Início Saúde Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Uma noite com mais vinho pode ser sinónimo de… dor de cabeça. Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca.

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Uma noite com mais vinho pode ser sinónimo de… dor de cabeça. Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca.

Certamente que já ouviu pessoas a dizer que o vinho tinto, o vinho branco, o espumante ou o álcool em geral lhe causam dores de cabeça. Porém, há truques que podem evitar estes constrangimentos e permitir que beba um pouco mais, sem ficar com uma dor de cabeça absolutamente insuportável!

Porém, é também importante perceber as razões que podem estar por detrás destas dores de cabeça. É que os especialistas defendem que estas dores de cabeça só ocorrem na sequência da ingestão de um vinho de pouco qualidade, pois é mais adulterado, tendo mais açúcar, enxofre, entre outras substâncias que lhe dão mais sabor, mas também mais efeitos secundários. Fique a perceber melhor.

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Beber um copo de água entre cada copo de vinho

Não é por acaso que, quem bebe vinho, deve também acompanhar a refeição com um copo de água. A falta de hidratação, que só a água promove adequadamente, pode ser a principal causa da dor de cabeça.

Portanto, já sabe, na hora da refeição, coloque na mesa um copo de água ao lado do copo de vinho.

Leia também:

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Tomar duas Aspirinas antes de começar a beber

Se não vai exagerar na quantidade de vinho, pode tomar ibuprofeno ou paracetamol antes de começar a almoçar ou a jantar. Esta não deve ser uma prática diária, mas pode ser uma solução para aqueles dias de festa, em que sabe que vai sair da rotina.

Ainda assim, não deve ultrapassar um a dois copos de vinho e nunca esquecer a ingestão de água. Através deste método consegue atenuar o efeito do álcool no sangue, prevenindo as dores de cabeça.

Em todo o caso, deve aconselhar-se primeiro com um médico, acerca deste método.

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Evitar conjugar doces com vinho

Combinar doces com vinho tinto pode ser uma fórmula explosiva, capaz de resultar numa dor de cabeça forte e intensa. Se após um bolo, por exemplo, beber um copo de vinho, é provável que comece a sentir dores de cabeça.

A explicação está no facto do açúcar e do álcool não combinarem. Uma alternativa é, por exemplo, acompanhar o bolo com café, evitando assim a conjugação mais imediata dos doces com o vinho.

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Outras informações úteis

Há quem também associe os sulfitos dos vinhos à origem das dores de cabeça. Contudo, um estudo de 1980, da Organização Mundial de Saúde, refere que apenas 1% da população mundial era alérgica aos sulfitos. Logo, é pouco provável esta ser uma causa comum das dores de cabeça.

Por outro lado, os histamínicos e quem tem sensibilidade aos taninos pode estar mais propenso a desenvolver dores de cabeça, na sequência do consumo de vinho. Nestes casos, vale a pena seguir os truques que deixámos e tentar usufruir ao máximo do néctar dos deuses, sem efeitos secundários adversos como as dores de cabeça.

O conteúdo aqui apresentado é de caráter informativo. A nossa recomendação é que deve sempre consultar um especialista, antes de iniciar qualquer tipo de tratamento, nomeadamente um médico, um nutricionista ou outro profissional de saúde devidamente qualificado.

dor de cabeça causada pela ressaca
Tinto ou branco, evite a dor de cabeça causada pela ressaca

Importante

O conteúdo aqui apresentado é de caráter informativo. Deve sempre falar com um especialista (pode ser um nutricionista, um médico, ou ambos), antes de proceder a qualquer tratamento recomendado no NCultura, de forma a ter o devido acompanhamento de alguém que tem mais informações sobre si.

Apesar das recomendações serem baseadas em estudos científicos, um especialista tem acesso a muita informação pessoal sobre si que pode ser relevante, seja para avançar com o tratamento, seja para o impedir ou interromper.

NCultura

Se gostou deste artigo, reaja a ele e faça um comentário! Se gostou deste tema, pode procurar outros artigos sobre saúde no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões.

Se é apaixonado/a pelo mundo da saúde, fique a saber que há mais artigos no NCultura, sobre essa temática

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, língua portuguesa, cultura, histórias, gastronomia, entre outras…

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.