Início Cultura Língua Portuguesa: palavras que não existiam há 20 anos

Língua Portuguesa: palavras que não existiam há 20 anos

Eis 12 palavras que não existiam há 20 anos, comprovando que a língua portuguesa reflete as mudanças sociais.

palavras que não existiam há 20 anos
Língua Portuguesa: palavras que não existiam há 20 anos

Eis 12 palavras que não existiam há 20 anos, comprovando que a língua portuguesa reflete as mudanças sociais.

Há diversas palavras que foram integradas na língua portuguesa, ao longo do tempo. Só nas últimas décadas foram integradas várias novas palavras. Entre elas, escolhemos 12 que há 20 anos não existiam.

Esta breve compilação, serve para mostrar como as inovações tecnológicas representam uma forte marca na evolução nos nossos hábitos de vida, estando ainda mais presente nos últimos anos, mais especificamente nas últimas décadas.

Termos como Internet ou redes sociais e gadjets (podíamos colocar esta no artigo de hoje) são comuns. O nosso quotidiano é cada vez mais tecnológico. O mundo atual está sempre online. É mais rápido, tecnológico e bem mais stressante, não é?

É preciso reconhecer os prós e os contras (como em tudo na vida). Neste artigo, iremos dar atenção a 12 palavras que não existiam há 20 anos. Hoje, são quase de uso diário.

Língua Portuguesa: palavras que não existiam há 20 anos

Termo que não existia: Adoçante

O significado da palavra é o seguinte:

O aspartame foi notícia em 2007, há pouco mais de 10 anos. É um dos mais comuns substitutos artificiais do açúcar. Há benefícios e malefícios em consumir este adoçante, embora haja grande controvérsia nisso.

Contudo, o seu uso vulgarizou-se e hoje é comum perguntarem no café: “Prefere  açúcar ou adoçante?”

Leia também:

Termo que não existia: Bullying

O significado da palavra é o seguinte:

O bullying em si sempre existiu; é intemporal. No entanto, a designação associada à palavra bullying, no sentido de se tratar de uma ação realizada por alguém ou parte de um grupo contra uma vítima, numa intervenção consciente, premeditada, deliberada e persistente, gerando medo, pressão e terror sobre a vítima, é algo bem mais recente.

Dar um nome terá ajudado a diminuir estas ocorrências? Não sabemos ao certo. Mas agora há uma palavra (embora estrangeira) que permite qualificar esta ação.

Termo que não existia: CR7

O significado da palavra é o seguinte:

É mais uma sigla do que uma palavra, mas os portugueses conhecem-na bem, por isso não poderia deixar de constar na nossa lista. Cristiano Ronaldo já existia há 20 anos e já sabia dar pontapés na bola.

Contudo, só posteriormente é que o termo foi criado. Ele ainda não estava sob os holofotes da fama, por isso ainda não havia CR7.

As iniciais dos seus dois primeiros nomes (Cristiano Ronaldo) são seguidas do número 7, presente na camisola que vestiu ao chegar ao Manchester United. Hoje, é uma verdadeira marca, reconhecida internacionalmente.

Termo que não existia: Drone

O significado da palavra é o seguinte:

No passado, os miúdos ficavam fascinados com carros telecomandados. Hoje, são os drones  que fascinam miúdos e graúdos. Eles são uma espécie de aviões telecomandados que andam no ar, mas ainda têm a particularidade de conseguirem captar imagens.

São produtos bastante polémicos e controversos, pois estes aparelhos têm dado muito que falar, dado que colocam em causa alguns direitos. No entanto, eles irão, certamente, continuar a levantar voo e também a levantar muitas questões, no que diz respeita à segurança e ao direito à privacidade de cada um.

Termo que não existia: Email

O significado da palavra é o seguinte:

Apesar do primeiro email ter sido enviado há cerca de meio século, só há alguns anos é que o termo email se tornou num meio de comunicação comum. Hoje, é mesmo um meio privilegiado de comunicação em várias plataformas e serviços.

O termo email tem como significado “correio eletrónico”. Como acontece frequentemente na gíria tecnológica, a língua portuguesa adota o estrangeirismo, por isso todos sabem o que é um email.

