Início Saúde Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

A insónia é um problema recorrente que afeta muitas pessoas em todo o mundo. Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia.

dicas para combater a insónia
Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia. A insónia é um distúrbio que se manifesta pela dificuldade em adormecer e em dormir nas horas e durante o tempo que é suposto. Habitualmente, a insónia está associada a aspetos psicofisiológicos, sendo normalmente causada por stress e ansiedade.

Porém, a insónia também pode ser motivada por dores, medicamentos e doenças respiratórias ou reumáticas. Todavia, há várias maneiras de evitar este problema, nomeadamente ter uma higiene de sono adequada. Para isso, siga as dicas seguintes.

dicas para combater a insónia
Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Deite-se e levante-se à mesma hora

É importante que se deite e se levante mais ou menos à mesma hora. Isso permite criar um ritmo e uma rotina que são benéficas para evitar a insónia e as dificuldades em dormir.

Evite dormir durante o dia.

Há quem defenda que uma sesta pode ser benéfica, mas ela não deve exceder os 15 a 30 minutos de duração, caso contrário isso pode dificultar o sono noturno.


Leia também: 12 benefícios do café comprovados pela ciência  


dicas para combater a insónia
Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Pratique desporto durante o dia

O exercício físico é relaxante, faz bem à saúde e ainda permite gastar energia. Mas, à noite, ele pode ser demasiado estimulante. Por isso, o ideal é praticar desporto durante a manhã ou a tarde.

Evite a cafeína

Já se sabe que a cafeína é um estimulante e pode tirar o sono a qualquer um. Por isso, à noite, deve evitar as bebidas ricas nesta substância, como o café, o chá-preto, o chá-mate, o refrigerantes e os energéticos.

Faça jantares leves

À noite, o corpo não precisa de tanta energia, uma vez que não vai gastá-la. Assim, deve preferir jantares mais leves, ou seja, com mais hidratos de carbono e menos proteína. Isso vai permitir que tenha uma digestão mais fácil e, assim, consiga adormecer mais rapidamente.

dicas para combater a insónia
Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Evite beber álcool

O álcool pode induzir o sono, mas também deixá-lo mais agitado e nervoso. Nesse caso, convém evitar as bebidas alcoólicas ao jantar e à noite.

Reduza a exposição à luz

Quando anoitece, o nosso corpo produz melatonina, uma hormona que ajuda o organismo a adormecer. Logo, todas as fontes de luz, como os ecrãs da tecnologia, interferem na produção desta substância, o que também dificulta o sono.

Tenha um quarto aconchegante

É importante que o lugar onde dorme seja tranquilo e induza o sono. Para isso, ele não deve ter tecnologias, luzes ou barulhos. O escuro e o silêncio são fundamentais para um sono profundo e reparador.


Leia também: Mel é melhor para a constipação do que medicamentos, sugere estudo


dicas para combater a insónia
Não consegue dormir? Deixamos-lhe dicas para combater a insónia

Faça atividades relaxantes

Há atividades que também podem ajudar a induzir o sono. Tome um banho morno antes de ir dormir. Depois, aproveite para fazer algo calmo e de que goste, como ler, ouvir música ou meditar. Garantidamente que isso pode ajudar a adormecer mais depressa.

Espere que o sono chegue

Quando temos uma insónia, temos tendência a permanecer na cama, numa luta inglória com a falta de sono. Porém, o ideal nessas situações é que se levante e vá fazer algo que ajude a causar sono. Quando se começar a sentir cansado, volte a deitar-se.

Siga a nossas dicas, mas esteja atento. As insónias persistentes, ou seja, que se prolongam por mais de duas semanas, devem ser avaliadas por um médico, pois carecem de tratamento próprio.

O seu diagnóstico deve ser feito por um especialista, capaz de analisar a origem desse problema e, na sequência disso, determinar qual a terapêutica mais adequada e eficaz para acabar com esse problema que pode ter consequências muito negativas, sobre a saúde e o bem-estar do paciente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.