Início Saúde Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Cientistas de uma universidade britânica chegam a conclusões importantes sobre beber café! Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes.

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes. O café é uma das bebidas mais populares do mundo. É fácil perceber as razões. O café é uma bebida deliciosa que se revela bastante útil, pois gera no nosso corpo diversos benefícios, fortalecendo a saúde de várias formas.

Esta bebida é estimulante, gerando um efeito energizante que a torna particularmente preciosa nas manhãs de muita gente. São muitas as pessoas que recorrem ao café ao pequeno almoço para obter toda a energia de que precisam, mas também a capacidade de foco que ajuda a enfrentar o dia de trabalho com determinação e concentração.

O consumo regular e moderado de café gera muitos outros efeitos positivos. De acordo com cientistas provenientes de uma universidade britânica, beber café ajuda-nos a prevenir muitos problemas de saúde!

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

O estudo

O consumo de café pode contribuir para combater a obesidade e a diabetes. De acordo com um estudo, a popular bebida contribui para estimular o tecido adiposo castanho (BAT), que permite regular o calor corporal, promovendo um controlo do peso, além de permitir manter o nível de açúcar no sangue.


Leia também: Quantos cafés deve beber por dia para aumentar a esperança de vida?


Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Investigadores

É da reputada Universidade de Nottingham, no Reino Unido, que surge este estudo realizado por cientistas que se centraram nos efeitos do café. Esta bebida fantástica é extremamente útil para muitas pessoas que adquirem através dela um vigor matinal assinalável.

O hábito de tomar café é natural, pois além do efeito energizante, ela gera uma importante sensação de bem-estar. Os investigadores foram mais longe, descobrindo que os seus efeitos podem ser bem mais potentes do que se imaginava.

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Investigação

Os investigadores descobriram que o consumo de café pode estimular o tecido adiposo castanho (BAT), conhecido como “gordura castanha”. O tecido castanho tem como função garantir a manutenção do calor e contribuir para o controlo do peso e para a manutenção dos níveis de açúcar do sangue. Isto é importante, pois ajuda a combater a obesidade e contribui para impedir o desenvolvimento da diabetes.

Explicação

Michael Symonds, que é professor da Universidade de Nottingham de onde provém este estudo, explicou: “A gordura castanha trabalha de modo distinto do que outras gorduras do corpo e produz calor através da eliminação de açúcar e gordura, normalmente como resposta ao frio. Isso amplia a sua atividade e aumenta o controlo de açúcar no sangue.”

Os pesquisadores da universidade britânica fizeram diversos testes com células-tronco com o intuito de determinar se a cafeína poderia estimular a gordura castanha. Depois de encontrada a dose correta de cafeína, os testes passaram a ser realizados com humanos. Recorreu-se a nove voluntários saudáveis que consumiram uma chávena de 1,8 grama de café instantâneo, que foi dissolvido em 200 ml de água.

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Conclusão

Neste estudo, foi possível analisar os efeitos do café, recorrendo ao uso de uma tecnologia de imagem inédita que permitiu à equipa de cientistas chegar a conclusões importantes. Michael Symonds, que é professor da Universidade de Nottingham, revelou: “Do nosso trabalho anterior, sabíamos que a gordura castanha está localizada em grande parte da região do pescoço, então conseguimos analisar a imagem de alguém, logo após a pessoa tomar a bebida para ver se a gordura ficou mais quente.”

O estudo permitiu chegar a boas conclusões, pois teve resultados positivos. Percebeu-se que as células tiveram um aumento da atividade metabólica. A região do pescoço nos indivíduos teve um aumento de temperatura.

No entanto, os cientistas ainda pretendem ficar a saber se a cafeína foi o produto responsável pelo estímulo ou se há outro componente que tenha levado à ativação da gordura castanha. A equipa de investigação continua a realizar testes com suplementos de cafeína para verificar se o efeito verificado é também causado e se produz um efeito parecido com o que ocorre após a ingestão de um café.


Leia também: Os 5 sinais que indicam estar a beber muito café


Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Moderação

A moderação é crucial para que o consumo de café conceda diversos benefícios à saúde. Beber café em excesso não garante benefícios. Aliás, cancela-os e ainda pode levar a malefícios. A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou o valor de 400ml, como a quantidade máxima de cafeína por dia, o que equivale a dizer que se deve beber no máximo 2 a 3 cafés.

A cafeína não está apenas presente no café. Ela está presente noutros produtos, como chás, refrigerantes (coca-cola, pepsi), bebidas energéticas, cacau, chocolate, suplementos alimentares e medicamentos (conferir na bula). Esta informação deve ser levada em consideração. Portanto, reduza o consumo de café, se consome estes produtos.

Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes
Café pode ajudar no combate à obesidade e diabetes, segundo estudo

Importante

Deve sempre falar com um especialista (pode ser um nutricionista, um médico, ou ambos), antes de proceder a qualquer tratamento recomendado no NCultura, de forma a ter o devido acompanhamento de alguém que tem mais informações sobre si.

Apesar das recomendações serem baseadas em estudos científicos, um especialista tem acesso a muita informação pessoal sobre si que pode ser relevante, seja para avançar com o tratamento, seja para o impedir ou interromper.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.