Início Histórias Fado de professora portuguesa está a correr mundo

Fado de professora portuguesa está a correr mundo

Fado de professora portuguesa, 'Fado Boémio e Vadio', a todos surpreendeu ao ser incluído na banda sonora do novo sucesso da Netflix, 'A Casa de Papel'.

1673
Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo

Fado de professora portuguesa está a correr mundo

Fado de professora portuguesa, ‘Fado Boémio e Vadio’, a todos surpreendeu ao ser incluído na banda sonora do novo sucesso da Netflix, ‘A Casa de Papel’.

Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo – © Facebook/ Piedade Fernandes

Fadista há mais de 25 anos e professora de Educação Visual a tempo inteiro, Piedade foi surpreendida ao ver a sua música ‘Fado Boémio e Vadio’ integrar a banda sonora do novo sucesso da Netflix, ‘A Casa de Papel’.

Em entrevista ao Notícias ao Minuto confessa que soube “por acaso” e não é dinheiro que quer, mas sim “espetáculos”. Para já mudanças só na sala em que dá aulas.

Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo – © Facebook/ Piedade Fernandes

A série espanhola produzida pela Antena 3 começou por fazer sucesso em Espanha até que a Netflix adquiriu os direitos de distribuição e a levou a 190 países e a mais de 100 milhões de espetadores por todo o mundo.

Mas não foi apenas o flamenco que ‘A Casa de Papel’, que retrata um assalto à Casa da Moeda Espanhola em Madrid, levou neste passeio global. Levou também o fado. Mais concretamente, o ‘Fado Boémio Vádio’ cantado por Piedade Fernandes, e um dos temas que integra a banda sonora do novo sucesso da Netflix.

Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo – © Facebook/ Piedade Fernandes

A fadista, atriz e professora de Educação Visual, de 53 anos, revelou mesmo ter descoberto a escolha da canção lançada à 20 anos “por acaso”.

Eu nem sabia que isto estava a passar porque eu não tinha Netflix. A Câmara de Setúbal está a fazer algumas entrevistas com pessoas conhecidas em Setúbal, e uma das pessoas que estava a filmar perguntou-me se eu tinha Netflix. Eu disse que não. ‘Então e A Casa de Papel não lhe diz nada?’ Não por acaso não. ‘Então procure, porque eu vi a série e a certa altura no quinto episódio aparece um fado e eu acho que é a Piedade a cantar”, revelou Piedade, contando depois a história deste tema.


_
“Este fado [que abre o quinto episódio da série] pertence a um CD que gravei à uns anos [1998] para uma editora belga que já nem existe. Mudaram para outra editora e depois venderam os direitos à Universal. Todo o CD ficou integrado numa plataforma onde se pode ir buscar músicas. Na altura foi-me dado um cachet, ainda em escudos, para eu cantar aquele CD.

A ideia foi do Nuno Nazaré Fernandes. Ele gostava muito da minha voz e fez um trabalho para mim, um CD inteiro, onde ele compôs a maior parte das letras, outras são do Henrique Amoroso, que já faleceu, e do Nuno Gomes dos Santos”, recordou, adiantando que não foi informada nem ganhou um único cêntimo com a inclusão da música numa das séries mais famosas do momento.

Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo – © Facebook/ Piedade Fernandes

E porquê? “Eu assinei um contrato em que prescindia dos direitos de publishing. Foi-me pago um cachet para dar a voz para ser interprete daqueles temas e nunca me passou pela cabeça que isto tivesse o alcance que teve”, reconheceu.

Fado de professora portuguesa está a correr mundo
Fado de professora portuguesa está a correr mundo – © Facebook/ Piedade Fernandes

Assim sendo, e uma vez que não recolhe quaisquer dividendos deste sucesso, Piedade Fernandes continua a dar aulas de Educação Visual e à espera de concertos que teimam em não chegar. Da série, só conseguiu falar com o produtor Alejandro Bazzano via Facebook.

Eu já me tornei amiga de um dos produtores da série e ele apenas me disse que gostou muito da música, que eu tinha uma voz muito bonita e que aquele fado se adequava porque ali, naquela cena que é muito dramática, ele queria um fado e queria um fado que não fosse muito triste, que fosse ameno, para suavizar um pouco a situação dramática que estava a acontecer”, confidenciou.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.