Início Cultura Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Meter uma lança em África é um bicho de sete cabeças. Isto é a língua portuguesa. Aprenda o significado e origem de 5 Expressões Populares.

Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Meter uma lança em África é um bicho de sete cabeças. Isto é a língua portuguesa. Aprenda o significado e origem de 5 Expressões Populares.

Uma expressão idiomática pode ser definida como uma locução ou modo de dizer privativo de uma determinada língua e que não é possível traduzir literalmente em outras línguas. Pode ser denominada idiotismo, palavra de origem grega e que passou para o latim como idiotismu – e deste para as línguas neolatinas.

As expressões idiomáticas são manifestações espontâneas do humor, da criatividade e da beleza de qualquer língua. Não é possível determinar a sua origem, pois fazem parte da essência da comunicação verbal.

Não tendo uma utilidade específica, as expressões idiomáticas criam imagens que captam a emoção e a sensibilidade dos falantes, podendo ainda facilitar a memorização.

Exemplos de expressões idiomáticas da língua portuguesa:

Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Meter uma lança em África

Significado: Conseguir realizar um empreendimento que se afigurava difícil; levar a cabo uma empresa difícil.

Origem: Expressão vulgarizada pelos exploradores europeus, principalmente portugueses, devido às enormes dificuldades encontradas ao penetrar o continente africano. A resistência dos nativos causava aos estranhos e indesejáveis visitantes baixas humanas.

Muitas vezes retrocediam face às dificuldades e ao perigo de serem dizimados pelo inimigo que eles mal conheciam e, pior de tudo, conheciam mal o seu terreno.

Por isso, todos aqueles que se dispusessem a fazer parte das chamadas “expedições em África”, eram considerados destemidos e valorosos militares, dispostos a mostrar a sua coragem, a guerrear enfrentando o incerto, o inimigo desconhecido. Portanto, estavam dispostos a ”meter uma lança em África”.

Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Tapar o sol com a peneira

Significado: Expressão popular usada no sentido de tentar ocultar algo com medidas temporárias, parcialmente eficientes ou ineficientes.

Origem: Peneira é um objeto circular de madeira com o fundo em rede de metal, seda ou crina, por onde passa a farinha ou outra substância moída. Qualquer tentativa de tapar o sol com a peneira é inglória, uma vez que o objeto é permeável à luz.

A expressão teria nascido dessa constatação, significando atualmente um esforço mal sucedido para ocultar uma asneira ou negar uma evidência.

Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Sangria desatada

Significado: Diz-se de qualquer coisa que requer uma solução ou realização imediata.

Origem: Esta expressão teve origem nas guerras, onde se verificava a qualquer motivo, se desprendesse a ligadura colocada sobre as feridas, o soldado morreria, por perder muito sangue.

Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Bicho de sete cabeças

Significado: Coisa difícil ou complicada.

Origem: Tem origem na mitologia grega, mais precisamente na lenda da Hidra de Lerna, um monstro de sete cabeças que, ao serem cortadas, renasciam. Matar este animal foi uma das doze proezas realizadas por Hércules.

A expressão ficou popularmente conhecida, no entanto, por representar a atitude exagerada de alguém que, diante de uma dificuldade, coloca limites à realização da tarefa, mesmo até por falta de disposição para enfrentá-la.

Expressões Populares
Língua Portuguesa: significado e origem de 5 Expressões Populares

Queimar as pestanas

Significado: Estudar muito.

Origem: Usa-se ainda esta expressão, apesar de o facto real que a originou já não ser de uso. Foi, inicialmente, uma frase ligada aos estudantes, querendo significar aqueles que estudavam muito.

Antes do aparecimento da eletricidade, recorria-se a uma lamparina ou uma vela para iluminação. A luz era fraca e, por isso, era necessário colocá-las muito perto do texto quando se pretendia ler o que podia dar azo a ” queimar as pestanas”.
_

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.