Início Viagem Destinos Destinos de férias a evitar em 2018

Destinos de férias a evitar em 2018

O turismo de massas e as suas repercussões têm gerado preocupação. A CNN elaborou uma lista dos destinos de férias a evitar em 2018.

_

Barcelona, Espanha

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018 – Josef Lago AFP Getty Images

Em 2016, 34 milhões de pessoas visitaram a capital da Catalunha – um aumento de 25% em relação a 2012. Os moradores da cidade, obviamente, começaram a preocupar-se com a situação e o ataque terrorista em Las Ramblas no ano passado fez a cidade mexer.

Protestos pela independência tomaram conta de Barcelona. Até o Airbnb virou alvo dos habitantes e o governo limitou o número de leitos na cidade para tentar enfrentar o problema.

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018

Com manifestações dos residentes contra a enchente de visitantes e medidas já tomadas pela Câmara Municipal, a cidade catalã está na linha de frente do combate ao crescimento desenfreado do turismo de massa. Os habitantes de Barcelona chegaram mesmo a eleger o turismo como o principal problema da cidade, à frente do desemprego.

Apesar de tudo, Barcelona é uma cidade cheia de encantos, mas pode também surpreender-se com Valência e o seu ambiente descontraído.

Veneza, Itália

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018 – EFE/ANDREA MEROLA

Se você tem planos de visitar Veneza em 2018, é melhor repensar a sua viagem. Pelo menos é isso o que sugere a TV norte-americana CNN. Veneza é o destino preferido pelos casais apaixonados e é considerada a cidade mais bonita do mundo. E o motivo do alerta é: superlotação.

A terceira cidade mais visitada de Itália, atrás de Roma e Milão, tem-se manifestado contra o turismo em massa que causa transtornos aos habitantes locais e ameaça o património único de Veneza.

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018

A cidade tem atualmente 55 mil residentes e recebe mais de 70 mil visitantes por dia.

Os navios de cruzeiro são um dos problemas uma vez que descarregam todos os dias milhares de pessoas na cidade. No início de novembro de 2017, foi aprovada uma lei que proíbe, a partir de 2021, a passagem de cruzeiros com mais de 55 mil toneladas pela Praça de São Marcos. Os cruzeiros vão passar a atracar em Marghera, mais longe dos canais de Veneza.

Ilha de Syke, Escócia

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018

Em 2017, a infraestrutura na maior ilha da Escócia quase colapsou devido ao montante de turistas que decidiram explorar a região, em automóveis e autocarros que são obrigados a circular pelas vias estreitas que levam às remotas fairy pools (piscinas de fadas) de Glen Brittle.

Este é o ponto mais icónico para ver o pôr do sol e os pináculos, sendo o mais famoso deles o Old Man of Storr.

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018

Os moradores da ilha começaram a reclamar formalmente contra os turistas. A polícia tem orientado os visitantes para apenas irem para a ilha se tiverem onde ficar. Fora do verão, a região é mais tranquila.

Galápagos, Equador

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018

Tem sido difícil proteger um dos mais importantes e famosos habitats naturais do mundo. Os visitantes estão restritos a lugares específicos e só podem fazer caminhos acompanhados de guias. Mesmo assim, o governo do Equador criou em 2017 novas regras para o local.

Destinos de férias a evitar em 2018
Destinos de férias a evitar em 2018 – RODRIGO BUENDIA AFP Getty Images

Os visitantes vão ser obrigados a mostrar o bilhete de regresso assim que chegarem às Galápagos, ter uma reserva de hotel ou a carta-convite de um residente a informar que ficará na casa dele e um cartão especial de trânsito que controlará a entrada e saída dos turistas.

Apesar de já terem sido criadas, ainda não foi estabelecido quando é que as regras vão entrar em vigor.

_

1
2
3

OUTROS ARTIGOS QUE LHE PODEM INTERESSAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.