Início Viagem Destinos Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

A Ilha dos Amores é um dos principais pontos turísticos de Castelo de Paiva. Conheça a história da Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro.

_

A Ilha do Castelo

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro
Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

O outro nome pelo qual a Ilha dos Amores se tornou conhecida é Ilha do Castelo. Isto por lá ter existido um, que por sua vez forçou nomenclatura na terra que lhe é próxima: Castelo de Paiva.

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro
Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

De facto, quem for à letra das coisas, apercebe-se que em Castelo de Paiva não há qualquer castelo, nem sequer em ruínas. Pois a razão é que tal fortaleza está fora da povoação, na junção do Paiva com o Douro, numa posição muito similar à que o Castelo de Almourol tem no Rio Tejo.

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro
Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

Agora, sobra pouco dele. Passado quase um milénio da sua construção, há apenas esboços de paredes amuralhadas a dizer que sim, que ele uma vez lá esteve, centrado em volta de uma singular torre, juntamente com uma pequena ermida.

Esta seria dedicada a São Pedro – nem a propósito um santo tão reivindicado nas zonas fluviais, o santo pescador, cujo um dos atributos é, nem mais, nem menos, do que uma barca.

Breve Historial da Ilha

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro
Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

Neolítico / Calcolítico (5.000 – 3.000 a.C.)
Primeiros habitantes da ilha

Época Romana (Séculos I – IV d.C.)
A ilha é local privilegiado de travessia do Douro.
Construções erguidas na base do Outeiro.

1107
Primeira referência documental ao Porto de Paiva, aqui situado.

1180
Cheia memorável que submergiu a ilha.
Gravação de uma inscrição hoje perdida.

Século XII
Construção de uma torre no ponto mais alto da ilha, rodeada por uma cerca, e acessível apenas por escadas de madeira.

Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro
Ilha dos Amores, a preciosa ilha no Douro

Século XIII
D. Afonso III, rei de Portugal, manda (re)erguer o porto de Paiva. A ilha é, pelo menos desde então, propriedade régia.

Século XV
Construção da Ermida de São Pedro

1421
D. João I fez doação da ilha e da Ermida a um nobre, Álvaro Gonçalves da Maia.
A ilha passa, desde então, para a posse de particulares. A torre medieval já havia desaparecido.

Século XVIII
Realiza-se a Feira de São Miguel, no areal da ilha.
Nesta altura, ainda eram visíveis as ruínas da Ermida de São Pedro.

1998
Redescoberta da Ermida de São Pedro, através de escavações arqueológicas.

(cont.)

1
2
3

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.