Início Saúde Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Evite deixar-se cair na tentação de beber café excessivamente ou haverá consequências!... Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Evite deixar-se cair na tentação de beber café excessivamente ou haverá consequências!… Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

O café contém cafeína que é uma droga psicoativa. Será aliás a droga mais comum, usada em todo o mundo. O café é uma das bebidas mais populares do planeta. Faz parte dos nossos hábitos. É uma bebida estimulante, que nos faz sentir bem, mais enérgicos, mais alerta. Contribui para melhorar o nosso humor. Ele melhora a produtividade no trabalho, sendo bastante apreciada por funcionários e por patrões.

Estes são apenas parte dos benefícios gerados pelo consumo regular de café. Há outros benefícios que são associados ao café como a melhoria na concentração, melhoria na capacidade de memorização, melhoria no desempenho da capacidade de realização de exercícios físicos, a ajuda no emagrecimento, a capacidade de prevenção de determinadas doenças, reduzindo assim o risco de se sofrer de cirrose ou de determinados cancros, entre outros problemas de saúde.

Contudo, estes benefícios só surgem se o café for consumido de forma moderada. Pode ser todos os dias, mas sem exageros. Se abusar do consumo, há consequências.

Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Como acontece com qualquer outra droga, a cafeína é prejudicial para a saúde. Há diversas complicações que podem surgir com o consumo excessivo de café. Eis alguns dos sintomas ou problemas sentidos.

Gera dores de cabeça

A cafeína leva a que os recetores do cérebro fiquem sobrecarregados, logo causa dores de cabeça.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Gera lapsos mentais

A cafeína ativa os sentidos de um modo excessivo, sendo provável o comprometer da percepção cognitiva e a existência de sintomas como vertigens, confusões ou lapsos mentais.

Leia também:

Gera ansiedade

A cafeína gera efeitos estimulantes que levam a um aumento da pressão arterial e dos batimentos cardíacos. O aumento dos níveis de adrenalina e o constante estímulo dos sentidos levam a níveis altos de ansiedade.

Impaciência

O café incentiva a libertação de níveis altos de adrenalina, sendo esta responsável pelo mecanismo de sobrevivência, ela contribui para nos deixar alerta, antecipando momentos de perigo.

Contudo, esta sensação leva a que se sintam tremores, agitação, nervosismo e impaciência.

Insónias

Este efeito é conhecido por muitos e não tem de se beber café de forma excessiva. A cafeína tem efeitos que duram seis horas, aproximadamente. Se se tomar às 18h, os seus efeitos estimulantes fazem-se sentir seis horas depois, logo até à meia-noite fica difícil de adormecer. Quem toma café mais tarde, torna mais provável a insónia.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Distúrbios intestinais

A cafeína gera um efeito laxante. Pode provocar cólicas estomacais, pois aumenta a contração nos músculos intestinais, levando a que os alimentos ingeridos se movam rapidamente para o intestino.

Refluxo

A cafeína pode gerar azia durante a digestão e provocar altos refluxos, pois relaxa os músculos do esófago e do estômago em demasia.

Diurese

A necessidade de urinar aumenta com o consumo de café, pois a cafeína dilata os vasos sanguíneos e, através dos rins, estimula o fluxo sanguíneo, levando a uma maior produção de resíduos.

Desidratação

Os distúrbios intestinais e a diurese (maior necessidade de urinar) levam à perda de água e, se ela não for reposta, há desidratação.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Palpitações do coração

Com o sistema nervoso central acelerado, há uma maior frequência dos batimentos cardíacos e das palpitações.

Gera batimentos cardíacos elevados

A cafeína age como estimulante do sistema nervoso central, levando a um aumento dos batimentos cardíacos.

Gera aumento da pressão arterial

O consumo exagerado de café faz a pressão arterial subir, consequência das glândulas suprarrenais libertarem mais adrenalina.

Espasmos musculares

Pode causar movimentações musculares irregulares, espasmos involuntários, cãibras.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Úlceras

A cafeína pode implicar um conteúdo estomacal excessivamente ácido, ferindo as paredes do intestino, causando feridas leves ou graves, como as úlceras.

Abstinência

O vício em cafeína faz dela uma substância química que o corpo exige para evitar sintomas de abstinência.

Alucinações

Em casos de overdose, pode desencadear alucinações.

Ataques cardíacos

Os sintomas de pressão arterial alta e os frequentes estímulos no sistema cardiovascular podem originar uma súbita fatalidade.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Coma

Pode levar a uma desorientação mental ou a uma intoxicação orgânica, levando a uma catarse do organismo, uma overdose (ou coma).

Morte

Em último caso pode levar o organismo à falência, à morte.

Moderação

Os benefícios gerados pelo café são muitos, mas esta bebida deve ser consumida de forma moderada.  A Organização Mundial de Saúde (OMS) refere que a quantidade máxima de cafeína a ser consumida diariamente é de 400ml. São 3 chávenas de café (no máximo).

Contudo, deve ter-se em conta que a cafeína está presente noutros produtos, tais como: o cacau, refrigerantes (coca-cola, pepsi), bebidas energéticas, chocolate, chás e ainda suplementos alimentares e medicamentos. Por isso, se esses produtos são consumidos, devemos reduzir o número de chávenas.

Café em excesso
Café em excesso tem efeitos colaterais. Descubra aqui quais!

Importante

O conteúdo aqui apresentado é de caráter informativo. Deve sempre falar com um especialista (pode ser um nutricionista, um médico, ou ambos), antes de proceder a qualquer tratamento recomendado no NCultura, de forma a ter o devido acompanhamento de alguém que tem mais informações sobre si.

Apesar das recomendações serem baseadas em estudos científicos, um especialista tem acesso a muita informação pessoal sobre si que pode ser relevante, seja para avançar com o tratamento, seja para o impedir ou interromper.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.