Início Histórias Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos

Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos

Será ilusão, magnetismo, o mundo ao contrário? Há uma estrada onde os carros sobem sem ajuda do motor. Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos.

Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos
Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos

Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos

Será ilusão, magnetismo, o mundo ao contrário? Há uma estrada onde os carros sobem sem ajuda do motor. Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos.

Quem é de Braga conhece bem a “estrada mágica do Bom Jesus do Monte“. Não é mais que uma pequena rampa que liga o Parque do Bom Jesus à estrada nacional que nos leva de volta à cidade ou em direção ao Sameiro.

Mas esta não é uma estrada igual às outras. Aqui, os carros sobem quando deviam descer e é fácil assistirmos a expressões de estupefação nas caras dos condutores que todos os dias põem à prova a “magia” daquela estrada.

Braga: A estrada mágica onde os carros sobem sozinhos
Em Braga há uma estrada mágica onde os carros sobem sozinhos

Não é para menos: imaginem-se a descer uma estrada e, quando põem o pé na embraiagem e deixam o carro em ponto morto, ele descai para a vossa retaguarda em vez de rolar levemente no sentido para que estão virados. É de deixar qualquer um pasmado!

Pois bem, não tenciono com este texto pôr em causa a mitologia que envolve este local tão carismático do Bom Jesus do Monte.

Daí que queira deixar o alerta a todos os que preferem justificações esotéricas à enfadonha e crua verdade a que a ciência nos submete constantemente: não leiam os próximos parágrafos, nem vejam o vídeo aqui em baixo.

O desvendar do “mistério”

Na verdade, o fenómeno da estrada mágica do Bom Jesus do Monte tem uma explicação física, bastante lógica e até simplista. O Porto Canal lembrou-se de fazer uma reportagem sobre este mesmo local há uns anos atrás e eu fui recuperar essa peça aos arquivos digitais deles para desmistificar esta rampa afamada.

Luis Cunha, professor de Física na Universidade do Minho, explica com bastante eficácia o que acontece ao certo naquela estrada. Inclusivamente recorre ao método da experimentação, afastando assim qualquer hipótese de erro na tese apresentada.

E o que Luis Cunha diz é muito simples. Há uma percepção de inclinação negativa – a ideia de estarmos a descer para uma zona mais baixa – que nos é dada pelo facto de a rampa desembocar numa estrada cuja inclinação é bastante acentuada.

O que de facto sucede é que a rampa está inclinada positivamente, ou seja, a subir para uma zona onde desemboca com outra estrada com ainda maior inclinação positiva.

Como elas estão em paralelo e a inclinação de uma é bem maior que a outra, criamos a ilusão de que estamos a descer até ao cruzamento quando na verdade estamos a subir na sua direção.

Veja os vídeos que o comprovam:

(cont.)

1
2

2 COMENTÁRIOS

  1. A mim disseram-me que isto sucede quando o subsolo apresenta uma grande concentração de minério de ferro que vai não só facilitar como ainda potenciar a carburação do motor do veículo, fazendo com que ele desenvolva uma velocidade suficientemente, capaz de contrariar o efeito provocado pela carga e pelo peso do veículo, que, se assim não fosse, tenderia a recuar no sentido descendente da estrada. Se é, ou não, esta a explicação, não sei. Agora uma coisa posso afirmar. Esse fenómeno ocorre efetivamente, e dêle tive já por mais de uma vez, a oportunidade de o confirmar. Quem vai, por exemplo, de Coimbra para a Figueira da Foz, pela estrada antiga, existe uma subida onde isso sucede. E o que mais impressiona é que se trata de uma distância, e de uma diferença de cotas entre o início e o fim dessa rampa, bastante significativas, e no entanto, é perfeitamente possível retirar o pé do acelerador do carro, porque este sobe a boa velocidade fazendo todo o percurso sem se “engasgar”, e sem que se tenha recorrido a qualquer ajuda adicional, como por exemplo, dar balanço ao carro no início da subida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.