Início Lugares Destinos É portuguesa a Estrada Nacional eleita dos melhores locais a visitar no...

É portuguesa a Estrada Nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

Tal como a estrada americana, a Route 66, a mítica Estrada Nacional 2 "rasga" o país de ponta a ponta e foi eleita dos melhores locais a visitar no mundo.

É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo
É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

É portuguesa a Estrada Nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

Tal como a estrada americana, a Route 66, a mítica Estrada Nacional 2 “rasga” o país de ponta a ponta e foi eleita dos melhores locais a visitar no mundo.

A mítica Estrada Nacional 2
É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

É portuguesa, tem 738 quilómetros e é um dos locais a visitar em 2019 para a editora norte-americana Frommer’s, especialista em viagens.

A editora realça que a EN2 oferece uma “icónica” viagem por estrada, desde a cidade romana de Chaves, perto da fronteira a norte com Espanha, até às amenas praias da costa sul algarvia.

A Estrada Nacional 2. Há quem diga ser a Route 66 lusa, até porque, tal como a estrada americana, a EN-2 “rasga” o país de ponta a ponta. Siga numa aventura pela estrada património.

Quando alguém afirma que a Estrada Nacional 2 (EN-2) é a Route 66 de Portugal, há sempre outro alguém que depressa corrige: afinal, uma tem quase 4.000 kms e outra pouco mais de 700…

Mas não é a extensão de ambas que as aproxima. Antes o facto “rasgarem” países a meio, percorrendo paisagens distintas e revelando verdadeiros segredos.

A mítica Estrada Nacional 2
É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

E, tal como a Route 66, a EN-2 é uma viagem “per si”. Além disso, apesar dos incêndios que atingiram a zona mais central da estrada, e de se cruzar com áreas cujo verde desapareceu, a EN-2 continua a oferecer natureza sem fim.

Estrada Nacional 2: 700 kms de pura beleza

O quilómetro zero desta viagem está marcado em Chaves, cidade transmontana, bem pertinho da fronteira com Espanha, ainda com um pouco de costela mirandesa.

Por terras de Trás-os-Montes são as montanhas que mais marcam a paisagem, e a estrada vai serpenteando por estas.

Primeira paragem a não perder fica ainda no concelho: Vidago, onde é imperativa uma visita ao parque centenário homónimo.

A mítica Estrada Nacional 2
É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

A viagem prossegue entre uma certa agrura da serra e montes verdejantes. Para quem gosta de conduzir com tranquilidade, esta é uma estrada a cumprir.

No entanto, nem sempre as condições do asfalto se revelam as melhores, por isso, há que ter cuidado (tanto nesta região como até ao fim do percurso).

A mítica Estrada Nacional 2
É portuguesa a estrada nacional eleita dos melhores locais a visitar no mundo

A passagem por Vila Real também merece alguma atenção, mas o que é de tirar o fôlego são as paisagens de socalcos de vinhas que se seguem, pelo Alto Douro, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade, até Peso da Régua.

Além de que há tempo e espaço para alguma diversão, tirando partido das curvas e contracurvas.

(cont.)

1
2
3

3 COMENTÁRIOS

  1. Antes de andar constantemente por este mundo fora, corria Portugal de ponta a ponta… e o que vi foi sempre deslumbrante! Somos ricos nas paisagens, nos monumentos, na gastronomia e principalmente nas gentes. Não é por ser português mas a nosso povo é dos melhores do mundo.
    Deixo uma sugestão: alugar uma pequena rolote ou caravana (coisa simples e pequena, que sai mais barato, é mais fácil de conduzir e estacionar e, apertadinhos é mais acolhedor), levem o mínimo de roupa possível, só básico e prático, e escolham um trajecto. Se tiverem miúdos façam a costa norte e centro, a costa alentejana, o Algarve. Eles adoram a praia e vocês todo o resto.
    Se fica caro? Não! O que poupam no aluguer da casa gasta-se a aproveitar a gastronomia local.
    De manhã praia para os miúdos ficarem contentes, almoçar e aproveitar para conhecer o que há à volta de tarde. Parar para jantar num sítio onde haja alguma animação e passar uma noite divertida. Deitar não muito tarde e repetir a receita no dia seguinte, só muda o sitio!

    • D. Maria, fiz este tipo de férias quatro vezes, com a minha filha mais velha que vai fazer 26 anos. Entretanto voltei as férias “rotineiras” porque nasceu a minha segunda menina que vai fazer no verão 9 anos. Está na altura e a pequena está na idade de viver este tipo de experiências. Posso garantir-lhe que é inesquecível!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.