Início Cultura 50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

A forma como escrevemos tem um impacto fundamental na nossa credibilidade. E nunca é tarde para aprender: 50 erros de português que arruínam a sua imagem.

50 Erros de Português que arruínam a sua imagem
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

A forma como escrevemos tem um impacto fundamental na nossa credibilidade. E nunca é tarde para aprender: 50 erros de português que arruínam a sua imagem.

Receber um email ou um orçamento com erros leva-nos a questionar, mesmo que inconscientemente, a competência de quem está do outro lado. No caso das empresas, quando há erros no site ou nos posts partilhados nas redes sociais, é a credibilidade da empresa que está em causa.

Na minha rotina de trabalho a ler e escrever há erros que vejo quase todos os dias. Listei-os para que não o apanhem a si também. Tome nota.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Ciclo vicioso é uma expressão errada. – Círculo vicioso designa uma sucessão de acontecimentos que se repetem e voltam sempre ao ponto inicial. Ciclo designa uma série de fenómenos que se sucedem e repetem de forma ordenada, mas não necessariamente circular.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

‘Convidamo-lo’ é o correto. – Na conjugação pronominal, omite-se o ‘s’ na primeira pessoa do plural do presente do indicativo, sempre que o verbo surge seguido do pronome ‘nos’. Exemplo: Convidamo-lo a visitar a nossa loja.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Construção ‘de forma a que’ não deve ser usada para substituir o simples ‘para’. É correto o uso de ‘de forma que’. – Exemplo: É importante ter um plano estratégico de forma que não se verifiquem investimentos em áreas que não interessa explorar.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Palavra ‘concerteza’ não existe. – Exemplo: “Compreenderá, com certeza, a nossa motivação”. Sinóminos: certamente, sem dúvida.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

‘Currículo vitae’ não existe, já que mistura o Latim com o Português. – Curriculum vitae é uma expressão latina, já currículo é a palavra portuguesa que lhe corresponde.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

O verbo ‘dispender’ não existe. – O verbo despender escreve-se com ‘e’, seja qual for a sua conjugação.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Dispor não se escreve com acento – Embora o verbo pôr se escreva com acento, os verbos que dele derivam não são acentuados no infinitivo. É o caso de dispor, contrapor, compor, propor e impor.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

‘Empreendorismo’ não existe. – A palavra correta é empreendedorismo.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Construção ‘em anexo’ é usada incorretamente. – Quando anexo surge como adjetivo com função adverbial, o ‘em’ deve ser eliminado. Exemplo: Segue anexo o documento.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

A palavra ‘expontâneo’ não existe. – O correto é espontâneo. Vale a pena referir ainda que a palavra correta é espontaneidade e não ‘espontaniedade’.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

A forma correta é ‘expectativa’, com ‘x’. – ‘Espectativa’ não consta dos dicionários. Segundo o Novo Acordo Ortográfico, expectativa tem dupla grafia e pode ser escrito com ou sem ‘c’, ficando expetativa.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

O correto é ‘houve’, independentemente de o resto da frase estar no singular ou no plural. – O verbo haver é um verbo impessoal, ou seja, só se conjuga na terceira pessoa do singular.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

Palavras ‘inclusive’ ou ‘exclusive’ escrevem-se sempre sem acento. – Apesar de terminarem com ‘e’ aberto, não são palavras agudas, mas sim graves.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

O advérbio de modo gratuitamente escreve-se sem acento. – Advérbios de modo terminados em ‘mente’ não levam acento. É o caso de necessariamente, obrigatoriamente, facilmente, diariamente, etc.

50 erros de Português que arruínam a sua credibilidade
50 Erros de Português que arruínam a sua imagem

‘Monotorizar’ não existe. – A forma correta é monitorizar, que significa supervisionar ou controlar.

(cont.)

1
2
3
4

36 COMENTÁRIOS

  1. Há apenas uma discordância com relação a ‘em anexo’.
    Atualmente, a expressão é largamente aceita por gramáticos. O que se deve atentar é com relação à flexão dos verbos, de maneira que a concordância verbal não seja prejudicada.
    Também é possível a construção ‘nos anexos’, quando se tratar de ítem de um rol de documentos anexados, como numa lista dentro de uma pasta, por exemplo.

  2. O termo ‘em anexo’, refere-se às forma como um ou mais documentos são enviados. Tal disposição se dá em razão da expansão dos modelos virtuais de comunicação, como o E-mail, em que os anexos são inseridos fora do corpo do texto, como que em paralelo a este.
    Fiz várias pesquisas e realmente há muitas divergências ainda sobre o tema, contudo a linha de pensamento apresentada é bastante aceita entre especialistas em gramática.

  3. Escrever sem erros é escrever sem o acordo ortográfico. Os erros que dados a escrever são a consequência do desinvestimento na português, optanto por complicar mais ainda a gramática que já por si não é fácil.

  4. Sou a favor de uma descomplicaçao da nossa lingua, atentem-se, não disse simplificaçao, percebo um excesso de regras e exceções que levam notáveis a deslizes. E se ELES deslizam o que resta aos mortais do dia a dia?
    Penso que o amor à sua naçao, começa pelo começo ou seja, voce cimeça a ser brasileiro na fala, no mainha, painho, é triste ver a descontruçao de um povo pela sua lingua. Vejo nela o inicio da exclusão, onde ensinamos uma lingua que a maioria esmagadora NUNCA vai praticar corretamente.
    Resumindo muito, sou a favor de uma nação que tenha orgulho da língua que fala e não uma língua que tem vergonha do povo que a pratica, ou até mesmo, não se reconhece nela.
    Precisamos ter mais amor aos nossos dialetos, discriminar menos, e facilitar uma identidade nacional com inclusão idiomática.

  5. Tenho vergonha de quem descrimina o outro por não saber algo a pessoa pode muito bem não saber.
    Muito ruim a atitude de pessoas como Lurdes Rebelo. Totalmente dispensável seu comentário.

  6. Olá desculpa o chato aqui, mas tem um erro no texto de vcs.
    Na parte que fala da construção da forma de que. Vcs escreveram simpe ao invés de simples.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.