Termo que não existia: Facebook

O significado da palavra é o seguinte:

Parece mentira, mas foi há mais de 15 anos que o Facebook apareceu. É seguramente a rede social que mais modificou a forma das pessoas se relacionarem no mundo digital e online.

O Facebook não alcançou um sucesso imediato, mas hoje é uma rede muito utilizada. Esta rede trouxe para o nosso quotidiano diversas palavras que se tornaram comuns, nomeadamente share (partilhar), like (gosto) e, também, contribuiu para a omnipresença das selfies…

Termo que não existia: GPS

O significado da palavra é o seguinte:

O significado de GPS é Global Positioning System. Esta sigla refere-se a um aparelho que é capaz de nos orientar. Ele ajuda o mais desorientado dos condutores.

O GPS foi uma invenção com grande impacto na mobilidade e influenciou o modo como as pessoas se passaram a deslocar e mesmo a planificar uma viagem.

Termo que não existia: Internet

O significado da palavra é o seguinte:

A internet também pode ser conhecida por web ou, então, por world wide web, net ou até rede. A internet surgiu depois de várias experiências e tentativas. Mas foi só a partir de 1990 que a palavra se vulgarizou, tal como o serviço.

É através da internet que a maior parte das outras inovações tecnológicas surgiu e opera. É com a internet que apareceram outros estrangeirismos que prontamente foram adotados, nomeadamente: online, link, download, site, wireless.

Termo que não existia: Reciclagem

O significado da palavra é o seguinte:

As questões ambientais nem sempre foram valorizadas, como são hoje. A verdade é que há 20 anos não estávamos tão despertos para os problemas ambientais. A língua portuguesa reflete essa nova visão.

O termo reciclagem é hoje uma palavra comum, mas no passado era diferente. Nos lares e/ou empresas, não havia essa prática, nem essa visão. Com o tratamento e a subsequente reutilização das matérias usadas, surgiram também outros vocábulos, nomeadamente biodiversidade, ecopontos, co-incineração, entre outros.

Termo que não existia: Telemóvel

O significado da palavra é o seguinte:

Hoje, um telemóvel é quase um sexto dedo da mão, um complemento dela. Sendo transportado diariamente, as pessoas já não passam sem ele. Há 20 anos, o telemóvel começava a expandir-se, mas as pessoas conheciam mais o telefone. A sua presença na vida quotidiana era muito discreta.

Hoje, o telemóvel é essencial. Um objeto indissociável para a maioria de nós. Uma ferramenta da vida social, uma ferramenta de trabalho, uma ferramenta que ajuda a organizar a nossa vida com lembretes…

Termo que não existia: Twittar

O significado da palavra é o seguinte:

Este é mais um termo que nasceu a partir de uma rede social, no caso o twitter. À portuguesa, fica “tuítar”. Esta refere-se a breves trechos de texto até 140 carateres que podem querer transmitir uma determinada mensagem, uma certa ideia ou um estado de espírito.

O impacto dos “tweets” está frequentemente relacionado com o seu autor, com a sua relevância mediática e com o público alvo que este consegue atingir.

Termo que não existia: Videoconferência

O significado da palavra é o seguinte:

Hoje, é comum haver uma reunião por videoconferência, mas há 20 anos não era bem assim. Atualmente, é parte do dia a dia das pessoas comunicar via Skype ou Hangout. São plataformas que permitem beneficiar o universo profissional com reuniões por videoconferência, permitindo ainda que familiares emigrados e distantes se possam ver e falar diariamente.

NCultura

Se gostou deste artigo reaja a ele e faça um comentário!

Se gostou deste tema pode procurar outros artigos sobre Língua Portuguesa no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões. Se é apaixonado pela língua portuguesa, saiba que há muitos mais artigos para ler no NCultura.

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, saúde, gastronomia, cultura, histórias, entre outras…

1 COMENTÁRIO

  1. Telemóvel, Internet, adoçante, GPS, email são tudo coisas que já existiam a 20 anos. Há 20 anos eu já mandava 20 SMS, usava a Internet e não usava o email pq não estava generalizado mas já existia, o GPS também já existia para quem tinha poder de compra nem vou falar do adoçante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.