Início Pessoas Profissões de antigamente: os adueiros

Profissões de antigamente: os adueiros

Era característica sobretudo do Alto Alentejo e ainda hoje vivem alguns dos que a desempenharam. Profissões de antigamente: os adueiros.

1811
Adueiro

Esta palavra nasce de “adua” + o sufixo “eiro”. Antigamente, no Alto do Alentejo, havia o costume da adua. A adua era um curral Público, onde todos os dias de manhã os donos iam levar os porcos. O adueiro, ou pastor de porcos, ia guardá-los para os baldios ou por onde podia, e às cinco da tarde acompanhava-os à entrada da Vila (Amieira, Arronches), largava-os e ia-se embora. Cada um dos animais desatava a correr para as casas dos donos.

Adueiro
Adueiro

O adueiro recebia ao mês um tanto em géneros ou dinheiro. Os animais dormiam em pocilgas (cobertas) ou currais (descobertos). A profissão foi desaparecendo gradualmente, embora o ofício de “pastor de porcos” tivesse desaparecido bem mais rapidamente do que o ofício de “pastor de ovelhas”, por exemplo.

Adueiro
Adueiro

A profissão de adueiro ainda hoje é retratada em algumas feiras de gado no Alentejo como o objectivo de dar a conhecer aos mais novos como era a vida nos campos no tempo dos seus avós.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.