Início Cultura Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Colocar panos quentes pode originar ficar com a corda toda. Isto é a língua portuguesa. Aprenda o significado e origem de 6 Expressões Populares.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Colocar panos quentes pode originar ficar com a corda toda. Isto é a língua portuguesa. Aprenda o significado e origem de 6 Expressões Populares.

Muitas vezes usamos certas expressões mas não temos ideia do que elas significam. São ditados ou termos populares que através dos anos permaneceram sempre iguais, significando exemplos morais, filosóficos e religiosos.

Tanto os provérbios como os ditados populares constituem uma parte importante de cada cultura. Historiadores e escritores sempre tentaram descobrir a origem dessa riqueza cultural, mas essa tarefa nunca foi nada fácil.

Veja aqui algumas dessas expressões ou ditados populares:

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Com a corda toda

Significado: com todo o entusiasmo; falar sem parar.

Origem: Antigamente, os brinquedos que possuíam movimento eram acionados torcendo um mecanismo em forma de mola ou um elástico, que ao ser distendido, fazia o brinquedo mexer-se. Ambos os mecanismos eram chamados de “corda”.

Assim, quando se dava “corda” totalmente a um brinquedo, ele movia-se de forma mais agitada e frenética. Daí a origem da expressão.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Passar a mão pela cabeça

Significado: perdoar ou acobertar erro cometido por algum protegido.

Origem: Costume judaico de abençoar cristãos-novos, passando a mão pela cabeça e descendo pela face, enquanto se pronunciava a bênção.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

À grande e à francesa

Significado: Viver com luxo e ostentação.

Origem: Relativa aos modos luxuosos do general Jean Andoche Junot, auxiliar de Napoleão que chegou a Portugal na primeira invasão francesa, e dos seus acompanhantes, que se passeavam vestidos de gala pela capital.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Farinha do mesmo saco

Significado: É a denominação do bom com o bom, e do mal com o mal.

Origem: “Homines sunt ejusdem farinae” esta frase em latim (homens da mesma farinha) é a origem desta expressão, utilizada para generalizar um comportamento reprovável.

Como a farinha boa é posta em sacos diferentes da farinha ruim, faz-se essa comparação para insinuar que os bons andam com os bons enquanto os maus preferem os maus.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Ave de mau agouro

Significado: Diz-se de pessoa portadora de más notícias ou que, com a sua presença, anuncia desgraças.

Origem: O conhecimento do futuro é uma das preocupações inerentes ao ser humano. Quase tudo servia para, de maneiras diversas, se tentar obter esse conhecimento. As aves eram um dos recursos que se utilizava.

Para se saberem os bons ou maus auspícios (avis spicium) consultavam-se as aves. No tempo dos áugures romanos, a predição dos bons ou maus acontecimentos era feita através da leitura do seu voo, canto ou entranhas.

Os pássaros que mais atentamente eram seguidos no seu voo, ouvidos nos seus cantos e aos quais se analisavam as vísceras eram a águia, o abutre, o milhafre, a coruja, o corvo e a gralha. Ainda hoje perdura, popularmente, a conotação funesta com qualquer destas aves.

origem de 6 Expressões Populares
Língua Portuguesa: origem de 6 Expressões Populares

Colocar panos quentes

Significado: Significa favorecer ou encobrir alguma coisa errada feita por outro.

Origem: Em termos terapêuticos, colocar panos quentes é uma receita, embora paliativa, prescrita pela medicina popular desde tempos remotos.

Recomenda-se sobretudo nos estados febris, pois a temperatura muito elevada pode levar a convulsões e a problemas daí decorrentes. Nestes casos, compressas de panos encharcados com água quente são um santo remédio. A sudorese resultante faz baixar a febre.
_

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.