feira. Não é correto dizer que festa é no segundo fim de semana pois raramente o é. Obrigado.

    Outro erro do texto:
    O inicio das obras foi no ano de 1732. Em 1728/1729 ocorreu o milagre a Manuel Francisco Maio.

    Podem consultar toda a informação de onde retiraram a foto. Site oficial.

    Obrigado por o terem aqui mencionado. É sem dúvida um belo Santuário.
    Vale a pena a visita …

    • Muito gratos pela informação prestada, entretanto já corrigida. Resta acrescentar que este artigo é apenas uma resenha do livro “Lugares Santos em Portugal”, da autoria de Alberto Júlio Silva, conforme também se refere.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.