Início Tradições Culture Trip: os Melhores Queijos Portugueses

Culture Trip: os Melhores Queijos Portugueses

Dizem que o queijo português é um dos segredos gastronómicos europeus mais bem guardados. O site Culture Trip fez uma lista dos melhores queijos portugueses.

_

Queijo de Nisa

Os Melhores Queijos Portugueses
Queijo de Nisa_©Qualigeo – Os Melhores Queijos Portugueses

O Queijo de Nisa é outro dos favoritos do Alentejo rural. Tal como o queijo de Évora, o queijo de Nisa é uma variedade semi-dura feita com leite cru de ovelha.

Queijo do Rabaçal

Os Melhores Queijos Portugueses
Queijo do Rabaçal – Os Melhores Queijos Portugueses

Um queijo razoavelmente branco, de sabor subtil e de textura semi-dura, o queijo do Rabaçal é produzido a partir de uma mistura de leite de ovelha e cabra. É produzido numa aldeia perto de Coimbra, no centro de Portugal.

Queijo de São Jorge

Os Melhores Queijos Portugueses
Queijo de São Jorge _ © MOs810 _ Wikimedia Commons – Os Melhores Queijos Portugueses

Queijo de São Jorge é um queijo semi-suave feito com leite de vaca e conhecido pelo seu sabor picante e incrivelmente viciante. Este é um dos queijos mais populares das ilhas dos Açores, especificamente a ilha de São Jorge.

Requeijão Português

Os Melhores Queijos Portugueses
Queijo requeijão _ © Comte0 _ Wikimedia Commons – Os Melhores Queijos Portugueses

Pense num queijo macio e leve e terá uma boa ideia do que é o queijo requeijão, produzido em Portugal e também no Brasil.

Ótimo como lanche para barrar, o requeijão é feito com leite de vaca e apreciado pelo seu sabor subtil. Coloque um pouco de mel por cima, ou sirva com uma pitada de sal e pimenta para dar mais sabor.

E nós tomamos a liberdade de acrescentar mais um (outros haveria, com toda a certeza).

Queijo de Serpa

Os Melhores Queijos Portugueses
Queijo de Serpa – Os Melhores Queijos Portugueses

O Queijo Serpa é provavelmente o queijo tradicional com maior fama no Alentejo, sendo o seu particular aroma forte e sabor picante parte elementar do património cultural das gentes do Baixo Alentejo.

A sua origem perde-se nos tempos, tratando-se de um queijo de ovelha curado, de pasta semi-mole amanteigada, com poucos ou nenhuns olhos.

Os queijos são guardados, pelo menos, durante um mês nas “rouparias” (queijarias) em ambiente fresco e húmido até atingirem o ponto certo de maturação.

Originários de uma região que compreende 12 concelhos do Baixo Alentejo, é também ao seu clima, pastagens e solos que o Serpa deve as características que o tornam num queijo único.
_

1
2

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.