Início Histórias Quando eles foram notícia pela 1ª vez

Quando eles foram notícia pela 1ª vez

Neste campeonato Costa ganhou a Passos, Portas levou um ralhete do diretor, Jerónimo foi manchete e a atriz Catarina Martins pisou um palco lisboeta.

_

José Leitão [que duas décadas depois exerceu o cargo de Alto Comissário para a Imigração e Minorias Étnicas] foi eleito secretário-geral da JS, o atual Presidente do PS Carlos César era nº 3 da Comissão Nacional, e Costa – que ainda estava no liceu – faria a sua estreia no Secretariado Nacional da JS no ano em que o FMI interveio em Portugal pela primeira vez.

Pedro Passos Coelho

O apelido Passos Coelho surge pela primeira vez no suplemento Expresso Regiões de 17 de julho de 1982, cuja direção era então assegurada pelo diretor interino, Augusto de Carvalho. Balsemão deixou formalmente a direção do jornal em janeiro de 1981 para assumir a chefia do Executivo.

“deverá continuar a ser presidida por Passos Coelho…”

Marcelo Rebelo de Sousa, que já assegurava a direção interina há um ano [a partir do momento em que Balsemão assumiu o cargo de ministro de Estado Adjunto do PM], passou a diretor do Expresso; em setembro desse ano saiu para o Governo e o subdiretor Augusto de Carvalho assumiu interinamente a direção do jornal.

Três dias antes de o suplemento Expresso Regiões escrever que a Comissão Distrital do PSD de Vila Real “deverá continuar a ser presidida por Passos Coelho, na sequência do adiamento (por falta de candidaturas) da eleição para aquele órgão”, a Assembleia da República aprovava a extinção do Conselho da Revolução com os votos favoráveis do PSD, PS, CDS, PPM e ASDI, abstenções da UEDS, e votos contra do PCP e do MDP/CDE.

Só que esse Passos Coelho da Distrital de Vila Real é o médico António Passos Coelho, pai de Pedro Passos Coelho, o atual líder demissionário do PSD.

Pedro Passos Coelho aparece pela primeira vez no Expresso na edição do 1º de maio de 1987, que chegou às bancas numa sexta-feira (e não no sábado como acontece habitualmente) por causa do feriado do Dia do Trabalhador.

Na página 4 do 1º Caderno do Expresso, dirigido por José António Saraiva, ficamos a saber que Passos Coelho filho, então com 22 anos, iria apoiar a “recandidatura de Pedro Vinha” para a Distrital do Porto da Juventude Social Democrata, numa altura em que a liderança nacional da JSD estava a cargo do eurodeputado Carlos Coelho.

Heloísa Apolónia

Na edição de 10 de junho de 1995, feriado e Dia de Portugal [o 25 de Abril teve uma vida curta como Dia de Portugal], “a jovem advogada Heloísa Apolónia” surgia nas listas do partido “Os Verdes” como candidata às eleições legislativas de 1 de outubro, que haveriam de ser ganhas pelo PS de António Guterres, pondo fim a um longo ciclo governação cavaquista.

“O triunfo da nova geração Carvalhas”

O título desta notícia da página 4 apresenta Heloísa Apolónia, que tinha 26 anos, com um dos trunfos “da nova geração de Carvalhas” (Carlos Carvalhas antecedeu Jerónimo de Sousa como secretário-geral do PCP).

(cont.)

1
2
3

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.