Início Tradições 7 receitas: as Rabanadas das nossas Avós

7 receitas: as Rabanadas das nossas Avós

As rabanadas são um doce tradicional português, inesquecível para uma ocasião especial, quer no Natal ou para um simples lanche com os amigos e família.

4535

_

Rabanadas Finas e Rabanadas Pobres da avó Lena

  • Toma-se um pão próprio para rabanadas, ou na falta dele, pão de forma e corta-se em fatias de um centímetro de grossura.
  • Ponha-se ao lume a ferver um quartilho de leite adoçado, e a que se tenha juntado um pau de canela.
  • Mal o leite ferva deita-se sobre as fatias de pão que se têm disposto numa vasilha funda, de maneira que fiquem cobertas e deixem-se amolecer durante uns dez minutos, passados os quais se retiram as rabanadas, com todo o cuidado, para outra vasilha.
  • Em seguida, passam-se por ovos batidos e fritam-se em bastante azeite a ferver, depois escorrem-se e servem-se enquanto quentes, com açúcar e canela, e depois de frias com calda de açúcar.
  • Há uma outra receita em quase tudo parecida com este e vulgarizada com o nome de rabanadas pobres em que a diferença está apenas em substituir o leite por água com açúcar, canela e casca de limão, procedendo-se em tudo o mais como já ficou dito.
  • E já agora, uma terceira alternativa. A minha Avó Eduarda costumava fazer as rabanadas não com leite ou água mas com um bom chá verde. Ou seja, em vez de mergulhar o pão em leite ou água, fazia-o em chá verde… não seria uma rabanada fina, porém não o era pobre… remediada, talvez.

ATENÇÃO: Um quartilho corresponde sensivelmente a meio litro.

Bom Apetite!

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.