Início Histórias As maiores calinadas do Futebol Português

As maiores calinadas do Futebol Português

Foram momentos únicos, irrepetíveis. Uma extensa compilação para conhecer ou relembrar as mais famosas e as maiores calinadas do Futebol Português.

1327
As maiores calinadas do Futebol Português
As maiores calinadas do Futebol Português

As maiores calinadas do Futebol Português

Depois de se ter divertido com Portugal no seu melhor e Erros para rir (ou chorar), apresentamos na seguinte lista uma compilação das mais famosas e maiores calinadas do futebol português.

As maiores calinadas do Futebol Português – Jogadores

João Pinto (Defesa lateral e capitão do FCP):

Estava lesionado (ou castigado) e não podia jogar, e perguntaram-lhe se a sua ausência não ia influenciar o rendimento da equipa:
– “Comigo, ou ‘sem-migo’, o Porto vai ser campeão!”

Foi receber um prémio e produziu o seguinte discurso:
– “O meu coração só tem uma cor: azul-e-branco.”

Repórter: – “João Pinto, prognósticos para este encontro?”
– “Prognósticos só no fim do jogo.”

Repórter: – “João Pinto, felicidades para o jogo.”
– “Obrigado, igualmente.”

Num domingo, depois do jogo com o Boavista:
– [O Rui Filipe] … era um jogador com “H” muito grande e um homem com dois “HH” muito grandes.

No fim de um jogo que o Porto ganhou:
Repórter: – João Pinto, felizes com mais esta vitória?
JP: – Sim, estamos felizes porque estamos contentes.

Neste jogo, JP tinha marcado um golo num remate de primeira. Entrevistado no fim do jogo, teve a seguinte afirmação:
“Não foi nada de especial, chutei com o pé que estava mais a mão!”

Outro fantástico comentário de J. Pinto:
“O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correcta: Deu um passo em frente….”

Jornalista: “João Pinto, é supersticioso?”
Resposta de J.Pinto: “Não, dá azar!”

Após uma derrota do FC Porto frente ao Marítimo, no Funchal, à entrada dos balneários.
Jornalista: João Pinto, comentários acerca desta derrota?
J.P: Só falo quando chegar a PORTUGAL…

Num estágio da Selecção os jornalistas estavam a fazer uma reportagem sobre os tempos livres dos jogadores. Chegou a vez do J. Pinto e quando lhe perguntaram o que costumava fazer nos tempos livres do estágio, respondeu:
João Pinto: – “Costumo fazer isto, aquilo, o outro, ver TV, ler…”
Repórter: – “Então e o que costuma ler? Jornais?”
João Pinto: – “Sim”
Repórter: – “E livros, não lê?”
João Pinto: – “Sim, claro! Por acaso, ando a ler agora um, que até tenho em cima da mesinha de cabeceira.”
Repórter: – “Qual o titulo do livro?”
J.P.(embaraçado): – “Hum… Errr… Não me lembro…”

Hélder (Defesa central do SLB):

Hélder foi convocado para a selecção e perguntaram-lhe sobre a importância do jogo:
– “Vai ser um jogo muito importante, particularmente para todos os portugueses, e em geral para mim.”

Veloso (Defesa lateral e capitão do SLB):

Isto passou-se quando os jogadores do Benfica entraram em ‘blackout’ informativo. Veloso, como capitão, teve a honra de ler o comunicado:
– “Os jogadores do Benfica permanecerão em ‘blackout’ enquanto toda a verdade não for resposta.”

Paulo Futre (Avançado do Regiana (Itália)):

Semanas depois de ter abandonado o Atlético de Madrid (Espanha), e já a jogar no campeonato italiano:
– “A minha vida transformou-se completamente. Deu uma volta de 360 graus.”

Jorge Cadete (Ponta de lança do SCP):

No jogo Portugal – Escócia em que vencemos brilhantemente por 5 – 0, o Cadete foi substituído a poucos minutos do fim, devido a uma lesão. Quando saiu das quatro linhas, foi prontamente entrevistado por um repórter da TV, “Então Cadete, está magoado?”:
– “Não, não. Estou muito feliz.”

Programa Donos da Bola, na SIC, sexta-feira 13 de Março de 1998, dois momentos altos, de uma entrevista de David Borges a Jorge Cadete, que se encontrava em Espanha jogando para a equipa do Celta de Vigo:
J.C: – “bla bla bla isto… bla bla bla aquilo… porque há pessoas que querem DEGRENIR, o futebol português…”

Instantes mais tarde, outra famosa passagem:
J.C: – “bla bla bla isto… bla bla bla aquilo… porque a INSEGURIDADE dos jogadores…”

Rui Barros (FCP):

Repórter – “Então Rui, confiante para este jogo?”
R.B: – “…Vou dar o meu melhor de mim.”

Jardel (FCP):

Jornalista – “Jardel … Plural de irmão?”
Jardel: – “…Gémeos…”

Minutos antes do jogo:
Repórter: – “Jardel, como se sente no inicio deste grande jogo?”
Jardel: – “Nestes jogos, sobe-me a NAFTALINA!…”

Outra frase fenomenal, proferida por Jardel:
” Clássico é clássico, e VICE-VERSA…”

Diamantino (SLB)

Ao intervalo, o Benfica ganhava por 1-0 e Diamantino afirma:
– “Estamos a jogar bem, conseguimos marcar o 1-0… Na segunda parte iremos trabalhar para marcar o segundo 0…”

Paulo Sousa (Juventus)

Paulo Sousa no Europeu, ia jogar-se o jogo dos quartos de final com a Rep. Checa.
P.S: – É um jogo muito importante porque, se ganharmos, temos SÉRIAS hipóteses de chegar às meias-finais.

Eusébio (SLB)

Um clássico. Na chegada de Eusébio a Portugal para ingressar no Benfica, foi-lhe colocada a seguinte pergunta:
“Eusébio, qual o seu marisco preferido?”
À qual Eusébio vivamente responde:
“Tremoços!!!”

Nelson (SCP)

Entrevista na televisão após um jogo particular com o Celtic sobre o mau ambiente nos balneários:
-“O ambiente não é normal, mas não é mau (pausa), não há porrada nos balneários.”

Jogador anónimo (Vitória de Setúbal)

Entrevista na rádio, aquando da suspensão de vários jogadores por causa dos maus resultados:
– “Não somos só nós que estamos a jogar mal. Querem fazer de nós bodes RESPIRATÓRIOS!”

Jogador anónimo (Rio Ave)

Durante um dos noticiários televisivos diários, um jogador do Rio Ave profere o seguinte, isto acerca da derrota da sua equipa a favor do FC.Porto:
– “…Tivemos muito azar porque atiramos bolas à BARRA e à TRAVE…”

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.