Início Tradições 5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

5 vinhos que merecem ter sempre lugar na sua garrafeira, ao longo destas férias. Descubra 5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão.

Vinhos Tintos a não perder
5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

5 vinhos que merecem ter sempre lugar na sua garrafeira, ao longo destas férias. Descubra 5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão.

O verão é a estação mais quente do ano e é uma época que pede um vinho mais refrescante.

Por isso, apresentamos uma breve lista de cinco vinhos incríveis são leves e repletos de uma frescura e de um sabor que serão uma ótima companhia para si. Uma companhia verdadeiramente refrescante durante a época mais escaldante.

5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

Cedro do Noval Vinho Regional Duriense Tinto 2016

A Quinta do Noval possui bons vinhos, com elevada reputação. Só em vinhos do Douro tem como bandeiras os vinhos Quinta do Noval Douro Doc, Quinta do Noval Touriga Nacional, Labrador Syrah, Maria Mansa e Cedro do Noval. Este último é o vinho tinto escolhido por nós para integrar a sua garrafeira.

O seu nome advém da árvore que está presente no terraço da Quinta do Noval e que se tornou emblemática. Já o perfil do terroir remete para o espaço onde nasce: o Douro. Não surpreende, por isso, que sejam as castas nobres do Douro (com a inclusão da Syrah que se adapta e se integra de forma muito natural) que estejam na origem deste belo vinho, de tom vermelho sedutor e opaco.

O seu aroma é complexo, sobressaindo as notas frutadas. O paladar é intenso, mas pleno de elegância. Um vinho que permaneceu em estágio durante aproximadamente 10 meses, em cascos de carvalho francês.

5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

Cortes de Cima Amphora Tinto 2016

Um vinho que recorre às castas Aragonez (50%), Syrah, Touriga Nacional, Alicante Bouschet e Trincadeira. A sua cor é aberta. O seu aroma a frutos de bagos vermelhos – com notas de framboesa – possui notas de especiarias e é intenso.

A boa presença da fruta permite proporcionar um paladar macio e saboroso. O fim de boca revela uma agradável frescura, tornando este vinho numa bela opção para este verão.

Vinhos Tintos a não perder
5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

Nelson Neves Bairrada Superior 2015

Tal como o nome indica, este é um vinho da região da Bairrada, produzido exclusivamente com uvas da Merlot. A fim de preservar os aromas característicos da casta, este vinho só estagiou 15% em madeira de carvalho francês, permitindo ao restante manter as suas características.

A sua cor encanta, mas o seu sabor revela intensidade, onde a fruta madura – a groselha e a ameixa – proporcionam um paladar pleno com acidez e suaves taninos. O fim de boca é especial. Acompanha na perfeição várias criações gastronómicas.

Vinhos Tintos a não perder
5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

Quinta do Côtto Bastardo DOC Douro 2016

Apesar do vinho do Porto ter centrado as atenções durante muito tempo, a produção de vinho nesta Quinta alargou-se também ao vinho branco e ao vinho tinto, embora em menor quantidade, ficando à guarda da família, enquanto adquiriam mais know-how, produção após produção.

A partir de 1976 –  sob a liderança de Miguel Champalimaud –, a produção dos vinhos da Quinta do Côtto sofreu uma alteração, introduzindo-se o conceito de Vinhos de Quinta. O Quinta do Côtto Bastardo DOC Douro 2016 é um monocasta Bastardo. A sua cor rubi é aberta e cativante. O seu aroma é fino e fresco, com notas de frutos silvestres. O paladar é pleno e revela-se harmonioso, com equilíbrio de taninos e acidez. O fim de boca é persistente.

Vinhos Tintos a não perder
5 Vinhos Tintos a não perder para animar o seu verão

Quinta do Penedo Reserva DOC Dão Tinto 2013

A harmonia de duas nobres castas do Dão – Alfrocheiro e Touriga Nacional – deram origem a um vinho distinto. Tendo sido vinificado em lagares de granito, ele foi pisado a pé. Um vinho que teve um estágio de 12 meses e que se revela elegante. Um vinho tinto que nos intriga…

A sua cor rubi é a apresentação de um encontro. Após a boa impressão no primeiro olhar, o aroma complexo, com notas de frutos pretos, faz-nos suspirar por mais. O fim de boca é longo e com acidez viva, mas sedutoramente fresco!

Se gostou deste artigo também poderá gostar de:


Estarão os vinhos portugueses entre os vinhos mais caros do mundo?

Vinhos Portugueses: os Melhores Vinhos Alentejanos

Vinhos Portugueses: os 5 melhores Alvarinhos de Portugal

Vinhos Portugueses: 7 dos melhores tintos do Douro para beber em 2019

_

Márcio Magalhães
Um Mestrado em Ensino não fazia prever o percurso consolidado e bem sucedido no marketing digital e na produção de conteúdos, com publicação regular de artigos em diversas plataformas. (exclusivamente responsável pelo conteúdo textual)

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.