Início Saúde Os riscos e benefícios da aveia

Os riscos e benefícios da aveia

Conheça todas as propriedades da aveia e maravilhe-se com este super cereal! Confira os riscos e benefícios da aveia.

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Conheça os riscos e benefícios da aveia. Há mais de 2000 anos que a aveia é cultivada no nosso planeta. Começou por ser consumida no Médio Oriente, seguindo depois para a Europa e para a América. Além de alimento, foram sempre reconhecidas as propriedades medicinais da aveia.

Há vários tipos de aveia, embora a mais comum e a que costumamos ter nas nossas despensas seja a avena sativa. As suas vantagens para a saúde e para o organismo são tantas que vale a pena ficar a conhecer uma a uma.

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Os riscos e benefícios da aveia

Propriedades medicinais da aveia

Este é um cereal leve e de digestão lenta. Por isso, garante uma sensação de saciedade mais prolongada no tempo. Como tem muitas fibras, limpa o organismo do excesso de gorduras, regula as funções intestinais e ajuda a melhorar a saúde digestiva.

Todas estas caraterísticas fazem com que a aveia ajude na redução do peso corporal, desde que consumida em porções equilibradas, claro.


Leia também: Afinal a aveia engorda ou ajuda a perder peso?


riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Fibras solúveis e insolúveis

Como já dissemos, a aveia é rica em fibras. Todavia, aquilo que ainda não dissemos é que a aveia possui dois tipos de fibras: uma não solúvel – responsável por fazer uma limpeza intestinal, ajudando na formação do bolo fecal e regulando as evacuações -, e outra solúvel, a betaglucana, – que fermenta no intestino grosso e ajuda a expulsar do organismo todos os microorganismos nocivos, assim como a reduzir o colesterol, impedindo a sua reabsorção pelo organismo. Por isso, a aveia também ajuda a baixar os níveis da pressão arterial.

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Pressão alta

As betaglucanas presentes na aveia fortalecem, ainda, o nosso sistema imunitário, reduzindo a probabilidade de ocorrerem infeções ou inflamações.

Estas fibras têm mesmo uma palavra a dizer no controlo e redução do aparecimento de tumores pois, durante o processo de digestão das gorduras, as fibras ligam-se aos compostos cancerígenos formados pelo nosso organismo, expulsando-os.

A esta ação anticancerígena da aveia, junta-se ainda o facto de ela ser um protetor do ADN, diminuindo o risco dos genes sofrerem uma modificação mutagénica, que aumenta o risco de desenvolver cancro.

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Dose diária recomendada

Já dissemos que a aveia tem muitos benefícios, se for consumida em porções moderadas. Isto significa que para manter os níveis de colesterol, açúcar e sangue equilibrados, basta consumir ½ chávena de chá de aveia por dia.

Respeitando a ingestão desta porção diária, irá evitar a sobrecarga de glicose e insulina, permitindo que a glicose seja absorvida lenta e gradualmente, regulando a libertação de insulina. Logo, a aveia é um cereal super recomendado para diabéticos e para quem sofra de oscilações nos níveis de glicemia.

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Mais benefícios e propriedades

As caraterísticas da aveia tornam este cereal num remédio natural contra o stress, a fraqueza, a fadiga e a depressão.

A aveia contém vitaminas B1, B3 e E, que têm uma ação antioxidante, reduzindo os radicais livres e evitando, assim, os danos que eles causam. Este cereal é, também, rico em zinco, silício, selénio, ferro, magnésio, fósforo, cobre e proteína.

Flocos

A aveia pode apresentar-se em flocos, quando este grão integral é prensado, podendo neste caso ser utilizado para polvilhar frutas, saladas e iogurtes. Também há aveia em flocos finos ou moídos, ideais para juntar a sopas, mingaus e tortas.

Farelo de aveia

O farelo de aveia diz respeito à camada externa do grão de aveia e é um subproduto da farinha, muito rico em fibras betaglucanas. Este farelo pode ser polvilhado sobre pratos cozidos, sumos ou massa de pão, bolos ou biscoitos.

Farinha de aveia

Fruto da moagem fina da parte interna do grão de aveia integral surge a farinha de aveia, que é, no entanto, mais pobre em fibras e nutrientes. Pode ser uma alternativa à farinha de trigo, pois pode ser usada para fazer pães, panquecas e bolos.


Leia também: O que acontece se beber uma colher de sopa de vinagre de maçã por dia?


riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Como comer?

Há várias maneiras de adicionar a aveia nas suas refeições diárias. Ao pequeno-almoço, pode juntá-la a uma banana esmagada, com mel e canela em pó. Ao lanche, pode juntá-la ao seu iogurte de sempre, no lugar dos cereais convencionais, por exemplo.

Tabela nutricional da Aveia (porção 30,0 gr)

Calorias 118,2 kcal
Carboidratos 20,1 g
Proteínas 4,2 g
Lipídios 2,4 g
Fibras 2,73 g
Cálcio 14,4 mg
Potássio 100,8 mg
Ferro 1,32 mg
Fósforo 45,9 mg
Magnésio 35,7 mg
Sódio 1,5 mg
Zinco 0,78 mg

Fonte: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos / Taco – versão 2, UNICAMP (convertida para uma porção de 30 gr)

riscos e benefícios da aveia
Os riscos e benefícios da aveia

Riscos ou efeitos colaterais da aveia

Sim, a aveia também pode ter efeitos colaterais. Apesar de não ter glúten em si, ela pode ter vestígios dessa proteína, fruto da “contaminação” por outros cereais. Logo, os doentes celíacos devem ter especial cuidado no consumo deste cereal.

As vantagens da aveia não devem fazer com que se exagere o seu consumo diário, pois isso pode levar a problemas como flatulência, fermentação intestinal, aumento do bolo fecal e número de evacuações. Além disso, se a ingestão de aveia não for complementada por uma ingestão adequada de água, tal pode espoletar prisão de ventre.

Há quem tenha uma reação de dermatite de contato com o farelo de aveia. Tem a ver com uma ação protetora de alguns organismos.

Importante

Deve sempre falar com um especialista (pode ser um nutricionista, um médico, ou ambos), antes de proceder a qualquer tratamento recomendado no NCultura, de forma a ter o devido acompanhamento de alguém que tem mais informações sobre si.

Apesar das recomendações serem baseadas em estudos científicos, um especialista tem acesso a muita informação pessoal sobre si que pode ser relevante, seja para avançar com o tratamento, seja para o impedir ou interromper.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.