Início Histórias As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

O país mais fechado do mundo é governado de forma brutal pelo ditador Kim Jong-un. Conheça as bizarras e controversas leis da Coreia do Norte.

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

O país mais fechado do mundo é governado de forma brutal pelo ditador Kim Jong-un. Conheça as bizarras e controversas leis da Coreia do Norte.

A Coreia do Norte é governada de forma brutal pelo ditador Kim Jong-un, que não hesita em prender ou condenar à morte cidadãos que não seguem à risca todas as regras do regime. A rotina da população inclui a adoração aos líderes, que devem ser reverenciados diversas vezes por dia e sempre que se passar em frente a uma das inúmeras imagens da família Kim.

O país mais fechado do mundo não permite qualquer questionamento político, que é visto como traição e punido com a morte. Para assegurar o controle do povo, a Coreia do Norte filtra todas as informações do exterior e restringe ao máximo as interações entre locais e estrangeiros.

Atente nas mais bizarras e controversas leis da Coreia do Norte:

CULTO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Os norte-coreanos têm de idolatrar o seu líder e o Estado e tudo o que desrespeitar a família Kim, o governo ou os políticos da Coreia do Norte é considerado uma forma de blasfémia e quem o fizer pode ser severamente punido.

CONDUZIR

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Apenas os funcionários do governo do sexo masculino podem conduzir no país. É estimado que apenas uma em cada 100 pessoas tem carro no país, uma vez que há uma grande restrição por parte do governo.

POLÍCIA LOCAL

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

As mulheres também estão proibidas de conduzir, apesar de serem elas as guardas do trânsito.

ÁLCOOL

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Desde o falecimento do presidente da Coreia do Norte Kim Il-sung em 1994 que o dia 8 de Junho passou a ser de luto. Assim, nesse dia há algumas restrições, uma delas é a proibição de ingerir bebidas alcoólicas.

SORRIR

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Também sorrir ou falar alto no dia 8 é estritamente proibido, uma vez que é considerado como falta de respeito pelo presidente que morreu.

DANÇAR

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Dançar no dia 8 de junho é também proibido. Porque a dança demonstra alegria e o dia é considerado de luto. Quem não respeitar estas regras pode ser severamente castigado ou com prisão ou com morte.

DORMIR NUMA REUNIÃO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Adormecer enquanto o chefe fala na Coreia do Norte pode ser um grande sarilho. O ministro da defesa da Coreia do Norte foi executado com um tiro de bateria antiaérea por ter adormecido durante um evento de Kim Jong-un, o que foi considerado desrespeitoso.

ELEIÇÕES

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A Coreia do Norte, por lei realiza eleições para escolher os seus líderes partidários e que vão governar o país. Contudo, normalmente há apenas um candidato e, caso haja outro, é um ator contratado pelos Kims para perder deliberadamente.

PERMISSÃO DE DROGAS LEVES

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A marijuana é proibida na maioria dos países do mundo, contudo, na Coreia do Norte é permitida e não há nenhuma lei que puna o comércio e o consumo desta droga leve.

CULTO AO CHEFE DE ESTADO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Além disso, os norte-coreanos têm de mencionar o nome do seu líder sempre seguido de algum adjetivo que o enalteça, como por exemplo: ‘querido Kim’ ou ‘supremo Kim’.

TELEFONAR PARA O EXTERIOR

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Outra coisa que é proibida na Coreia do Norte é fazer chamadas para fora do país. O ato é considerado crime e pode levar à morte, como aconteceu em 2007 com um homem que realizou várias chamadas internacionais.

DESPORTOS

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

O Basquetebol tem regras próprias na Coreia do Norte, o que pode ter a ver com o facto de ter sido criado nos Estados Unidos e não haver uma relação muito boa entre os países. As regras alteram-se principalmente na pontuação.

ROUPAS

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

O uso de algumas roupas é também proibido na Coreia do Norte. As calças de ganga por exemplo são consideradas um símbolo do capitalismo e, por isso, as pessoas não podem usar este tipo de calças.

VIAJAR

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Os norte-coreanos estão proibidos de ‘fugir’ ou viajar para fora do país, sem permissão. Nem passar um feriado ou um fim de semana curto na vizinha Coreia do Sul é tolerado pelo governo, a não ser que tenha uma permissão bem clara.

CONTROLO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

O controlo sobre os turistas é levado muito a sério pelo país. As pessoas que visitam o país são acompanhados por guias e oficiais e com regras de conduta próprias a seguir. Tudo o que os guardas disserem deve ser seguido à risca.

INTERNET

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A Coreia do Norte é o único país onde o acesso à Internet é estritamente proibido. Apenas em algumas profissões é possível aceder a websites e mesmo assim é com controlo por parte do governo.

