Início Viagem Destinos As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Visitar as maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas é como viajar no tempo. Fica aqui o convite para um fantástico regresso ao passado.

_

Castelo Bom

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Castelo Bom – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Embora do primitivo castelo medieval que defendia a linha do Côa não restem grandes vestígios, trata-se de uma aldeia curiosa, situada junto ao Côa, cerca de 10 km a oeste de Almeida.

Aldeia amuralhada, vestígios da arquitetura medieval. Regista-se ainda a presença de elementos decorativos do barroco nas fachadas de alguns edifícios.

[Não deixe de ver o vídeo]

_

Castelo Novo

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Castelo Novo – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Situada na encosta oriental da serra da Gardunha, a cerca de 650 metros de altitude, esta aldeia histórica destaca-se pelo seu harmonioso traçado concêntrico e pelo bom estado da estrutura urbana.

As ruas, traçadas segundo as curvas de nível, revelam antigos solares, paredes-meias com casas populares em pedra, pequenas varandas de madeira e restos de calçada romana.

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Castelo Novo – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Entre os locais de visita obrigatória estão a Casa da Câmara, Cadeia e Pelourinho, o Chafariz da Bica, a Igreja da Misericórdia e o castelo. À saída da aldeia, numa pequena elevação, fica o Cabeço da Forca, zona de execução de condenados, significativamente marcada por duas caveiras esculpidas na rocha.

É junto a esta aldeia que se situam as nascentes das águas do Alardo. A lagariça, construção escavada na rocha em forma de concha com planta circular, foi durante séculos utilizada para o fabrico do “vinho de todos”, único exemplo dos trabalhos coletivos das antigas comunidades rurais.

[Não deixe de ver o vídeo]

_

Idanha-a-Velha

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Idanha-a-Velha – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Pequena aldeia, a 15 quilómetros de Idanha-a-Nova, junto ao rio Pônsul, foi outrora uma importante cidade romana e sede de diocese durante o período visigótico. Em finais do século XIX foi identificada como sendo a Civitas Igaediranorum, urbe que se situava junto à grande via romana que ligava Mérida (Espanha) a Braga.

O batistério e ruínas anexas do que se pensou ser o paço episcopal, assim como a catedral, são do tempo dos visigodos, embora esta tenha sido transformada, primeiro em mesquita e, mais tarde, em templo cristão. Já do início da nacionalidade é a torre de menagem, que se supõe ter sido construída sobre o podium de um templo romano.

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Idanha-a-Velha – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Nas últimas décadas procedeu-se à requalificação da povoação, no âmbito do programa das Aldeias Históricas, que restaurou muitos dos seus monumentos e integrou um pequeno núcleo museológico, onde se pode ver uma coleção epigráfica luso-romana. Recuperado foi também o antigo lagar de azeite onde funciona outro museu que merece uma visita atenta.

[Não deixe de ver o vídeo]

_

Ucanha

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Ucanha – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Sede de concelho até às reformas liberais, Ucanha fica situada nas margens irregulares do rio Varosa e pertencia ao couto do convento cisterciense de Salzedas.

11 Aldeias Medievais Portuguesas Maravilhosas
Ucanha – As Maravilhosas Aldeias Medievais Portuguesas

Aqui vale a pena visitar a ponte-torre fortificada (do século XII), monumento muito raro em Portugal e ainda o pelourinho (do século XVII), a igreja matriz e as ruínas românicas (no local da Abadia Velha), que atestam a existência de estruturas de um templo românico.

[Não deixe de ver o vídeo]

_

(cont.)

1
2
3

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.