Início Cultura Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Dou um ósculo a quem deveras me obsequiar com a destruição da cassete dos cosmonautas. Conheça cinco palavras portuguesas que estão a morrer.

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Dou um ósculo a quem deveras me obsequiar com a destruição da cassete dos cosmonautas. Conheça cinco palavras portuguesas que estão a morrer.

Marco Neves
Marco Neves

A língua portuguesa está em constante evolução e não é apenas por causa do novo acordo ortográfico que isso acontece. A evolução tecnológica ajuda a criar novas palavras e a fazer desaparecer outras.

E além disso, a evolução social faz cair em desuso expressões ou palavras que se utilizavam antigamente e que agora deixaram de fazer sentido.

Conheça cinco palavras portuguesas que estão a morrer:

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Provavelmente, esta palavra não está a morrer: já morreu. Muitas pessoas já nem saberão o que quer dizer — e não me parece que alguém chore por esta morte, pois é um pouco estranho misturar a ideia dum beijo com uma palavra que lembra algum tipo de bicho estranho.

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Será ainda uma sobrevivente em certos discursos mais inflamados ou em paródias dum estilo antigo. Mas na vida do dia-a-dia não há quem diga “deveras”. Pelo menos sem que outros torçam o nariz a esta palavra com ar de outros tempos.

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Não morreu, mas está muito velhinha: uma palavra que ainda há poucos anos andava nas bocas do mundo… É bem provável que, muito em breve, siglas como CD, DVD e outros que tais se juntem à cassete nesse lar da terceira idade das palavras.

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Uma palavra galante, mas cada vez mais rara. Ainda soa bem e não deixa de ter a sua graça, mas ninguém a ouve por essas ruas fora. Mas tiremos-lhe o chapéu, que merece o nosso apreço.

Cinco palavras portuguesas que estão a morrer
Cinco palavras portuguesas que estão a morrer

Nestes tempos em que a Rússia está mais interessada nas Crimeias desta vida do que na conquista do espaço, já poucos se lembrarão que os astronautas, por aquelas bandas, são cosmonautas.

Nunca se sabe se não será esta uma palavra a ressuscitar muito em breve. Por enquanto, talvez seja bom recordar que um astronauta chinês é um taikonauta.

Conhece mais palavras que estejam a morrer?

Autor: Marco Neves

Autor dos livros Doze Segredos da Língua Portuguesa, A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa e A Baleia Que Engoliu Um Espanhol.

Saiba mais nesta página.
_

5 COMENTÁRIOS

  1. Muito relevante. Aproveito a oportunidade para fazer uma pergunta: aqui no Brasil os repórteres de uma emissora de tv cortaram a sílaba “es” do verbo “estar”. Só falam agora tá e tava. Acho horrível esse linguajar, e fico sempre em dúvida se o encurtamento é evolução linguística ou erro mesmo. O que você pensa a respeito?

  2. Ósculo a Igreja Católica usa no dia do Crisma, quando o bispo dá um leve tapinha no rosto do crismando. Fora isso não vejo o uso.
    E cassete é cassete, cassete. Se usa pra caramba. Essa eu aposto que não morre.
    O obséquio é massa. Dá pra tirar uma ondinha com ela.
    O resto pode enterrar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.