PROFISSÃO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Escolher o futuro também não depende dos cidadãos da Coreia. Quem escolhe qual será a profissão das pessoas é o governo da Coreia do Norte e depende não das necessidades da pessoa mas das necessidades do país.

CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A pena para quem não cumpre esta lei é também severa: ir para um campo de concentração fazer trabalhos forçados.

ROUPAS DAS MULHERES

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Nas grandes cidades da Coreia do Norte, as mulheres não podem usar calças ou andar de bicicleta. Quanto às saias, devem cobrir o joelho.

CORTES DE CABELO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Já reparou que os norte-coreanos usam penteados muito semelhantes uns dos outros? Isso não é fruto do acaso. Quando o Jim Jung-un assumiu o poder em 2013, ele introduziu no país uma lista com os cortes de cabelo que seriam permitidos.

MORADIAS

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Os norte-coreanos não têm a possibilidade de escolher onde vão morar. Quem determina o local onde vão viver é o governo a partir da sua classe social e relacionamento com o Estado.

INCÊNDIOS

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Quando acontece um incêndio no país, a primeira coisa que os cidadãos devem salvar são os quadros dos líderes políticos da Coreia do Norte e só depois os seus pertences e as suas vidas.

BIKINI

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

As mulheres estão proibidas de mostrar o umbigo e, por isso, o uso de bikini no país é proibido.

MÚSICA E FILMES

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A Coreia é também um país muito nacionalista e, por isso, assistir a filmes ou ouvir musica estrangeira é considerado um crime.

PUNIÇÕES EXTREMAS

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

A pena é determinada de acordo com o local de origem do filme ou música. Por exemplo, quem assistir a um filme indiano pode ir para a cadeia, mas se o filme for americano, a pessoa será executada.

MESMO NOME

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Outra coisa que não é permitida na Coreia do Norte é ter o mesmo nome que o atual presidente do país. Assim, todas as pessoas com o nome Kim tiveram que mudar o seu nome voluntariamente por vontade do governo.

BÍBLIA

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Práticas religiosas e ideologias do ocidente são proibidos no país. Há registos de execuções públicas a pessoas que distribuíram cópias de bíblias pelos cidadãos da Coreia do Norte.

PRESO

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Em 2014, o americano Jeffrey Fowle ficou preso durante 5 meses por se ter esquecido de uma bíblia na casa de banho de um restaurante. Embora haja igrejas no país, elas estão todas controladas pelo regime.

PRIVACIDADE

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Qualquer turista que visite a Coreia do Norte está sujeito a uma inspeção muito minuciosa. Telefones, câmaras e computadores são analisados assim que passar a fronteira do país e só serão devolvidos depois de sair do país.

FINS DE SEMANA

As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte
As bizarras e controversas leis da Coreia do Norte

Os norte-coreanos trabalham seis dias por semana e no sétimo dia são obrigados a fazer trabalhos voluntários. Isso significa que os cidadãos quase não têm tempo livre.
_
Autor: Luís Conceição
_

2 COMENTÁRIOS

  1. Não me acredito que na Coreia do Norte seja assim como escrevem.Nunca tinha visto e lido comentários tão básicos e infantis acerca da Coreia do Norte , como estes .
    Ainda que as informações sobre aquele país sejam escassas , têem aparecido de vez em quando reportagens com alguém que esteve naquele país e desmente categòricamente o que aqui é dito. Eu, pessoalmente já vi duas na televisão ,em alturas diferentes ,e ambas com cidadãos portugueses que lá estiveram. Ainda na semana passada, penso que na RTP , vi uma peça em que um maestro português esteve presente num festival de música naquele país a dirigir a Orquestra Sinfónica Nacional da Coreia(creio que era este o nome) . Disse o senhor que durante a sua estadia naquele país andou por onde quis e lhe apeteceu sem qualquer constrangimento e que TIROU AS FOTOS QUE QUIS E QUE NINGUÈM O CHATEOU ! Mais, o senhor que é maestro dum grupo coral aqui em Portugal (que pena tenho de não ter retido os nomes ), informou que vai com esse mesmo grupo actuar na Coreia do Norte a convite das entidades oficiais. Portanto estamos perante uma visão completamente diferente da «história da carochinha» que os senhores aqui descrevem duma forma que considero até desrespeitosa para um cidadão adulto e com um mínimo de inteligência. Acredito que seja vossa intenção fazer coro com aqueles que falam mal deste país . É um direito que vos assiste,mas ao menos sejam inteligentes e respeitadores com os vossos leitores e não venham com estas tretas mal paridas ,pois quem fica mal na fotografia são vocês e as vossas manipulações infantis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.