Início Saúde Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

Conheça algumas curiosidades que a ciência nos revela sobre a bebida que todos amam! Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

factos científicos sobre o café
Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

Conheça algumas curiosidades que a ciência nos revela sobre a bebida que todos amam! Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber! As manhãs das pessoas podem ser muito distintas, mas há um produto (pelo menos) que faz parte do quotidiano da maior parte de nós. Esse produto é uma das bebidas mais consumidas do mundo. Ela é muito conhecida pelos efeitos que gera no corpo e pelos benefícios que causa na nossa saúde. Além disso, é uma bebida bastante saborosa. Falamos, naturalmente, do café.

Uma bebida que é muito estimada pelas pessoas e muito estudada pela comunidade científica. Muitos cientistas realizaram investigações sobre os efeitos do café. Muitos dos seus estudos foram publicados em revistas científicas dispersas por todo o mundo.

O NCultura está atento a essas informações e compilou algumas das curiosidades que se conhecem sobre esta bebida mágica, que tem na cafeína um dos grandes motores para os seus efeitos, nomeadamente acelerar o metabolismo, melhorar a concentração e estimular o funcionamento da nossa memória.

Adora café? Reunimos 9 factos científicos que deve saber!

Consumo de café responsável

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que se bebam no máximo 3 chávenas de café por dia. Devemos consumir por dia apenas 400 mg de cafeína. Não exagere, pois em vez de fortalecer a sua saúde, vai prejudicá-la!

9 factos científicos que deve conhecer

factos científicos sobre o café
Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

A hora certa para tomar café

Muitos tomam café, logo depois de se levantarem para “acordar”. No nosso corpo, existe naturalmente uma hormona de nome cortisol que se revela importante para despertamos, tornando irrelevante tomar café logo nesse momento, sendo até um desperdício de cafeína.

Portanto, evite tomar café logo depois de acordar, pois é preferível aguardar e usar mais tarde esse boost de energia, essa injeção de vitalidade. O cortisol gera naturalmente em nós a sensação de alerta, permitindo esse despertar no nosso corpo.

Depois de acordar, aguarde uma hora e, quando os efeitos do cortisol começarem a decair, tome a sua chávena de café. Se acorda às 7h, beba o café uma hora depois, às 8h. Pode repetir o gesto mais tarde, entre as 13h30 e as 17h.

Leia também:

A cafeína tem um composto similar ao neurotransmissor do sono

O nosso corpo produz naturalmente níveis de adenosina ao longo do dia. Este é um neurotransmissor que contribui para regular a função cerebral.

A cafeína faz parte do café e ela limita esses recetores, realizando essa função de controlar a intensidade do sono, pois o composto de ambos é bastante similar.

factos científicos sobre o café
Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

O café ajuda a prevenir o Alzheimer

O consumo frequente de café ajuda a retardar os sintomas de Alzheimer. Tal tese foi defendida na Faculdade de Medicina de Lisboa. Nesse estudo, foi avançado que o consumo regular de café permite contribuir, também, para prevenir doenças como a depressão, a diabetes tipo 2 e o temido Parkinson.

A cafeína é protagonista em fotografia premiada

A cafeína contém pequenos cristais de 40 micrómetros de tamanho. Ela foi protagonista de uma fotografia que venceu o prémio de fotografia científica de 2012, revelando um ângulo da cafeína nunca visto.

Podemos dizer que a cafeína, presente no café, torna a bebida bastante fotogénica!

factos científicos sobre o café
Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

O café pode ser viciante

Normalmente, quando pensamos em vícios, não pensamos no café, embora saibamos que ele é viciante. Frequentemente esquecemo-nos disso, visto que ele faz parte do nosso dia a dia e o consideramos como sendo pouco nocivo.

Contudo, o seu consumo regular ao longo dos anos pode alterar a química do nosso cérebro. Os recetores de adenosina são libertados de forma automática, quando ingerimos café. Assim, sentiremos a necessidade de beber mais café, podendo esse processo causar dependência e sintomas como abstinência, fadiga, dores de cabeça, irritação e cansaço.

O efeito da cafeína

Sabia que bastam apenas 10 minutos, depois do primeiro gole de café, para sentir os efeitos da cafeína? Tal ficou comprovado num estudo realizado em Espanha, mais especificamente na Universidade de Barcelona.

Nesses primeiros minutos, a cafeína atinge metade de seu poder máximo. O seu poder máximo é atingido aos 45 minutos e o seu efeito pode durar 5 a 6 horas.

factos científicos sobre o café
Adora café? Reunimos 9 factos científicos sobre o café que deve saber!

As abelhas amam café

Os néctares presentes em algumas flores possuem cafeína e é ela que atrai as abelhas. A cafeína ajuda a melhorar a memória do inseto. Esta conclusão foi publicada no periódico Science. 

Além da cafeína, há mais compostos valiosos para a saúde

O café contém uma grande riqueza em antioxidantes que defendem o nosso corpo de vários males, prevenindo e combatendo diversas doenças.

O café combate as dores de cabeça

Tomar café pode ajudar a combater e a prevenir as enxaquecas.

NCultura

Se gostou deste artigo reaja a ele e faça um comentário! Se gostou deste tema pode procurar outros artigos sobre Língua Portuguesa no NCultura. Se tem outros temas que pretende que sejam explorados pelo NCultura, deixe-nos sugestões.

Se é apaixonado pelo mundo, saiba que há muitos mais artigos para ler no NCultura.

Apaixone-se pelo NCultura e explore diferentes temáticas: turismo e viagens, saúde, gastronomia, cultura, histórias, entre outras…

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.